Governo Flávio Dino inicia entrega de uniformes para alunos da rede pública de ensino

uniformeO Governo do Estado deu início à distribuição de fardamento escolar para alunos da rede estadual de ensino. Ao todo, o Governo Flávio Dino distribuirá 708.150 unidades de uniformes destinados a todos os alunos de escolas estaduais, em todas as modalidades e níveis de ensino.

Pela primeira vez na história do Maranhão, o Governo está entregando fardamento escolar para estudantes da Rede Pública Estadual de Ensino. A iniciativa faz parte da política de valorização da educação de qualidade e digna para os estudantes, e ainda fomenta a economia do estado, já que os cerca de R$ 6 milhões investidos para a aquisição dos uniformes contemplam empresas maranhenses.

O governador Flávio Dino destacou que a entrega de uniformes escolares para os alunos da rede pública estadual faz parte do processo contínuo de mudanças na educação maranhense, que se soma a outras inciativas como a reestruturação dos espaços físicos, valorização dos professores, entre outras ações.

“Pela primeira vez está havendo a distribuição de uniformes escolares para os alunos do ensino médio, com as cores da bandeira do Maranhão, personalizado de acordo com cada escola. Com esses produtos sendo adquiridos no mercado local, são centenas de empresas e de microempreendedores que terão oportunidade de trabalhar, com investimento de praticamente R$ 6 milhões”, destacou o governador.


IEMA: alunos concluem curso de Agricultura Orgânica e produzem Farinhiema

IemaBequvOs alunos do curso de Agricultura Orgânica do Iema Vocacional de Bequimão concluíram o curso com a produção de farinha d’água e seca, “FARINHIEMA”, e sabão, reaproveitando o tucupim da mandioca.

A turma de agricultura orgânica foi formada por 40 estudantes. “Conclusão de mais uma turma do curso de agricultura orgânica. Nossos agradecimentos em especial a Deus por nos conceder cada instante de nossas vidas. Aos alunos, ao Professor João Carlos, a toda equipe da SECTI e ao Governo Flávio Dino por abrir novos caminhos, dando oportunidade para aqueles que mais precisam”, disse o coordenador do Iema UV Bequimão, Emerson Pereira.iemauvbeq

O ex-vereador e presidente do PCdoB de Bequimão, Elanderson, parabenizou os alunos, professores e coordenação do Iema e destacou a importância do instituto para o município. “É o governo Flávio Dino cada vez mais presente em nossa cidade, transformando vidas, gerando oportunidades de qualificação e desenvolvimento para os bequimaoenses”, afirmou.

O Iema UV Bequimão tem ainda os cursos de armador de ferragens e inglês básico, que beneficiam cerca de 80 jovens estudantes do município.


Maranhão escreve certo, no Brasil de linhas tortas

untitledROBSON PAZ*

O Brasil vai mal. Contas públicas desequilibradas, economia estagnada. Crise na segurança pública, na educação e na saúde da maioria dos estados. A instabilidade política e econômica impede o país de retomar o crescimento, em curto prazo.

A desigualdade aumenta. O governo federal reduz investimentos e, por consequência, direitos e oportunidades. Tudo isto afeta os brasileiros em todos os estados, sobretudo, aqueles que mais precisam.

Contudo, a acertada política econômica e social executada pelo governador Flávio Dino tem freado em grande medida os efeitos da crise no Maranhão. Por isso, estamos entre os estados com os melhores níveis de equilíbrio fiscal.

Êxitos constatados em relatórios do Banco Central (BC) e da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) divulgados na semana passada. O BC aponta o Maranhão entre os dez estados com melhor situação fiscal e a Firjan classifica o estado como o segundo melhor desempenho em gastos de pessoal, pagamento de dívidas e investimentos.

O reconhecimento à acertada política fiscal é alvissareira. Melhor é ver que a ação do governo é ainda mais ousada na política social, com investimentos importantes na educação, saúde e segurança. Enquanto o governo federal extingue programas como “Ciência Sem Fronteiras”, nosso estado oferece oportunidade e conhecimento para jovens estudantes com o “Cidadão do Mundo”. Nos últimos dias, 70 alunos egressos da rede pública embarcaram para intercâmbio na Argentina e Canadá. Está em curso o maior programa educacional do estado com construção, reforma e reconstrução de 574 escolas dignas. Os professores foram os únicos da rede estadual a terem reajuste este ano e estão entre os mais bem pagos do país.

O Maranhão que em toda a história jamais teve escola em tempo integral tem 18 em pleno funcionamento. As duas últimas inauguradas em Timon. Um Núcleo de Educação Integral e uma unidade do IEMA (Instituto de Ciência, Educação e Tecnologia). Este, outra iniciativa inédita, que oferece ensino profissionalizante. A meta são 23 unidades até 2018.

