Companhia de Artes e Cultura Popular Marizés participa de Festival Internacional de Folclore

Do Blog do Jefferson Cantanhede

sem-tc3adtulo3 Criado em 2014 pelos jovens Camila, Junior Gomes e Leo Leandro, o grupo reúne cerca de 54 brincantes, em sua maioria jovens, que compõem o corpo de baile, a orquestra e personagens típicos do alto do boi, como Pai Francisco, Catirina, caboclo de pena, cazumbás e miolo do boi.

As apresentações do Marizés são uma mescla de ritmos e elementos das inúmeras manifestações culturais do Maranhão. Na temporada do ano passado, o grupo agradou plateias por onde passou com o repertório marcado pela forte influência dos sotaques de bumba-meu-boi (orquestra, matraca, pandeirão, zabumba e Pindaré), tambor de crioula e forró de caixa. “Através da música e da dança, o grupo pretende trazer à tona o lado mais prosaico da cultura popular, a capacidade do homem festejar sua alegria e mostrá-la pelo ritmo e poesia”, destaca o presidente do Marizés, Júnior Gomes.

Em um grupo formado por jovens, há também um aspecto social no trabalho que o Marizés vem desenvolvendo. “O processo de criação que segue os preparativos da nossa companhia envolve, anualmente, uma variedade de jovens que apoia e incentiva a música, a dança e a arte como meios de expressão de ideias. Isso cria no nosso município uma nova possibilidade de lazer e entretenimento, ganhando o espaço que poderia ser ocupado pelas drogas ou pela violência”, ressalta o presidente da companhia.

Além disso, a juventude local tem oportunidade de conhecer melhor e valorizar as manifestações culturais da sua região. Esses vínculos criados são fundamentais para a preservação da identidade e da cultura popular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *