Um governo de todas as cidades

FD-prefeitosPor Flávio Dino

Esta semana, fui surpreendido pela notícia de que um acordo entre a bancada do Maranhão e os prefeitos, para destinação de R$ 160 milhões para a Saúde dos municípios, foi desrespeitado em face da imposição de senadores. Um recurso que iria para as Prefeituras, custear os serviços de saúde gratuita à população, foi sabotado apenas para supostamente me prejudicar. É um triste exemplo da mesquinhez política que guia o grupo político que por tantas décadas foi preponderante em nosso estado.

Fico feliz de ir na contramão desta lamentável herança que tenta se fazer presente a cada instante. Tenho feito um governo de todos os maranhenses. E que trabalha para todos os 217 municípios do Maranhão. Isso se comprova pelas ações nos municípios, independente de coloração partidária de cada prefeito. Houve um tempo em que, quando o prefeito e o governador brigavam, quem sofria era o povo. Hoje, nós distribuímos ambulâncias, viaturas, tratores e motoniveladoras aos municípios, além de obras de escolas e asfalto, sem excluir cidades por questões políticas.

Já foram 112 ambulâncias entregues este ano, unidades de atenção emergencial, com toda a capacidade de deslocar um paciente em segurança até um hospital. Sem distinção política. Pois quem usará a ambulância não é o prefeito, é o povo. E é para ele que nós políticos devemos trabalhar.

Já entreguei também 38 motoniveladoras para prefeituras, um investimento aproximado de R$ 21 milhões. É a doação de um equipamento (patrol) para prefeituras a fim de que possam trabalhar na melhoria de suas estradas rurais, melhorando o escoamento da produção agrícola, bem como o acesso dos moradores de povoados a serviços públicos.

Na segurança, já entreguei 833 viaturas este ano, entre carros e motos, superando a meta que havia colocado de 700 unidades. São veículos que permitem a presença das forças de segurança em todos os cantos do Maranhão. É graças a esse esforço e à ampliação da tropa, que chegou a seu recorde histórico de 12 mil policiais, que estamos conseguindo reduzir os números de violência em nosso estado. Só em São Luís, por exemplo, o número de homicídios caiu pela metade entre setembro deste ano e setembro de 2014 – no governo passado.

Com essas ações, estou cumprindo mais uma das promessas que fiz na campanha eleitoral de 2014, quando assegurei que seria um governador amigo de todas as cidades do Maranhão. Hoje, o Governo do Maranhão trabalha em favor dos municípios.

Num passado recente, que não queremos mais por perto, cidades ficaram décadas sem obras porque seus prefeitos eram de grupos políticos contrários à oligarquia que por tanto tempo controlou nosso estado. Até a capital passou anos sem uma parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo, prejudicando ações como a pavimentação da cidade.

Temos boa relação institucional com todos os Poderes e com os municípios, pois acredito que o diálogo sempre é o melhor método de trabalho. Claro que o diálogo exige reciprocidade e respeito mútuo, e é isso que sempre buscamos. Nosso lema é a união pelo Maranhão, daí a nossa disposição de sempre procurar ajudar aqueles que nos procuram.

É assim, fazendo o bem sem olhar a quem, sem perseguição política, e trabalhando para o povo de todas as cidades que fazemos o Governo de Todos Nós. Vamos deixando para trás o tempo de desmandos, arbitrariedades e conchavos espúrios, que tenho certeza de que não voltarão mais.

Advogado, 49 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.


Governador Flávio Dino investe na ampliação e recuperação de rodovias na Baixada Maranhense

ma_014_vitoria_do_mearim_a_vianaCom o objetivo de oferecer caminhos produtivos que impulsionem o progresso social e econômico na Baixada Maranhense, o Governo do Estado tem investido na ampliação, melhoria e recuperação da malha viária nesta região.

O Governo está investindo R$ 1,5 milhão na construção de 16 quilômetros da Estrada do Peixe, que liga Itans a Matinha, facilitando o escoamento de produção do peixe na Baixada Maranhense, a principal renda econômica da região. Com a nova estrada, os 74 produtores de peixe de Itans poderão aumentar a produção. Eles enfrentaram por décadas dificuldades no transporte de ração para o município e também no escoamento da produção para as demais cidades, principalmente no período chuvoso.

Outra obra emblemática em andamento é a construção de 859 metros de extensão da Ponte Central/Bequimão, chegando a ter 26 metros de espessura de solo mole, e influência do rio e da maré. O investimento chega a R$ 68 milhões. Essa obra vai ampliar o desenvolvimento social e econômico da Baixada Maranhense, desde o escoamento mais rápido da pesca e produção agrícola, com uma rota 150 quilômetros mais curta entre Bequimão e Central, até o fortalecimento do turismo, ao tornar mais conhecidas as belezas do litoral ocidental do Maranhão, pela facilidade no acesso.

Atualmente, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) está com obras em andamento em 529 quilômetros de rodovias da Baixada Maranhense. “Investir na qualidade e maior capilaridade das rodovias do estado é garantir mobilidade à população e movimentar a economia, com o tráfego seguro e ágil entre os municípios, levando e trazendo bens. Este é um compromisso reafirmado pelo governador Flávio Dino em todo o Maranhão”, afirma o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

Nos serviços de manutenção, desde 2015 foram recuperados 1.207 quilômetros em 26 trechos rodoviários da Baixada Maranhense, com um investimento total de R$ 39,1 milhões. Com esses serviços, mais de 80% das rodovias que cortam a Baixada Maranhense estarão com malha viária restaurada para o tráfego rodoviário.

Na MA-106, as obras estão seguindo em duas frentes de serviço para a recuperação de 186 quilômetros, entre o povoado Cujupe e o município Nunes Freires. Nesse trecho, mais três municípios – Turilândia, Santa Helena e Pinheiro – estão sendo contemplados com os serviços. Essa rota facilita ainda o acesso ao município de Bequimão.

Em Vitória do Mearim até o povoado Três Marias, na MA-014, estão sendo investidos R$ 9,2 milhões na recuperação e melhoramento de 151 quilômetros de extensão da rodovia. Outros cinco municípios – Viana, Matinha, Olinda Nova do Maranhão e São Vicente Ferrer – são beneficiados com esta obra. Essa recuperação também melhora o acesso às cidades de Bacurituta e Palmeirândia. Ainda na MA-014, estão sendo realizados investimentos de Palmeirândia até o entroncamento da MA-106, em Peri-Mirim.

Futuros investimentos

Para manter a qualidade das estradas na Baixada Maranhense, o Estado trabalha com ações preventivas e emergenciais constantemente. Até o final do ano poderão ser licitados mais de 200 quilômetros para serem pavimentados, com uma média de R$ 30 milhões para a recuperação de malha viária e para sinalização vertical, horizontal e turística.


Conquistas no combate à criminalidade

Robson PazROBSON PAZ

A violência urbana no país atinge níveis alarmantes. A cada três semanas 3,4 mil pessoas morrem no Brasil. Muito mais que as 3.314 mortes ocorridas no planeta em face dos 458 atentados terroristas, na primeira metade do ano. A taxa de homicídio no país é de 30,5 para cada grupo de 100 mil habitantes, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

A despeito da escalada geométrica da violência no Brasil, passo a passo, o Maranhão tem deixado para trás os tempos medievais, que assombravam nossa população. A insegurança e falência do Estado, simbolizadas no futebol dos horrores praticado com cabeças de presos decapitadas, na penitenciária de Pedrinhas, até 2014, estão sendo superadas.

O sistema de (in)segurança da era Roseana Sarney acumulou recordes vergonhosos com índice de mais de 300% de aumento de mortes violentas. A média era de três homicídios por dia na Grande São Luís. No governo passado, o Maranhão subiu ao triste pódio dos três estados com maior índice de homicídios do país, conforme o Mapa da Violência.

Mesmo em meio à maior crise econômica enfrentada pelo país, que resulta em caos na segurança pública de vários estados, o Maranhão reduziu em mais de 30% as taxas de mortes violentas na Ilha de São Luís.

A carnificina em Pedrinhas cedeu lugar às oficinas de trabalho, em que os presos de justiça desenvolvem atividades e reduzem suas penas. Isto representa aumento de 255% em comparação com 2014. Antes, 600 apenados tinham ofício. Agora são 2.130 vagas ocupadas. Eram três oficinas. Agora são 123.

Não por acaso, as chaves dos presídios e a autoridade foram retomadas pelo Estado, no governo Flávio Dino. Fora dos muros do sistema penitenciário, mais policiais, equipamentos, armamentos e veículos reforçam a segurança da população. O Maranhão passou a ter o maior efetivo da história com 12 mil policiais militares, além de 833 viaturas, entre carros e motos.

As marcas negativas estão sendo substituídas progressivamente por índices que alegram os maranhenses. Combate ao tráfico de drogas, às quadrilhas interestaduais especializadas em assaltos a bancos e à agiotagem. Só este ano, o acumulado de apreensão de drogas já é 5.845% maior que 2014.

O índice de assalto a bancos foi reduzido a quase zero, este ano. A taxa de mortes violentas caiu em mais de 30%. Mais que estatísticas são vidas sendo salvas.

A valorização dos policiais, laboratórios modernos de combate ao crime, edital de concurso público para contratação de mais de mil novos policiais militares são ações concretas do governador Flávio Dino para melhorar ainda mais a segurança pública do Estado.

Recentemente, o secretário Jefferson Portela anunciou a recuperação de delegacias, que serão reconstruídas ou reformadas. É algo notável em meio à escuridão da crise e do abandono de décadas. Pouco razoável, pois, que os responsáveis pelo obscurantismo usem situações isoladas para minimizar as conquistas do atual governo. Devem sentir saudades de um tempo, que esperamos não volte nunca mais.

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.


Bacuri conquista Copão Conguarás. Bequimão é vice

Copa ConguarásA seleção de Bacuri venceu a seleção de Bequimão por 2 a 1 e conquistou o título de campeã do Copão Conguarás, na tarde do último domingo, 15, no Estádio Osvaldão, na cidade de Bacuri.

Contando com o apoio da torcida, que lotou o estádio, a seleção de Bacuri fez 2 a 0, no segundo tempo. Nos últimos minutos, a equipe de Bequimão diminuiu o placar, mas foi insuficiente. Como houve empate em 0 a 0 na primeira partida da decisão, Bacuri sagrou-se campeão.

Veja a comemoração do título pelos bacurienses.


DataIlha/Difusora: Flávio Dino tem 30 pontos de vantagem sobre Roseana Sarney

O governador Flávio Dino (PCdoB) mantém vantagem sobre a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) também na pesquisa DataIlha/Difusora divulgada esta segunda-feira (16). Em novo levantamento, Dino tem 30 pontos de vantagem sobre Roseana: 62% contra 28% dos votos válidos.

As intenções de voto em Dino refletem a aprovação de sua gestão. Mais de 61% dos entrevistados dizem aprovar a atuação de seu governo.

Os números confirmam levantamento recente da pesquisa Exata/JP, que também aponta vitória de Flávio Dino no primeiro turno. Em levantamento feito no início do mês, o outro instituto aferiu Flávio Dino com 60% das intenções de voto contra 28% de Roseana. Segundo a pesquisa Exata, 61% dos maranhenses aprovam a gestão Dino, enquanto 36% desaprovam. Outros 3% não sabem ou não responderam.

A pesquisa DataIlha/Difusora foi colhida entre os dias 9 e 11 de outubro ouvindo 2.128 maranhenses em 38 municípios.

A pesquisa também ouviu a intenção de voto dos maranhenses para os candidatos a presidente. Lula tem 66% das intenções de voto contra 14% do segundo colocado, Jair Bolsonaro. Marina Silva tem 7 pontos, Dória 2% e Alckmin 1%.


Vereador Fredson destaca ações do governador Flávio Dino em Bequimão

Fredson-Flávio DinoO vereador Fredson (PCdoB) elogiou as ações do governador Flávio Dino, no município de Bequimão, em pronunciamento na Câmara de Vereadores, na última sexta-feira, 13. “Quero destacar várias ações do governador Flávio Dino em nosso município obras importantes, como a ponte do Balandro, o CRAS, o Iema Vocacional, cinco sistemas simplificados de abastecimento de água, nos povoados Quindiua, Ramal do Quindiua, Frederico, Mojó e Marajatiua, distribuição de mais de 2.200 uniformes escolares para os alunos da rede estadual em Bequimão”, citou o vereador.

Ele destacou também a transferência de recursos para o hospital municipal visando ajudar na saúde de Bequimão e ressaltou que o município foi contemplado, na semana passada, com duas motos pra melhorar a segurança pública na cidade, além de duas escolas dignas, que serão construídas nos povoados Santa Rita e Marajatiua.

O vereador comunista mencionou ainda o Hospital Regional Dr. Jackson Lago inaugurado pelo governador Flávio Dino e em pleno funcionamento, no município de Pinheiro. “Esse grande hospital beneficia também a nossa população de Bequimão, que em muitas ocasiões precisava ir até São Luís buscar atendimento “, afirmou.

Fredson agradeceu também o governador Flávio Dino pela inauguração do primeiro hospital de referência em traumatologia e ortopedia do Maranhão, em São Luís. “Essa unidade hospitalar também beneficiará moradores do nosso município. Quero agradecer o governador Flávio Dino pelo que tem feito por Bequimão, pelo Maranhão e sem discriminação. É o governo do PCdoB governando para todos. Isso nos enche de orgulho!”, discursou.


Professor, exercício de dignidade

Por Flávio Dino

Flavio Dino - professorEsta semana, fiquei feliz com a carta que recebi da professora Benedita Ferraz, de Penalva. No texto que endereçou a mim, ela agradeceu por ter participado do processo seletivo para professores da rede que quisessem aderir à carga horária de 40 horas. Dona Bibi disse que ao longo da seleção pode constatar “a seriedade e transparência” de nossa gestão. Fico feliz de poder propiciar essas e outras oportunidades a esses militantes da causa da educação, que são os professores do Maranhão.

Pessoas que não se dobraram às intempéries que existem para ensinar. Gente como a dona Luzia Sousa, do povoado Placa Violão em Tuntum, que embaixo de árvore já reuniu cadeiras, para garantir que seus alunos não ficassem sem saber ler ou escrever, até que lá chegasse o Programa Escola Digna.

A esses grandes militantes da educação, eu dedico os meus parabéns nesse Dia dos Professores. E fico feliz de saber que nosso governo tem conseguido oferecer condições mais dignas de trabalho a esses lutadores. Com o programa Escola Digna, já reconstruímos ou reformamos 600 escolas – o que representa metade de nossa rede estadual de ensino. E também estamos construindo 300 novas escolas, que substituem unidades de ensino inadequadas: escolas de um só cômodo; barracões; salas em residências; casas de taipa.

Para garantir boas condições de ensino, tenho orgulho de dizer que pagamos um dos maiores salários do Brasil para profissionais da rede estadual, com jornada de 40 horas. Fizemos concurso público e adotamos iniciativas inéditas, a exemplo dos editais de ampliação e de unificação de jornada de trabalho. E não para por aí. Também estamos investindo na formação continuada. Só este ano, já houve formação para mais de 50 mil docentes das redes estadual e municipais, pois estamos apoiando as Prefeituras nessa missão.

Com o “Sim, Eu Posso!”, oferecemos oportunidades a docentes que atuam nos 30 municípios de menor IDH do Maranhão, em uma missão muito importante: alfabetizar jovens e adultos. Há quem menospreze esse investimento, achando que o Estado não deve se preocupar mais com quem passou da idade escolar e não teve a oportunidade de aprender a ler e escrever. Mas nosso governo tem consciência de que é sua missão cuidar de todos. Especialmente dos que mais precisam, e por isso criamos esse programa.

O primeiro concurso em que passei na vida foi para professor, profissão que exerço há décadas. Dessa função, estou licenciado para exercer os compromissos que me exigem o mandato de governador. Na sala de aula, aprendi o respeito às diferentes vozes e a crença no diálogo como um instrumento de constante evolução. Fico feliz por agora, no cargo de governador, poder contribuir com o bom exercício da função por parte de meus colegas professores. Estou certo de que com o investimento em educação estamos construindo um Maranhão muito melhor, mais justo e com mais igualdade de oportunidades.

Advogado, 49 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.


Governador Flávio Dino e Rádio Timbira são homenageados pelo TCE-MA

Marcelo Tavares-TCE-MAÓrgão de controle de recursos e de garantia de transparência de diferentes instâncias da gestão pública, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) celebrou, na noite de quarta-feira (11), 70 anos de sua fundação.

O Governo do Maranhão participou das comemorações realizadas no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana. O governador Flávio Dino foi representado pelo chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, que destacou a importância da instituição.

“O Governo do Estado tem muita satisfação de fazer parte desse momento, dessa comemoração dos 70 anos do Tribunal porque inegavelmente o Tribunal é uma das principais ferramentas para melhorarmos a aplicação dos recursos públicos e, em consequência, melhorar a qualidade de vida da população do Maranhão”, declarou Marcelo Tavares.WhatsApp Image 2017-10-11 at 22.22.44

O chefe da Casa Civil também falou dos avanços alcançados na área da transparência e da importância do trabalho do TCE. “O Governo do Estado sempre faz questão de colaborar porque tem no Tribunal de Contas do Maranhão um parceiro nesse sentido que é um caminho para a sociedade, a transparência, que é um acompanhamento efetivo da aplicação dos recursos públicos e este governo também tem este compromisso”, ressaltou.


O evento contou com a participação de representantes de diversas instituições públicas, incluindo uma palestra ministrada pelo Procurador Geral da República, Nicolao Dino de Castro e Costa Neto, além de homenagens a empresas, órgãos e personalidades que contribuíram e contribuem com o trabalho do TCE-MA.

Para o conselheiro e presidente do Tribunal, José de Ribamar Caldas Furtado, o momento representou um fortalecimento do trabalho desenvolvido, que agora também tem cunho educativo. “Para nós é um momento de fortalecimento institucional. Temos estimulado muito a transparência, passando de um controle essencialmente punitivo para um controle que também visa a prevenção”, afirmou.

A rádio Nova 1290 Timbira AM foi uma das homenageadas na ocasião. O diretor da rádio, Robson Paz, foi quem recebeu a placa. “Nós recebemos com muita honra e agradecimento esta homenagem que vem do trabalho que tem sido desenvolvido em favor da nossa população, garantindo acesso à informação o que, junto com o que é feito pelo Tribunal garante que a população tenha acesso a direitos”, lembrou o diretor.

As comemorações dos 70 anos do Tribunal tiveram início na última terça-feira (10), com a abertura da ‘Exposição Documental – 70 Anos do TCE/MA’. Montada no hall de entrada do Tribunal, a mostra inclui mostruário de peças históricas, réplica do antigo plenário do órgão, exposição de fotos, linha do tempo, além de publicações e vídeos.


Flávio Dino entrega motocicletas e alcança marca de 833 novas viaturas; Bequimão ganhou duas motos

Motos-PMO governador Flávio Dino entregou 103 novas motocicletas para a Polícia Militar do Maranhão. A solenidade de entrega dos veículos foi realizada no auditório da Secretaria de Fazenda (Sefaz) e contou com a presença de prefeitos e policiais de 61 municípios maranhenses. Agora, chegou a 833 o número de novos veículos destinados para as forças policiais do Maranhão.

O município de Bequimão foi contemplado com duas motocicletas para o II Pelotão de Polícia Militar no município.

“É uma iniciativa de modernização e fortalecimento das polícias para melhorar sua eficiência, e é apenas uma das medidas, pois já fizemos novos batalhões, contratação de policiais e promoções”, afirmou o governador.

Ele também ressaltou o impacto das ações do Programa Pacto pela Paz, desenvolvido pelo Governo do Estado e que reduziu índices de criminalidade em todo o Maranhão.

“São ações convergentes, coordenadas, visando ter uma segurança pública mais ostensiva, mais presente como estamos fazendo. Precisamos de um tempo para recuperar o atraso, mas com essas ações já conseguimos, por exemplo, reduzir o número de homicídios na Ilha de São Luís em dois terços do que acontecia em 2014”.

Dessa vez, as 103 motocicletas entregues foram distribuídas entre 61 municípios. A divisão seguiu aspectos técnicos do planejamento de ações da Secretaria de Segurança Pública, de acordo com o secretário da pasta, Jefferson Portela: “Há um planejamento de distribuição, que contempla tanto as regionais como os batalhões da área metropolitana, que irão dinamizar o trabalho da polícia e também se agregam as outras motos que foram encaminhadas nas outras entregas realizadas pelo Governo do Estado”.

Já foram entregues 303 motocicletas desde 2015, todas equipadas e adequadas ao policiamento de rua. Elas permitem mais agilidade e resposta às demandas. Os veículos garantem melhor acesso e rapidez na captura de suspeitos, além de serem importante instrumento para a prevenção de delitos.

“Não é apenas um acessório, é um veículo essencial para o trabalho de policiamento porque é um veículo extremamente versátil, que garante produtividade muito grande por não se deter no trânsito. Elas podem fazer incursões em locais onde o carro não consegue, é o veículo viável contra assaltantes que utilizam motos e oferece uma visão maior do que acontece ao policial”, disse o comandante Geral da PM, Coronel Frederico Pereira.

Municípios
Para São Luís, serão destinados quatro motos ao Batalhão do Cohatrac, dois para as equipes da Malha Metropolitana e mais dois para o 1º Batalhão de Polícia Militar do Itaqui-Bacanga. Em Paço do Lumiar, foram quatro para o novo Batalhão da área. As demais cidades da Região Metropolitana – São José de Ribamar, Raposa e Rosário – também estão na lista de contempladas.

Para o prefeito de Maranhãozinho, Auricélio Leandro, a entrega de uma nova motocicleta é mais um apoio que o Governo do Maranhão oferece ao município, que também já foi beneficiado com outras ações como o Mais Asfalto, poços artesianos, entre outros.

“É muito bom, porque todo apoio que vem para o município é bem-vindo. Com essa moto, os policiais vão poder cobrir bem a sede e os povoados, lá nós temos muitas estradas vicinais, vias em que o carro não consegue chegar e a motocicleta consegue”, afirmou o prefeito.

Dessa vez foram contemplados os municípios de Açailândia, Alcântara, Alto Alegre do Maranhão, Alto Alegre do Pindaré, Arari, Bacabal, Bacabeira, Bacuri, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Bequimão, Bernardo do Mearim, Brejo, Brejo de Areia, Buriticupu, Buritirana, Cachoeira Grande, Cajapió, Cândido Mendes, Carolina, Caxias, Chapadinha, Codó, Colinas, Cururupu, Grajaú, Guimarães, Icatu, Itapecuru Mirim, Lago da Pedra, Lima Campos, Magalhães de Almeida, Maranhãozinho, Miranda do Norte, Paço do Lumiar, Parnarama, Pastos Bons, Pedreiras, Peritoró, Pinheiro, Porto Franco, Presidente Dutra, Presidente Vargas, Primeira Cruz, Raposa, Rosário, Santa Helena, Santa Inês, Santa Rita, São Francisco do Maranhão, São José de Ribamar, São Luís, São Mateus do maranhão, Turiaçu, Tutóia, Urbano Santos, Viana, Vitória do Mearim, Vitorino Freire e Zé Doca.


Seriedade política x espetáculo

Robson PazROBSON PAZ

A crise política, institucional e econômica criou uma narrativa danosa para o país: a antipolítica. Atraída pela interminável operação Lava Jato, parcela significativa dos brasileiros é levada a crer que a política é a responsável por todas as mazelas do país. Grave erro. Por certo, não é a política a mais pura das invenções humanas, mas não há outro caminho viável para a solução de conflitos e problemas, que não passe por ela.

Pois bem, na esteira dessa pregação diária da grande mídia passaram a surgir os mais inusitados atores, prontos a interpretarem este imagético personagem da antipolítica. E não faltam perfis. Desde o midiático prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), ao destrambelhado fascista deputado federal Jair Bolsonaro (Patriota), passando por neoaventureiros como o apresentador global Luciano Huck.

Empresário tido por muitos como um dos azes na utilização do marketing, Dória foi eleito em São Paulo e, desde então, passou a se deixar flagrar em situações as mais inusitadas. Ninguém interpreta tão bem o conceito da “Sociedade do Espetáculo”, de Guy Debord, quanto ele. Para o consagrado filósofo francês espetáculo é o conjunto das relações sociais mediadas pelas imagens. Não basta mais ser, nem ter, mas o cerne na construção da imagem do indivíduo midiático é o parecer. “As pessoas admiráveis em quem o sistema se personifica são conhecidas por aquilo que não são”, vaticina Debord.

Contudo, há outro entendimento, este de viés popular, segundo o qual você pode enganar alguns por determinado tempo, muitos por algum tempo, mas jamais todo mundo o tempo todo.

Bastaram dez meses para que o desencanto começasse a tomar conta dos paulistanos. Pesquisa feita pelo instituto Datafolha, divulgada no último fim de semana, constatou que Dória tem apenas 26% de aprovação, nove pontos a menos que o levantamento anterior. No Rio, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) tem aprovação ainda menor 16%, segundo o Data Folha.

Resumo da ópera: a onda antipolítica, que varre o país poupa poucos. Mas, se de um lado, a população tem demonstrado rejeição aos políticos tradicionais e espetaculosos, de todos os matizes ideológicos, há a percepção clara da população sobre aqueles que levam a sério o fazer político.

O exemplo mais visível no país atualmente é o governador Flávio Dino. Dois anos e dez meses de gestão tem uma das maiores aprovações do país. O governador do Maranhão é aprovado por 61% da população, segundo pesquisa realizada este mês pelo instituto Exata/Jornal Pequeno.

É 20 vezes maior que o índice de aprovação do governador do Rio de Janeiro, Luis Fernando Pezão (PMDB), que tem 3% e quase nove vezes maior que o governo Temer com 7% aprovação. Flávio Dino é dos poucos governantes no país que tem ido ao encontro do povo. O reconhecimento à sua gestão ocorre em grande medida pela forma diferenciada de fazer política, priorizando o desenvolvimento de políticas públicas capazes de assegurar direitos, justiça e serviços públicos. Dino usa as redes sociais normalmente para prestar contas de suas ações. O reconhecimento da população acende uma luz de esperança em meio à escuridão da antipolítica.

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.