Na segurança, o Maranhão alcançou o maior contingente policial de sua história. Mais de 12 mil policiais militares, após a contratação de mais de 3 mil policiais em apenas dois anos e três meses. Com reajuste em maio, os policiais maranhenses estarão entre os mais valorizados do país.

A saúde saiu da UTI. Foram inaugurados cinco hospitais regionais de média e alta complexidade nos municípios de Pinheiro, Caxias, Imperatriz, Santa Inês e Bacabal. A Força Estadual de Saúde fez 500 mil atendimentos nos 30 municípios mais pobres. O governo apoia os municípios, inclusive com a aquisição de ambulâncias.

O Bolsa Escola beneficia 1,2 milhão de alunos, que recebem crédito para aquisição de material escolar. Atenção que vai da educação infantil ao ensino superior com a criação da UemaSul, na região Tocantina.

Assim, o Maranhão mostra que é possível com política justa, humana e transparente trilhar o caminho certo, mesmo nas tortas linhas traçadas no Brasil.

*Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Rádio Timbira AM.


Quase 6 mil jovens e adultos recebem formação profissional nas Unidades Vocacionais do Iema

Iema-Criadas pelo governador Flávio Dino para garantir a articulação entre as necessidades dos setores produtivos locais e a formação técnico-profissionalizante de jovens e adultos, as Unidades Vocacionais do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) já atendem 5.851 pessoas que buscam inserção no mercado de trabalho, em 23 municípios maranhenses.

As Unidades Vocacionais do Iema focam na oferta de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), além de oferecer oficinas para quem deseja entrar no mercado de trabalho e aprimorar os conhecimentos profissionais. Trata-se de ofertar mão de obra capacitada para os setores produtivos, garantindo alta taxa de empregabilidade, uma vez que as necessidades são atendidas de acordo com as vocações regionais e o desenvolvimento das cadeias produtivas locais.

“Ampliamos a oferta de cursos no Iema pensando nos jovens e nas pessoas que já estão no mercado de trabalho e buscam um aperfeiçoamento, alguma qualificação ou então algum curso que possibilite a geração de renda autônoma”, diz o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Jhonatan Almada.

Já foram investidos R$ 1.205.430 para abertura de 196 turmas, sempre levando em consideração as potencialidades das cidades e regiões.

É o caso da Unidade Vocacional do Iema no município de Ribeirãozinho. A cidade ganhou uma unidade do Iema voltada exclusivamente para a cadeia produtiva da carne e do couro. Pólo produtor do artefato, Ribeirãozinho é parte de um Programa de Investimentos do Governo do Estado que está aplicando R$ 15 milhões para construção de cinco matadouros mistos no estado.

Com a ampliação dos investimentos, o setor terá aumento na demanda por mão de obra. A presença do Iema na cidade suprirá essa demanda, garantindo emprego para os moradores da região.

A Unidade Vocacional do Iema de Ribeirãozinho oferece turmas com 30 vagas para formação de Confeccionadores em Artefatos de Couro em Produção Industrial, além de turmas de inglês.

Já em São Luís, as três unidades vocacionais priorizam tecnologias sociais, educação e cultura imaterial. Na Unidade do Estaleiro Escola, há cursos para Marceneiro especialista em Produção Industrial. Já na unidade da Praia Grande, o foco é Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Resgate do Patrimônio Imaterial.

Além de valorização das cadeias produtivas locais, a instalação das Unidades Plenas leva em consideração a opinião da sociedade civil por meio de audiências públicas, fortalecendo o processo democrático da educação de qualidade.

Além de Ribeirãozinho e São Luís, são contempladas com Unidades Vocacionais os municípios de Açailândia, Amarante do Maranhão, Balsas, Barreirinhas, Bequimão, Caxias, Codó, Carolina, Carutapera, Esperantinópolis, Imperatriz, Pinheiro, Presidente Vargas, Matões, Pedreiras, Lima Campos, Santa Luzia do Paruá, Turiçu, Timon e Vargem Grande.

Unidades Plenas

Fruto do maior programa de investimentos em educação integral e profissionalizante do estado, o Governo investe R$ 2,9 milhões ao ano para manter uma Unidade Plena. Voltadas para formar jovens no ensino médio, com formação técnica. Somadas as sete unidades plenas em funcionamento significaram investimentos de R$ 20,3 milhões em 2016.

Os Iemas contam com projeto pedagógico voltado para que o aluno seja protagonista do processo educativo. Para isso, as unidades contam com laboratórios, bibliotecas, rede de internet e quadras poliesportivas, garantindo acesso à educação em tempo integral com infraestrutura adequada.


