Na Rádio Timbira, Márcio Jerry afirma que é preciso barrar o fascismo

Márcio Jerry-Nova 1290
Na manhã desta quarta-feira (31), em entrevista ao jornalista Gilberto Lima, da Rádio Timbira, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) afirmou que é preciso barrar o fascismo no Brasil e, para isso, as mais diversas lideranças democráticas precisam alertar o povo sobre o que está acontecendo no país.

“Muita gente acredita que o debate sobre o fascismo não atinge as pessoas dentro de casa, mas eu afirmo que atinge, sim: a pior coisa que existe é uma sociedade fechada, onde você não tem liberdade, onde não tem o exercício da democracia, onde você não pode reivindicar ou dizer o que pensa”, afirmou o deputado maranhense.

Segundo Jerry, Bolsonaro lidera um movimento antidemocrático e obscurantista, que todo dia ataca a democracia brasileira. “Todos os dias o presidente dá demonstrações de desprezo pelo exercício democrático da política e isto é inaceitável. Para barrar o fascismo é preciso que haja consciência democrática dos cidadãos e cidadãs, é preciso que haja manifestações, como aconteceu dias atrás em Porto Rico, porque quem é líder precisa ter responsabilidades com o que faz e com o que fala”, disse.

O deputado fez referência ao caso envolvendo Ricardo Rosselló, governador de Porto Rico, que renunciou após a revelação de mensagens em que o mandatário e membros de sua cúpula faziam comentários homofóbicos e machistas.

Assista a íntegra da entrevista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *