Valorizar o trabalho

Por Flávio Dino

Flávio-Dino-visita-Rua-Digna-na-Vila-São-Domingos-em-São-Luís-Handson-Chagas-3-360x240Nesta semana que hoje inicia, teremos mais um fato importante em favor dos trabalhadores e da economia do Maranhão: a retomada da operação da Usina de Pelotização da Vale, que estava paralisada há muitos anos. Como temos feito permanentemente, valorizamos esse investimento privado, pois somente mediante a união de todos será possível vencer a recessão que sufoca o Brasil.

Mantemos no Maranhão uma alta taxa de investimentos públicos, superior à média nacional, e apoiamos o setor privado, e por isso tivemos em 2017 o maior crescimento do PIB do Brasil. Andei pelo sul do Estado na semana passada e conversei com representantes da agricultura empresarial e familiar, sempre encontrando animação com os resultados que estamos colhendo, de onde extraio a crença de que 2018 será ainda melhor.

Isso contrasta muito fortemente com o que vemos em nível nacional. Caminhos errados fizeram com que a economia brasileira tenha dificuldade de acelerar e gerar oportunidades. Fico pensando que, se o Brasil tivesse seguido o curso normal, e não esse caminho repleto de anomalias institucionais, nossa economia estaria já em franco crescimento.

A crise econômica que o país está vivendo torna ainda mais trabalhoso manter a sanidade fiscal do estado, como temos feito, o que foi reconhecido recentemente pela agência internacional Moody´s. Só assim, pudemos ampliar a capacidade de investimento do governo estadual em obras que criam postos de trabalho, além da geração direta de vagas por meio da contratação de novos servidores públicos. Com efeito, somos o Estado campeão em concursos públicos nos últimos anos.

No ano passado, fomos o segundo estado do Nordeste que mais criou vagas de emprego, segundo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Enquanto isso, o Nordeste todo perdia 14.424 vagas e o país fechava 20.832 postos em 2017. Em março deste ano, obtivemos o melhor saldo de geração de empregos formais dos últimos 8 anos no estado.

Postos de trabalho que também são frutos de políticas específicas. É o caso do Mais Empregos, que em sua primeira fase, gerou mais de 500 oportunidades de trabalho. Em 2017, lançamos a segunda etapa do programa, agora com adesão de 240 microempresários de todo Estado. Com esse programa, o governo garante o pagamento de R$ 500 por mês, para cada nova contratação feita por empresas cadastradas.

O Mutirão Rua Digna, além de melhorar as vias de bairros da capital e das cidades de menor IDH do estado, está gerando renda, ao mobilizar mão de obra local de cerca de 1.000 trabalhadores em todas as comunidades beneficiadas.

Com capacitação, acompanhamento técnico e entrega de equipamentos, o programa Mais Renda já permitiu que 1.700 trabalhadores saíssem da informalidade e tivessem dignidade em suas atividades comerciais.

São resultados de um governo que tem os pés no chão, mantém suas contas em dia, dentro do máximo possível, e que está construindo um ambiente de negócios mais sadio e propício ao investimento. Acabou a época dos governantes que disputavam negócios com as empresas, protegiam alguns e perseguiam outros.

Somos um governo que valoriza o trabalho e os trabalhadores, que busca o desenvolvimento para todos e que acredita no Brasil. Por isso mesmo, consideramos que o 1º de maio que se avizinha é uma data especial de homenagens e de lutas para que tenhamos um Brasil mais justo e com mais chances para todos.

Advogado, 50 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.


Alunos começam cursos de Mecânica e Corte e Costura no Iema-UV Bequimão

costuraO Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA) Unidade Vocacional (UV) Bequimão começou nesta semana as aulas dos cursos de Formação Inicial e Continuada (FICs), para as turmas de Mecânica de Motocicletas e Corte e Costura.

