Em Bequimão, Roseana não fez nem a ponte do Balandro e quer atrapalhar a do Rio Pericumã

Do Blog do Jeisaelroseana-sarney-dida-sampaio-estadao-450x300Ganhou o noticiário maranhense nos últimos dias a perseguição do grupo Sarney à ponte sobre o Rio Pericumã, que será um importante vetor de desenvolvimento para toda a Região da Baixada. A crítica em relação a oligarquia era geral, já que eles estiveram no poder durante 50 anos e nunca construíram essa obra estruturante que vai alavancar a região.

A Ponte sobre o Rio Pericumã é uma construção grandiosa, que tem cerca de 600 metros de extensão, e que diminuirá as distâncias entre os municípios da Baixada Maranhense. A dor de cotovelo sarneyzista com a obra que está sendo tocada por Flávio Dino comprova a incompetência e a falta de sensibilidade dos governantes sarneyzistas.

Em Bequimão, a população anda revoltada com a tentativa de boicote do clã. Alguns mais exaltados citaram até da Ponte do Balandro, que foi entregue ano passado pelo governador Flávio Dino.

A população bequimãoense lembra que, assim como a ponte Central-Bequimão, a ponte do Balandro era uma demanda antiga na cidade. Ela liga o Centro aos povoados de Balandro, Benfica, Santa Vitória, Barroso, Floresta, Centrinho, Beirada, Jurairaitá, Calhau, Ponta do Soares, Itaputiua, Iriritiua, Santana, dentre outros.

Foi preciso Flávio Dino vencer a eleição de um 2014 e quebrar o domínio de décadas da oligarquia Sarney para que a Ponte do Balandro fosse construída. Assim como acontecerá com a Ponte Central-Bequimão, que tanto tentam boicotar mas, assim como a primeira, não vão conseguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *