IEMA: alunos concluem curso de Agricultura Orgânica e produzem Farinhiema

IemaBequvOs alunos do curso de Agricultura Orgânica do Iema Vocacional de Bequimão concluíram o curso com a produção de farinha d’água e seca, “FARINHIEMA”, e sabão, reaproveitando o tucupim da mandioca.

A turma de agricultura orgânica foi formada por 40 estudantes. “Conclusão de mais uma turma do curso de agricultura orgânica. Nossos agradecimentos em especial a Deus por nos conceder cada instante de nossas vidas. Aos alunos, ao Professor João Carlos, a toda equipe da SECTI e ao Governo Flávio Dino por abrir novos caminhos, dando oportunidade para aqueles que mais precisam”, disse o coordenador do Iema UV Bequimão, Emerson Pereira.iemauvbeq

O ex-vereador e presidente do PCdoB de Bequimão, Elanderson, parabenizou os alunos, professores e coordenação do Iema e destacou a importância do instituto para o município. “É o governo Flávio Dino cada vez mais presente em nossa cidade, transformando vidas, gerando oportunidades de qualificação e desenvolvimento para os bequimaoenses”, afirmou.

O Iema UV Bequimão tem ainda os cursos de armador de ferragens e inglês básico, que beneficiam cerca de 80 jovens estudantes do município.


Governo discute projetos Diques da Produção em Bequimão

WhatsApp Image 2017-03-08 at 13.06.56Técnicos da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) realizaram audiência pública em Bequimão para discutir os projetos apresentados por entidades do município junto ao governo para o programa “Diques da Produção”.

Após reunião na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, os profissionais da SAF visitaram campos e barragens nos povoados Mafra, Ariquipá, Jacioca e Buritirana.WhatsApp Image 2017-03-07 at 22.05.06

Acompanharam as discussões e visitas o vereador Fredson (PCdoB), o presidente do PCdoB, Elanderson, secretário de Agricultura, Creuber, dirigentes do sindicato e técnicos da Agerp Francisco e Terezinho.

Os projetos serão avaliados tecnicamente por comissão do governo e os selecionados deverão ser executados no segundo semestre deste ano.


Governo inicia atividades do projeto de cultivo de sururu em Bequimão

Foto 1_Divulgação_Sagrima_16012017 - Projeto de cultivo de sururu em Bequimão inicia atividadesComo parte das ações voltadas para o desenvolvimento da aquicultura no estado, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) iniciou as atividades do módulo experimental para cultivo de sururu, no município de Bequimão, povoado de Paricatiua.

O primeiro povoamento de sementes aconteceu neste fim de semana, com acompanhamento de técnicos da Sagrima, além de pesquisadores da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e da prefeitura do município. Mais de 30 habitantes do povoado já foram capacitados no manejo e cultivo de moluscos e agora tem na atividade mais uma fonte de renda.

O sistema aplicado é o longline (linha longa), onde uma corda sustenta o sururu em cultivo. No projeto de Bequimão, o longline possui em torno de 70 metros e produzirá cerca de 100kg de sururu por ciclo, onde cada ciclo tem duração de quatro meses.

“A gente tinha uma grande expectativa com esse projeto, porque sempre vimos que tinha potencial para a produção, mas faltava o suporte. O empenho da equipe da Sagrima em dar assistência e fornecer os equipamentos foi mais até do que a gente esperava. Agora, já queremos produzir em escala para ser nossa fonte de renda”, disse Odoriel Barata, presidente do Sindicato dos Pescadores Profissionais Artesanais, Aquicultores, Marisqueiros e Trabalhadores da Pesca do município de Bequimão-MA.Foto 2_Divulgação_Sagrima_16012017 - Projeto de cultivo de sururu em Bequimão inicia atividades

O objetivo do projeto é já ter produção em escala comercial, como o que já acontece com o cultivo de ostras em Humberto de Campos, cujos produtos chegaram aos supermercados pela primeira vez em 2016. Esse projeto, por sua vez, será ampliado para Icatu e Primeira Cruz ainda este ano.

Para o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, o cultivo de sururu no estado tem grande potencial de crescimento. “Esse projeto será um importante complemento à renda de marisqueiros e pescadores do estado, dando a eles, inclusive, a possibilidade de inserção num mercado formal, abrangendo não somente o mercado maranhense, como outras regiões do país, já que é alta a demanda por esses mariscos”, explica.


Governo realiza sessão da licitação para implantação do ‘Diques da Produção’

foto-1_divulgacao_ccl_12_12_2016-governo-realiza-sessao-da-licitacao-para-implantacao-do-diques-da-producaoFoi realizada na manhã desta segunda-feira (12), a primeira sessão pública para abertura dos envelopes de habilitação relativos à Concorrência n° 021/2016 que visa o Registro de Preço para eventual e futura contratação de empresa para construção/implantação de barragens de acumulação de água, de interesse da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes). A sessão foi realizada no auditório da Comissão Central Permanente de Licitação (CCL), no Calhau.

A licitação irá atender o Programa Estadual ‘Diques da Produção’ que visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população,por meio da ampliação da infraestrutura hídrica, garantindo o armazenamento de água das chuvas e impedindo entrada de água salgada em igarapés e campos naturais. “Esta licitação atende uma das metas do governador Flávio Dino que é proporcionar a justa distribuição dos recursos naturais, proporcionando benefícios para a saúde e a geração de renda às famílias”, destacou o presidente da CCL, Odair José Neves.

Os quantitativos e especificidades previstos no edital incluem a construção de 100 canais de acumulação de água,com 150 metros de barragem com sangradouro, cada. O investimento total previsto para a licitação é de R$ 41.248.903,00. Ao todo, onze empresas do ramo de construção foram credenciadas no certame.

Na sessão, a Comissão julgadora realizou a abertura dos envelopes de habilitação que, em seguida, foram rubricados por representantes das empresas. A sessão foi suspensa para análise da documentação. O resultado do julgamento da habilitação será divulgado na página da CCL, www.ccl.ma.gov.br. Uma nova sessão para abertura das propostas de preços das empresas habilitadas será marcada em data previamente divulgada no site da Comissão.


Onze empresas participam de licitação para o Programa ‘Diques da Produção’

foto4_naelreis_secap120716-diques-de-producaoO Governo do Estado, por meio da Comissão Central Permanente de Licitação (CCL), deu início à Concorrência n° 019/2016 que visa à contratação de empresa especializada para execução dos serviços para implantar canais de acumulação de água, no âmbito do Programa ‘Diques da Produção’, de interesse da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes). A sessão pública foi realizada na manhã da última sexta-feira (18), no auditório da CCL. Ao todo, 11 empresas participam do certame.

A licitação segue na modalidade Concorrência do tipo menor preço, no regime de empreitada por preço unitário objetivando o Registro de Preços para futura e eventual contratação. A Concorrência prevê a construção de canais de acumulação, compreendendo 1 quilômetro de canal principal, com 200 metros de canais secundários, que atenderão 35 municípios da Baixada Maranhense. O valor total estimado para a execução dos serviços é de RS 34.082.807,50.

“Esta licitação atende ao Programa ‘Diques da Produção’ governo Flávio Dino que irá permitir o desenvolvimento da economia da Baixada por meio da justa distribuição da riqueza”, destacou o presidente da CCL, Odair José Neves. Nesta fase da licitação, foram entregues os envelopes contendo a documentação de habilitação e proposta de preços pelas empresas participantes. Em seguida, os documentos de habilitação foram abertos para rubrica de representantes de empresas.

A sessão foi suspensa para análise da documentação de habilitação. Após a análise da habilitação, uma nova sessão será marcada com data previamente divulgada na página da Comissão, www.ccl.ma.gov.br. A próxima sessão será para abertura das propostas de preços das empresas habilitadas.

O Programa

O Programa visa garantir armazenamento de água das chuvas e impedir entrada de água salgada em igarapés e campos naturais. O ‘Diques da Produção’ trabalhará na construção de duas formas: através de barragens, que poderão ser usadas para irrigar e ainda para proteger os mananciais de água doce; e de canais, que armazenarão água.

Dentre os municípios abrangidos pelo Programa estão Alcântara, Anajatuba, Apicum Açu, Arari, Bacuri, Bacurituba, Bela Vista do Maranhão, Bequimão, Cajari, Cajapió, Cedral, Central do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Cururupu, Guimarães, Igarapé do Meio, Matinha, Mirinzal, Monção, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, Peri Mirim, Pinheiro, Porto Rico do Maranhão, Presidente Sarney, Santa Helena, Santa Rita, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer, Serrano do Maranhão, Viana e Vitória do Mearim.


Governo Flávio Dino inaugura unidade vocacional do Iema em Bequimão

2016-11-18-photo-00000948Os jovens e adultos de vários municípios da Baixada Maranhense ganharam, desde a última quinta-feira (17), muito mais oportunidade de capacitação técnica para entrar no mercado de trabalho com a inauguração da unidade vocacional do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) de Bequimão. A iniciativa do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), atende a um antigo anseio da comunidade.

“A juventude do município de Bequimão agora tem mais oportunidade. Podemos agora aprender outra língua, sabemos que aprendendo inglês teremos mais oportunidade de emprego. É uma iniciativa muito boa do Governo do Estado para nós estudantes, pois em nosso município não existiam cursos gratuitos”, disse Claudiney Ribeiro, estudante de Inglês Básico.iemabeq

De acordo com o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, esse momento tem um grande significado para o desenvolvimento educacional do Estado. “Com esta inauguração, cresce ainda mais a rede de educação profissional do Iema e vai se consolidando no Estado. Agradecemos as pessoas que têm acreditado nos cursos que estamos oferecendo, sabemos que existe uma demanda reprimida muito grande. É um acerto do Governo Flávio Dino não só em ter criado o Iema, quanto estar fornecendo as condições necessárias para que ele possa se expandir”, disse o secretário.

2016-11-18-photo-00000949O secretário-adjunto de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, Robson Paz, natural de Bequimão, participou da inauguração e destacou que a ação é muito importante para a comunidade.

“É a realização de um grande sonho do nosso povo, que buscava ter oportunidade de adquirir mais conhecimento e assim ter uma preparação melhor para ter espaço no mercado de trabalho. O Instituto chega em um momento muito importante, que o município cria grandes condições de prosperar e ter mais desenvolvimento com diversas ações que estão sendo realizadas pelo Governo do Estado”, destacou Robson Paz.dsc_0006

Para o estudante Evandro Rodrigues, o aprendizado do inglês vai ser muito importante para sua vida. “Esse curso vai abrir muitas portas para mim. Sou muito grato ao governador Flávio Dino por esta proporcionando não só para Bequimão, mas para outros municípios que já têm ou vão receber o Iema, mais qualificação e capacitação para os jovens que querem aprender e ser pessoas melhores”, relatou Evandro.

Na oportunidade, os estudantes do curso de Inglês Básico apresentaram um coral, mostrando os primeiros resultados do curso. A unidade também abriga os cursos de Armador de Ferragens e Agricultura Orgânica. A sede do Instituto, localizado às margens da Avenida Itapetininga, Bairro de Fátima.

Sobre as unidades vocacionais

Desenvolvidas para promover a formação profissional e técnica de jovens e adultos, articulada com as demandas dos setores produtivos e regionais, as unidades vocacionais visam atender às demandas existentes de formação profissional, tendo em vista sua inserção produtiva na perspectiva de melhorar os indicadores econômicos e sociais do estado. As unidades objetivam contribuir com o acesso de diversos maranhenses ao mercado de trabalho mediante uma formação profissional técnica. Na capital, são três unidades: São Luís/Praia Grande, São Luís/Escola de Cinema e São Luís/Estaleiro Escola.

No interior do estado, as cidades a serem contempladas com unidades vocacionais são Caxias, Imperatriz, Barra do Corda, Açailândia, Santa Inês, Brejo, Codó, Pinheiro, Pedreiras e Carolina.


Governo realiza seminário na Baixada Maranhense para divulgar o programa ‘Diques da Produção’

foto3_agerp220916-seminario-para-divulgar-o-diques-da-producaoCom o objetivo de divulgar o Programa ‘Diques da Produção’ na região da Baixada Maranhense, o Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), promoveu nos dias 20 e 21, nos municípios de Viana e Bacurituba, o Seminário ‘Disques da Produção’.

Durante o encontro, o Governo apresentou as principais diretrizes do Programa e o modo como contribuirá para solucionar um dos problemas mais antigos que a região enfrenta, a salinização dos lagos.

O programa ‘Diques da Produção’, criado na gestão Flávio Dino, visa garantir o armazenamento de água doce, e, ainda, reduzir a salinização dos campos naturais inundáveis, de forma racional, zelando pela preservação dos ambientes e segurança alimentar, em benefício das gerações atuais e futuras da região da Baixada.

De acordo com o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, a realização dos Seminários demonstra que o Governo do Estado é democrático em ouvir todos os lados envolvidos no processo de implantação do programa.

“Quando você abre um diálogo com os movimentos sociais e a sociedade civil de forma transparente sobre o Programa, queremos construir as intervenções do projeto de forma responsáveis. A Agerp faz parte do comitê gestor do ‘Diques’ e está identificando as demandas e direcionando-as para que aconteçam no tempo hábil e, assim, mudem a realidade que a região vive há décadas”, ressaltou o presidente Júlio César Mendonça.

Presente no evento, o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, destacou que esse momento é para integrar a sociedade civil dentro do Programa.

“O ‘Diques’ tem dois eixos, construção de barragens e canais para combater a salinização dos campos, e, também, perenizar a água para garantir a subsistência do nosso agricultor familiar e dos animais. Com o programa vamos além de apenas construir diques, vamos desenvolver projetos produtivos que visam a melhoria da produção, da renda e da qualidade de vida dos pequenos produtores da Baixada”, pontuou o secretário da Sedes, Neto Evangelista.

O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, reafirmou que a atual gestão se consolida como um governo participativo e popular ao ouvir movimentos sociais, entidades e sociedade civil para construir, juntos, uma proposta para melhor executar o Programa.

“No decorrer dos anos a população da Baixada passou por descrédito e estamos visitando as localidades para mostrar que o governo Flávio Dino é um governo sério e está disposto a transformar o Maranhão por meio do fortalecimento da agricultura familiar,” afirmou o secretário da SAF.

Nos municípios de Viana e Bacurituba, os Seminários reuniram representantes da gestão estadual, municipal, lideranças políticas, entidades civis organizadas e movimentos sociais; STTR, Sintraf, Universidade Estadual do Maranhão, associações de pescadores, produtores, piscicultores e agricultores familiares de vários municípios da Baixada Maranhense.

Chamada Pública ‘Diques da Produção’

Para o andamento do programa, está disponível uma Chamada Pública para que comunidades e povoados localizados nos 35 municípios contemplados pelo ‘Diques da Produção’ possam se credenciar para o acesso aos benefícios gerados pelas intervenções. As inscrições para a Chamada Pública estarão abertas até o dia 30 de outubro, atendendo ao pedido da sociedade civil durante os dois dias de seminário.

São 35 municípios beneficiados com os ‘Diques’, entre eles, Alcântara, Apicum-Açu, Penalva, Viana, Matinha, Monção, Pinheiro, Cururupu, Cedral, Cajari e outros. Em caráter prioritário para as obras, os municípios de Anajatuba, Bacurituba, Santa Helena, Serrano do Maranhão e Viana serão os primeiros a iniciarem a intervenção para construção do projeto.

Serão construídos por meio do Programa, diques de contenção da água salgada; pequenas barragens; canais de retenção de água e Assistência Técnica e Extensão Rural para implantação de projetos de geração de renda para a população das comunidades e povoados beneficiados com o Programa.


Inscrições para o programa ‘Diques de Produção’ são prorrogadas até o dia 30 deste mês

As inscrições para o programa ‘Diques de Produção’ foram prorrogadas e estão abertas até 30 de setembro. A iniciativa do Governo do Estado vai apoiar municípios da Baixada Maranhense com o objetivo de conter a entrada de água salgada nestas áreas e garantir armazenamento de água das chuvas para os cultivos nas cidades atendidas.

Assista a reportagem:


Prorrogado prazo para que beneficiários do CNH Rural entreguem documentação

Programa CNH Rural atrai agricultores em Imperatriz. Foto: Divulgação

Programa CNH Rural atrai agricultores em Imperatriz. Foto: Divulgação

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) prorrogou o prazo para entrega da documentação exigida aos selecionados no ‘Programa CNH Rural’ para 30 de setembro. Os candidatos tinham até 31 de agosto para fazer o cadastro na plataforma de Registro Nacional de Habilitação (Renach).

O controlador do Detran, João Moraes, explicou que a ampliação do prazo ocorre em decorrência da mudança do sistema de informática do órgão, que está sendo substituído. “A implantação do novo sistema exigiu um prazo maior de adaptação e padronização do atendimento para uma plataforma mais moderna e segura, por isso ampliamos o prazo para a abertura dos cadastros do CNH Rural”, destacou.

O CNH Rural vai beneficiar 2.100 trabalhadores rurais com a gratuidade do processo para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A, destinada à condução de motocicletas. Por isso, os selecionados devem comprovar que residem no campo e desenvolvem atividade rural, apresentando comprovante de residência e a Declaração de Aptidão do Pronaf (DAP).