Gestor da unidade, o professor Emerson Pereira destacou a importância do Governo do Maranhão oferecer oportunidade de qualificação profissional para a juventude do município, por meio do Iema UV Bequimão.

mec

“Curso de Mecânica de Motocicleta sucesso absoluto na unidade vocacional de Bequimão. Foi com muita expectativa que as alunas do curso de corte e costura tiveram seu primeiro contato com as máquinas no laboratório!
Iema vocacional de Bequimão levando oportunidade de qualificação profissional para aqueles que mais precisam!”, disse.

cortecostura


Márcio Jerry realiza Plenária de pré-candidatura em São Luís

Do Blog Daniela Bandeira

Plenária Márcio JerryO ex-secretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos, Presidente Estadual do PCdoB e pré-candidato a deputado federal, Márcio Jerry realizou hoje (26) uma plenária para tratar sobre o projeto de eleição do partido.

Jerry deixou claro que o evento não significa o lançamento de sua pré-candidatura, mas um bate papo com amigos e correligionários para falar sobre eleições 2018.


Abandonados pela prefeitura, moradores fazem mutirão e constroem ponte em Bequimão

ponte3Praticamente ilhados após as fortes chuvas que caíram no município de Bequimão, moradores da ocupação localizada próximo ao bairro Cidade Nova realizaram mutirão e construíram uma ponte de madeira sobre o Rio Jacarerana.

Para realizarem os serviços que deveriam ser feitos pela prefeitura, a população teve o apoio de lideranças do município, como o ex-prefeito Bernal e o ex-vereador Elanderson.

“Apesar da proximidade do centro da cidade, o poder público municipal se mantém inerte e ausente no atendimento às necessidades básicas da população. O povo unido e organizado supera obstáculos e melhora sua condição de vida”, disse Elanderson.

ponte-beq


VÍDEO | Neto Evangelista enquadra Wellington do Curso: não tem meu respeito como gente

Do Blog do Garrone

O deputado estadual Neto Evangelista (DEM) enquadrou Wellington do Curso (PSDB) durante a sessão plenária desta quarta-feira, 25, na Assembleia Legislativa. O democrata subiu a tribuna para repudiar os comentários proferidos pelo tucano em relação ao seu pai, o ex-deputado e ex-presidente da Casa, João Evangelista, falecido em 2010.

“Deputado Wellington do Curso, olhe bem aqui para mim. Eu não sei a história de V. Exa. e não quero saber, mas eu vou lhe contar um pouco da minha história. Primeiro, aprenda como cidadão a não tocar em nome de pai morto, a primeira coisa que V. Exa. deve fazer. Vossa Excelência não tinha meu respeito como parlamentar, Vossa Excelência não tem o meu respeito hoje como gente”, disparou Neto.

O deputado afirmou que a história política do pai dele é uma, e a dele é outra. “Quando eu entrei na vida pública, nem vida mais meu pai tinha, saiba disso”, afirmou Neto a Wellington. “Então, quando for pensar em citar o nome de meu pai nesta tribuna, pense sempre duas vezes, seja para falar mal, seja para falar bem. Como filho, na minha frente, eu não dou o direito de V. Ex.ª tocar no nome de meu pai. Tome tenência, deputado”, enquadrou.


Obras do novo Terminal do Cujupe são vistoriadas por comitiva do governo Flávio Dino

Vistoria CujupeCom a primeira etapa de obras concluída desde março, o novo Terminal do Cujupe recebeu a visita, nesta quarta-feira (25), de uma comitiva do Governo do Maranhão formada pelo vice-governador Carlos Brandão; o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago; e o presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), Lawrence Melo.

A nova estrutura para embarque multimodal de passageiros amplia a infraestrutura de um serviço que movimenta, a cada ano, quase 2 milhões de pessoas e cerca de 350 mil veículos. O grupo, acompanhado das equipes técnicas da EMAP e da construtora responsável pela obra, foi ver de perto a Ala Sul do novo terminal, que conta com guichês para comercialização de passagens, boxes para lanches, banheiros e hall, dentre outros espaços.

Os representantes da gestão estadual também conversaram com os comerciantes da Associação de Vendedores do Terminal do Cujupe. Assim que a segunda etapa das obras for concluída, até o final deste semestre, todos estarão em seus novos boxes, equipados com geladeira, estufa e chapa. Uma realidade bem diferente do que havia antes de iniciada a construção e, junto com ela, o projeto de Desenvolvimento Local a partir do Terminal do Cujupe, para beneficiar os moradores da região que tiram o seu sustento da comercialização de produtos no terminal.

“Essa obra é muito importante para o Maranhão”, disse o vice-governador Carlos Brandão. “Precisávamos garantir conforto e segurança para essa população que se desloca diariamente entre São Luís e a Baixada Maranhense”, completou.

Segundo o presidente da EMAP, Ted Lago, as obras do Terminal do Cujupe marca um novo momento para a região, gerando mais negócios, mais investimentos e mais desenvolvimento. “Estamos mostrando ao vice-governador toda a infraestrutura e o trabalho que vem sendo feito e, principalmente, a dimensão desse projeto que vai devolver o respeito à população do Maranhão, que agora terá uma estrutura adequada”, afirmou Ted Lago.

O presidente da MOB, Lawrence Melo, destacou o fato de que, ainda com as obras em fase de conclusão, já foi transformado o panorama da prestação de serviço continuado para o usuário de transporte público, tanto no modal rodoviário quando no aquaviário. “Com o novo terminal poderemos colocar em operação alguns projetos, entre eles o Expresso Metropolitano, de integração entre esses dois modais ligando a Baixada a São Luís e também à região do Munim com bilhetagem integrada”, disse Lawrence Melo.

O novo terminal, orçado em R$ 12,6 milhões, contará com estrutura para embarque e desembarque de passageiros, terminal rodoviário, alojamento e posto da Polícia Militar


O alvo é o povo do Maranhão

Robson PazROBSON PAZ

Qual o alvo do ataque sistemático midiático à gestão do governador Flávio Dino? Óbvio que a mudança de práticas na política do Maranhão incomoda os privilegiados de outrora.

Deixar para trás os tempos em que crianças eram obrigadas a escrever com toco de lápis desagrada a uns poucos. Afinal, são mais de 1 milhão de alunos de baixa renda com acesso a material escolar, por meio do Bolsa Escola.

Que dizer dos filhos de pobres viajando para o Canadá, Estados Unidos e Argentina para aprender idioma e ter experiências com novas culturas? Antes, este era um privilégio de um séquito de herdeiros palacianos.

As crianças e adolescentes submetidas a estudar debaixo de mangueiras ou em palhoças de chão batido experimentam o direito a escolas dignas em alvenaria com banheiros e salas climatizadas…

Nossa juventude começou a sonhar e tornar realidade seus sonhos. Com inédita rede de escolas em tempo integral, planejam o futuro com a certeza de que tem ensino de qualidade e podem aprender uma profissão.

Os professores antes recebidos com cacetetes em manifestações são os mais bem pagos do país. Os mestres da rede estadual de ensino têm salário duas vezes maior que os docentes de São Paulo, o estado mais rico do país.

A casa de farras homéricas de governantes do passado agora abriga crianças com microcefalia. Tratamento especializado em ambiente digno, iniciativa que deixou revoltados quem antes utilizava o prédio público como bem privado.

A rede de hospitais regionais muda progressivamente a realidade dramática das procissões de ambulâncias. Homens e mulheres antes esquecidos recebem atendimento médico dos profissionais da Força Estadual de Saúde em suas casas.

As cenas de barbárie em que presos eram decapitados em Pedrinhas como nas masmorras medievais, foram substituídas por apenados trabalhando na construção de blocos de concretos, que pavimentam ruas das cidades mais pobres do estado no programa Mutirão da Rua Digna.

Os incêndios a ônibus e toques de recolher implantados por facções em São Luís sucumbem diante de uma polícia fortalecida com a maior tropa da história do Maranhão.

Aqueles que cultuavam as casas de taipa sob a falácia de hábito cultural devem estar ensandecidos em ver os maranhenses com acesso a moradia digna e programa Cheque Minha Casa, que garante recursos para melhorias nas habitações da população de baixa renda.

As pontes e estradas fantasmas cederam espaço para rodovias que pavimentam o desenvolvimento e a qualidade de vida de milhares de maranhenses e deixam assombrados aqueles que se acostumaram a desviar recursos públicos.

Instituições de respeitabilidade nacional e internacional atestam o equilíbrio fiscal do estado e a transparência na aplicação dos recursos públicos. Para o incômodo daqueles que escamoteavam por meio de filtros suas patranhas.

O Maranhão é referência de gestão eficiente para todo o Brasil. Não é difícil, pois, imaginar porque tanta agressão e perseguição ao governador Flávio Dino. Mas o verdadeiro alvo dos ataques é o povo que ousou mudar e hoje é tratado com o respeito e a dignidade.

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.


Ofício da PM diz que são ilegais documentos sobre identificação de lideranças políticas

OficioPMO Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão expediu ofício nessa sexta-feira (20) para que fique claro que são ilegais e sem valor os documentos emitidos tratando de suposta determinação a Unidades do Interior sobre identificação de lideranças políticas. Essas notas foram emitidas sem o conhecimento e a autorização do comando da Polícia Militar.

O ofício da PM diz que os documentos “não foram submetidos à analise e autorização do comando da instituição policial militar” e que se trata de “ordem manifestamente ilegal”.

“Determino que desconsiderem e tornem sem efeito as solicitações contidas nos memorandos já mencionados”, diz o ofício assinado pelo comandante geral da PM, Jorge Luongo.

Investigação

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão determinou a conclusão em até 30 dias da sindicância para apurar a responsabilidade sobre os documentos ilegais.

Conforme estabelecido em lei, o prazo inicial de 30 dias corridos pode ser prorrogado por 20 dias, caso haja necessidade.

O encarregado pela apuração dos fatos será o coronel Antonio Roberto dos Santos Silva.

Entre os trabalhos que o coronel fará, está “qualificar, inquirir, conhecer e acarear, se for o caso, os envolvidos e demais testemunhas”, de acordo com a portaria que trata da apuração.

Exoneração

O tenente-coronel Emerson Faria Costa foi exonerado do cargo após a identificação da autoria de um dos documentos ilegais.


Diálogo: auxiliares do governo visitam escolas da rede estadual em Bequimão

Danilo-BequimãoO subsecretário Danilo Moreira (Educação) e o secretário adjunto Robson Paz (Comunicação) visitaram as escolas da rede estadual Manoel Beckman e Aniceto Cantanhede, no município de Bequimão, nesta quinta-feira, 19.

Acompanhado dos gestores Francisco Ferreira e Marcelo, professores, vereadores Fredson (PCdoB) e Raquel (PSDB) e lideranças, como César Cantanhede, Bernal, Elanderson e Júnior, os auxiliares do governo Flávio Dino dialogaram com os estudantes e profissionais da educação.Visita Estudantes Bequimão

Alunos, professores e gestores mostraram a realidade das unidades de ensino e solicitaram melhorias, na estrutura dos prédios. Entre as principais reivindicações estão novas carteiras, recuperação da quadra esportiva e climatização das salas de aulas. “O governo Flávio Dino realiza hoje o maior investimento na educação do Maranhão, por meio do Escola Digna, com melhoria das condições estruturais e valorização de professores em todo o Estado. Vamos fazer o máximo que pudermos para atender os justos pedidos da comunidade escolar de Bequimão com ações de curto, médio e longo prazo”, afirmou Danilo Moreira.

O subsecretário de Educação mencionou os investimentos feito pelo governo Flávio Dino na educação em Bequimão com a implantação do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA) Unidade Vocacional, a construção de duas escolas dignas, nos povoados de Marajatiua e Santa Rita, a distribuição gratuita de uniforme para todos os alunos da rede estadual e o programa Bolsa Escola.

TEMPO INTEGRAL

O vereador Fredson entregou indicação apresentada na Câmara de Vereadores solicitando a implantação de escola de tempo integral na cidade, por meio do programa Educa Mais, do governo do Estado.

O secretário adjunto afirmou que a Seduc enviará equipe técnica para fazer estudo das condições estruturais para avaliar a possibilidade de implantar o ensino em tempo integral no município, no próximo ano letivo.

Robson Paz Estudantes

MAIS IDEB

O secretário adjunto Robson Paz parabenizou os alunos de Bequimão pelo resultado no Mais Ideb, realizado pela Secretaria de Estado da Educação. A escola Manoel Beckman ficou entre os oito melhores desempenhos entre os estabelecimentos de ensino da rede estadual da Baixada Maranhense. “Estão de parabéns gestores, professores e especialmente os estudantes pelo ótimo desempenho. Tenho certeza que teremos resultados ainda melhores, nos próximos anos”, disse.


Jornalismo aético

Robson PazROBSON PAZ

A divulgação da informação precisa e correta é dever dos meios de comunicação e deve ser cumprida independentemente da linha política de seus proprietários e/ou diretores ou da natureza econômica de suas empresas. Isto é o que preconiza o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros em seu Artigo 1º, Inciso I.

A prática de parte da mídia é o oposto. No Maranhão, há muito, a linha política de proprietários de vários meios de comunicação tem feito vítimas. Entre estas, gente íntegra e honrada, mas, sobretudo, a verdade e o jornalismo.

Temos, nos dias atuais, um moderno e midiático tribunal da inquisição que acusa, julga e condena com impressionante velocidade. A comunicação deixou de ser o quarto poder e parece reunir todos num só. Um escárnio!

Faço este prelúdio, para mencionar a aberração jornalística veiculada pela TV Mirante de São Luís, afiliada à Rede Globo, nesta segunda-feira, 16. A despeito de envolver o secretário Carlos Lula (Saúde) no suicídio do médico Mariano Silva Castro, acusado de envolvimento em suposto esquema de corrupção na saúde do Estado, a emissora repercutiu mentira plantada em blog e deu a esta ares de verdade.

A reportagem (des)informou que o secretário de Saúde teria pedido Habeas Corpus no mesmo dia em que o médico cometeu suicídio. Rápida consulta aos órgãos ou ao processo na Justiça Federal constataria tratar-se de informação inverídica.

Mas, a produção do telejornal optou por questionar a Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap) e a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Ambas responderam que a informação não procedia. O instrumento jurídico solicitado pelo secretário Carlos Lula é datado do ano passado. Época, da operação da Polícia Federal. Nada tendo a ver com o evento relatado na reportagem.

É sabido por todos, no meio jornalístico, que tal informação seria suficiente para derrubar a pauta. Não foi o que ocorreu. Não bastasse a divulgação da notícia falsa, a TV foi além e afirmou que a Secap e a SES não responderam até as sete horas da manhã. A farsa rapidamente foi desmascarada. E-mail publicizado pela Secap mostra que as informações foram, sim, enviadas e o recebimento confirmado pela produção da TV, na tarde do último domingo, 15.

É creditado às redes sociais a proliferação das fake news, as notícias falsas. Tavestidas de novidade, nada mais são que as mentiras há muito disseminadas por parte dos veículos de comunicação com o fito de auferir dividendos políticos.

A recente investida guarda muita semelhança com o Caso Reis Pacheco e outros mais recentes. Aquele, em 1994, versou sobre um suposto assassinato às vésperas das eleições para o governo do Estado. Prática utilizada pela mesma emissora de TV, que envolveu então o senador e candidato Cafeteira como mandante do falso crime. Pouco tempo depois, restou provado que a vítima estava viva. Tarde demais! O estrago já estava feito. Cafeteira perdeu a eleição.

É inaceitável que o jornalismo cometa suicídio para atender às pressões políticas de quem quer que seja. A ética deve prevalecer.

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.