Giro da Notícia

PT reforçado

O PT de Bequimão apresentou vários novos filiados durante festa no último domingo, 25. Entre os recém filiados ao PT estão os ex-candidatos a vereador Lobo e João Braga, que deixaram o PDT. Também assinaram a ficha de filiação ao Partido dos Trabalhadores o ex-vereador Biné e a líder comunitária Neri, que atua politicamente na região do ramal de Quindiua e Santa Rita.

PSB sob nova direção

O ex-vereador e secretário de Educação do município, Carlos Resende, é o novo presidente do Diretório Municipal do PSB em Bequimão. A eleição consensual ocorreu no último domingo, 25, durante Congresso Municipal do partido, no povoado Frederico. Também ex-vereadores Pongó e Dico foram eleitos para vice-presidente e secretário, respectivamente.

Os opostos …

A festa organizada pelo PT de Bequimão para comemorar a posse de Zé Inácio na Superintendência do Incra-MA reuniu adversários da política bequimãoense. Transitaram pelo mesmo espaço o prefeito Antônio Diniz (PDT), o ex-candidato a prefeito Zé Martins (PMDB), o vice-prefeito César Cantanhede (PTC), entre outros.

… se atraem?

Também participaram do evento os ex-prefeitos Leonardo Cantanhede e José Luis Bernal (PCdoB). Os dois ao lado de Juca Martins, que estava ausente da festa, dominaram a cena política em Bequimão nós últimos 20 anos.

Sobe som

A sonorização do evento organizado pelo PT bequimãoense irritou o vice-governador.  Após sucessivas falhas, Washington disparou: “da próxima vez vê se vocês arrumam um som que preste!” “E ainda tem aquele ali toda hora em crise”. Referia-se aos testes feitos pelo dj da radiola Star Light.


BEQUIMÃO: ANTONIO DINIZ É CANDIDATO A REELEIÇÃO

Do Blog do Aldir Dantas

De acordo com informações do jornal de Bequimão, de propriedade do coronel PM da reserva Sebastião Lopes, comandante da Guarda Municipal, o prefeito Antonio Diniz (PDT) é candidato à reeleição através de uma coligação, que além do PDT conta com PSDB, PT, PHS, PSB e PTC.

O dirigente municipal por considerar o seu nome consolidado, não pode se submeter a qualquer previa e já fez a comunicação ao grupo. Por falar no prefeito, o povo quer saber em que locais estão as inúmeras realizações anunciadas por ele no jornal do coronel, algumas  das quais bem fantasiosas.


DEPUTADO E LIDERANÇAS CONSOLIDAM O PSL EM BEQUIMÃO

Do Blog do Aldir Dantas

O deputado estadual  Edson Araújo recebeu  em seu gabinete na Assembléia Legislativa do Estado, o engenheiro eletricista Vadoca Almeida, o presidente da  Colônia de Pescadores de Bequimão, José Manuel Ferreira Garcia, conhecido como Nhô e o vereador Robson Almeida Pinheiro. Os dois primeiros integrantes da comissão provisória do PSL de Bequimão e o último do PTN.

Conversaram com o deputado sobre as manifestações de vários segmentos da sociedade por mudanças na conjuntura política no município e registraram,  que além  de serem  favoráveis  às iniciativas populares  estão se organizando para participar do processo com candidaturas à prefeitura e à câmara municipal.

O parlamentar achou importante  os questionamentos que irão proporcionar o crescimento do  PSL , destacando a iniciativa do presidente regional Francisco Carvalho, em não medir esforços para o avanço do partido em todo o Estado.

Edson Araújo informou às lideranças que na próxima segunda-feira tomará posse na vice-presidência  da União Geral dos Trabalhadores do Brasil como representante dos pescadores maranhenses e brasileiros . Vadoca, Nhô e Robson avaliaram como muito salutar o encontro que tiveram com o deputado, que inclusive deverá participar de reunião em Bequimão para tratar de assuntos inerentes aos interesses coletivos da população.


Roseana paga por obra inabacaba em Bequimão

Com informações do Blog do Garrone

O deputado Neto Evangelista (PSDB) denunciou nesta terça-feira (27) o descaso do governo do Estado com relação à Baixada Maranhense e lamentou que, há um ano, abandonou as obras de construção da ponte que faz ligação entre o município de Bequimão e o povoado Balandro.

Segundo Neto Evangelista, a construção da ponte estava entre os compromissos de campanha assumidos em 2010 pela governadora Roseana Sarney, à época, candidata à reeleição.

O deputado citou que o empenho para a construção da ponte foi feito no dia 7 de julho de 2010, no valor de R$ 594.791. Ele disse que chegou a ser pago R$ 254.502, no dia 17 de setembro de 2010, quando a obra foi iniciada e, em seguida, abandonada.

Para demonstrar a importância da obra, Evangelista citou que a ponte dificulta o acesso da população de 12 povoados. São eles: Balandro, Santa Vitória, Barroso, Floresta, Santana, Centrinho, Iribuí, Juraraitá, Calhau, Ponta dos Soares, Suassui e Beirada. “Mais de quatro mil pessoas residem do outro lado da ponte”, acrescentou.

Neto Evangelista ressaltou que os maiores prejudicados são os estudantes, que precisam se deslocar até o município de Bequimão diariamente para assistir as aulas.

Diante da impossibilidade de perdurarem sem esse acesso, no local foi improvisada uma passagem, feita de madeira, que, segundo Evangelista, tem dimensão mínima, permitindo um deslocamento precário. “Passa motos, pessoas; o risco é grande. Já houve acidentes”, narrou.

Neto Evangelista pediu o apoio da base aliada do Governo para que interceda junto à governadora Roseana Sarney em favor da conclusão das obras da ponte que dá acesso ao povoado Balandro.

Durante o discurso, ele ainda afirmou que vai apresentar uma indicação, encaminhada ao secretário de Estado das cidades, Pedro Fernandes, solicitando a conclusão da obra.


Vice-governador visita municípios da Baixada Maranhense

De O Imparcial

Bequimão

No município de Bequimão, Washington Luiz Oliveira, anunciou, em conversa com o prefeito Antônio Diniz Braga Neto e lideranças locais, o início das obras de recuperação da estrada que liga o porto do Cujupe ao município de Santa Helena. “Já foi dada ordem de serviço pela Secretaria de Infraestrutura (Sinfra) e as obras devem ser iniciadas nos próximos dias”, informou.

Ainda em Bequimão, o vice-governador visitou o lugar onde deverá ser construída uma ponte sobre o rio Itapetininga, interligando a sede ao assentamento Padre Paulo, onde vivem cerca de 6 mil habitantes.

Em reunião com o prefeito Antônio Diniz, o Washington Luiz discutiu a possibilidade de parceria entre o Município, Estado e do Governo Federal, por intermédio do Incra e do Ministério do Turismo, para a construção da ponte sobre o rio Pericumã, entre Bequimão e município de Central do Maranhão. Segundo Diniz, a obra irá trazer desenvolvimento para o turismo local, além de beneficiar o desenvolvimento do município.


Bequimão: Recursos de transferências constitucionais caíram 48% em agosto

Do Blog PPS Bequimão

O município de Bequimão perdeu mais de 48% dos recursos referentes às transferências constitucionais no mês de agosto deste ano. De acordo com dados do Tesouro Nacional (veja abaixo), o valor total de todos os fundos repassado no último mês foi de R$ 589,6 mil. No mês de julho, o repasse foi da ordem de R$ 1,2 milhão.

Quadro demonstrativo de repasse em agosto 2011

Se comparado a agosto de 2010, a perda de recursos é ainda maior. Na época, Bequimão recebeu 51,6% a mais. Foram R$ 1.142 mil em transferências constitucionais. Veja o quadro abaixo:

Quadro demonstrativo de repasse em agosto de 2010


Obra de recuperação da ponte do Balandro está abandonada

Em julho de 2010, a governadora Roseana Sarney visitou Bequimão. Começava ali sua campanha eleitoral para voltar ao Palácio dos Leões. Para minimizar os efeitos do sol forte, abrigou-se sob as amendoeiras da praça Santo Antônio, onde fez um discurso, em que prometeu a recuperação da ponte do Balandro. A menos de 500 metros estavam as máquinas prontas para começar o serviço.

A ponte que ligava a sede do município de Bequimão ao povoado Balandro desabou há cerca de seis anos, prejudicando o acesso dos moradores de 12 povoados.

Obra da ponte do Balandro abandonada pelo governo do Estado

Mesmo eleitoreira, a obra despertou a esperança da população, especialmente dos povoados que seriam beneficiados pela ponte: Balandro, Santa Vitória, Barroso, Floresta, Santana, Centrinho, Iribuí, Juraraitá, Calhau, Ponta dos Soares, Suassui e Beirada. São mais de 4 mil pessoas que residem nestas localidades. Os estudantes e os comerciantes são os mais prejudicados com a dificuldade de transporte.

'Canteiro de obras' da empresa contratada pelo governo está fechado

Um ano e dois meses depois, a obra está abandonada. As máquinas foram retiradas do local. A propagada recuperação da ponte se resumiu à armação de madeira e alguns pilares de concreto, que podem ser contados nos dedos de uma das mãos. E o povo de Bequimão bem que poderia parodiar o slogan do governo Roseana: governar é enganar as pessoas.


Série eleições 2012: Sob a égide dos agiotas

Do Blog do Controle Social

O Blog do Controle Social vai apresentar uma série de artigos que tem como pano de fundo as eleições do próximo ano. A tão temível e famigerada eleição para os cobiçados cargos de prefeito.

É neste pleito que o pacato cidadão ver o dinheiro da merenda escolar e o que serviria para comprar medicamentos ser negociado como garantia de empréstimo para o financiamento da campanha do ano que vem.

Sem mais delongas, tenham todos uma boa leitura:

Alguns candidatos gastam rios de dinheiro em suas campanhas eleitorais buscando se eleger e o cargo mais cobiçado por eles é o de prefeito. Mas não pensem que é para promover o desenvolvimento dos municípios não, é para enriquecer o próprio candidato, sua família e seu grupo político (ou quadrilha).

Se vocês acharam que eles utilizam o dinheiro do próprio bolso para financiar a sua campanha enganaram-se redondamente.

As duas formas de financiamento mais comuns são: conseguir apoio do atual prefeito para que ele aplique parte do dinheiro desviado durante a sua gestão, ou recorrer aos temíveis agiotas. Seja de que forma for, a população do município sempre vai sair perdendo.

Com as crianças ficando sem a merenda escolar, os doentes sem atendimento médico-ambulatorial, os alunos do Projovem sem receber a bolsa, os conjuntos residenciais sendo construídos sem estrutura alguma etc.

Pois bem, como o prefeito só vai apoiar um candidato, os demais têm que pedir empréstimo financeiro aos agiotas. E, caros leitores, estas pessoas chegam a cobrar até 500% de juros pelo valor que foi emprestado para ser aplicado nas campanhas eleitorais.

Ou seja, se um candidato pedir R$ 1 milhão para a campanha, terá que pagar R$ 5 milhões para o agiota. E para que um candidato quer tanto dinheiro? Na maioria das vezes, como não têm proposta alguma de mudança para o município, eles atraem os eleitores com festas, presentinhos, materiais de construção, medicamentos, eletrodomésticos e, até, dando dinheiro diretamente ao povo.

Estas pessoas podem ser facilmente reconhecidas pelo eleitor. Normalmente apresentam sinais exteriores de riqueza, ou seja, trocam de carro constantemente, constrõem casarões ou já foram responsáveis por alguma função dentro da prefeitura.

A face mais visível da ação do dinheiro proveniente de um agiota é a compra de votos, a transferência ilegal de eleitores e a realização de festas com o intuito de enganar a população e vender a imagem de que a criatura é boazinha. Um lobo em pele de cordeiro.