Também são documentos obrigatórios para abertura do cadastro, a cópia da Carteira de Identidade e CPF, certidão ou declaração emitida por instituição de ensino registrada no Conselho Estadual de Educação, comprovando que o candidato concluiu o ensino fundamental, e as certidões negativas de ações civil e criminal da Justiça Estadual e Federal.

As listas com os selecionados e excedentes está disponível na página:www.detran.ma.gov.br/cnhrural. No mesmo endereço, o candidato pode tirar outras dúvidas sobre essa etapa do Programa CNH Rural.


Inscrições para chamada pública do ‘Diques de Produção’ seguem até 8 de setembro

Foto1_KGE_Secap_110716-Diques-de-Produção-260x170As inscrições para se habilitar ao programa ‘Diques de Produção’ estão abertas até 8 de setembro. A iniciativa do Governo do Estado vai apoiar municípios da Baixada Maranhense com o objetivo de conter a entrada de água salgada nestas áreas e garantir armazenamento de água das chuvas para os cultivos nas cidades atendidas. Podem se habilitar associações de classe, cooperativas, sindicatos ou representante da comunidade nos 35 municípios incluídos no programa. Para desenvolver os projetos o governo investe R$ 15 milhões.

Na chamada pública estão estabelecidas as condições técnicas necessárias para a inclusão das comunidades, a definição das intervenções e prioridades nas fases do processo de adesão. As instituições interessadas devem apresentar um abaixo assinado com a identificação dos moradores. A prioridade na seleção será dada às comunidades que apresentarem o maior número de habitantes cadastrados no Bolsa Família; que tenham maior parte da população formada por agricultores e pescadores de povos e comunidades tradicionais; e que apresentem o maior número de moradores com Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). A DAP é o documento de identificação dos agricultores. “Quem se habilitar vai ser priorizado nas ações do projeto”, explica o secretário de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), Neto Evangelista.

Criado pelo governo estadual, o Diques de Produção tem como base experiências de sucesso nas cidades de Anajatuba e Bacurituba e considera a realidade produtiva maranhense. Era uma demanda crescente e muito esperada por estas comunidades produtoras, ressaltou Neto Evangelista. “Os diques são um sonho antigo da população da Baixada Maranhense e o Governo do Estado está colocando em prática essa iniciativa para impulsionar o desenvolvimento econômico e social destas regiões”, declarou.

O programa será desenvolvido nas modalidades barragens que vai favorecer a irrigação e impedir a entrada de água salgada nos igarapés protegendo os mananciais de água doce das regiões e demais; e o modo canais, que além da função de armazenamento de água, poderá ser utilizado como hidrovia interligando as pequenas propriedades. Paralelo ao estímulo da produção o projeto oferece assistência técnica e extensão rural para que as comunidades agropecuárias dinamizem suas culturas e desenvolvam projetos de geração de trabalho e renda. Pelo projeto serão executadas atividades na piscicultura, horticultura, plantio de arroz e de hortaliças e criação de animais de pequeno e médio porte.

A Sedes vai construir os diques e canais e terá parceria das secretarias de Estado de Agricultura Familiar (SAF) e Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) na execução dos projetos produtivos; e Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). A ficha de inscrição e documentos necessários devem ser enviados ao setor de protocolo da Sedes, à Rua das Gardênias, Quadra 01, nº 25, Jardim Renascença, na capital e nos escritórios regionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) nas cidades de Bacabal, Pinheiro, Santa Inês e Viana. Após a fase da seleção as comunidades recebem visitas de técnicos da Sedes, SAF, Sema e Sagrima.

Contemplados

Os municípios incluídos no programa Diques da Produção são Alcântara, Anajatuba, Apicum-Açu, Arari, Bacuri, Bacurituba, Bela Vista do Maranhão, Bequimão, Cajari, Cajapió, Cedral, Central do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Cururupu, Guimarães, Igarapé do Meio, Matinha, Mirinzal, Monção, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, Peri Mirim, Pinheiro, Porto Rico do Maranhão, Presidente Sarney, Santa Helena, Santa Rita, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer, Serrano do Maranhão, Viana e Vitória do Mearim.

Serviço:

O quê – Inscrições para a Chamada Pública Diques de Produção

Quando – Até dia 8 de setembro

Onde – Na Sedes e bases da Agerp em Bacabal, Pinheiro, Santa Inês e Viana