Vereador Fredson cobra funcionamento de unidades de saúde e recuperação de estradas em Bequimão

fredsonO vereador Fredson (PCdoB) cobrou a retomada do funcionamento das Unidades Básicas de Saúde do município, na sexta-feira, 17, na Câmara Municipal de Bequimão. As unidades estão há vários meses paralisadas.

Ele pediu também que a prefeitura de Bequimão realize concurso público para as áreas da educação e saúde,  alé de requerer a recuperação da barragem que liga o povoado Jacioca à estrada que dá acesso aos povoados Baixo Escuro, Titara e Zé Felipe; a construção de ponte sobre o Rio do Téco, no Jacioca.

“Quero solicitar do prefeito que retome o funcionamento da UBS do Jacioca que está parada, há meses, sendo que mato já está tomando conta desse estabelecimento de saúde, assim como retome também o pleno funcionamento das demais unidades de saúde de outros povoados que estão paradas”, disse.

EDUCAÇÃO

Fredson afirmou que ainda que as aulas iniciaram neste mês, mas estão faltando professores. “Existem informações na cidade de que será feito um seletivo. No entanto, o prefeito está há quatro anos na gestão do município e acredito que ele teve o tempo necessário para se planejar e ter tomado as medidas necessárias para a realização de um concurso público, que possa dar igualdade de condições para que todos possam disputar o direito de ingressar no serviço público municipal”, defendeu o vereador.


Professores do Maranhão receberam 22,05% de reajuste nos últimos dois anos

Valorização-EducaçãoCom o aumento de 8%, concedido pelo Governo do Maranhão para todos os educadores do Subgrupo do Magistério da Educação Básica, o governador Flávio Dino garantiu, em 26 meses de gestão, o equivalente a 22,05% de reajuste.

O percentual é superior à inflação do período, que foi de 16,96%, valor superior, também, ao reajuste concedido por outros estados brasileiros. A partir de maio, com o reajuste integral, que está sendo pago em duas parcelas, o Maranhão terá o maior salário para professores de 40 horas em início de carreira do Brasil: R$ 5.384,26.

“A gestão pública estadual no Maranhão com o governador Flávio Dino passa por uma revolução e na educação não é diferente. As coisas devem ser ditas como elas são. No atual governo há verdade, honestidade e trabalho. Muito trabalho. Os avanços são nítidos”, disse o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, ao avaliar as ações da pasta.

Ainda de acordo com o secretário, nos últimos dois anos, o Governo do Maranhão concedeu mil progressões, promoções, titulações e estímulos e reajustou por duas vezes os salários dos professores contratados. “Nenhum professor da rede estadual recebe abaixo do valor do Piso Nacional, sequer no vencimento básico, tanto para 20 horas, quanto para 40 horas”, ressaltou Camarão.

Entre os avanços no sistema de educação do Estado, o Governo realizou eleições para escolher gestores escolares em 2015 e 2016, envolvendo mais 600 mil pessoas das comunidades escolares. “Além da gestão democrática, garantimos melhores condições nas escolas. Até junho chegaremos a mais da metade das escolas com intervenções na rede física”, destacou o gestor.


Flávio Dino assina contrato com empresas e disponibilizará uniformes para alunos da rede pública

unnamedMais um passo importante foi dado, pelo Governo do Estado, rumo à implementação de uma política de educação efetiva, de qualidade e digna no Maranhão. O governador Flávio Dino assinou contrato com sete empresas maranhenses para aquisição de uniformes para estudantes da Rede Pública Estadual de Ensino. Com a distribuição de fardamento, além da valorização da educação, o Governo aquece a economia do estado, com investimento de quase R$ 6 milhões.

Durante a solenidade, Flávio Dino lembrou que há uma nova perspectiva para educação, adotada pela atual gestão, com investimento, entre outros, na reestruturação dos espaços físicos, investimento em programas de intercâmbio e distribuição de recursos do Bolsa Escola. Agora, mais uma ação importante que compreende a dimensão de valorização dos estudantes, de atenção à renda das famílias e de apoio ao empresariado local.

“São múltiplos os benefícios. Pela primeira vez haverá a distribuição de uniformes escolares para os alunos do ensino médio, com as cores da bandeira do Maranhão, personalizado de acordo com cada escola. Com esses produtos sendo adquiridos no mercado local, são centenas de empresas e de microempreendedores que terão oportunidade de trabalhar, com investimento de praticamente R$ 6 milhões”, destacou o governador.

Flávio Dino também ressaltou que, para além do estímulo à economia, os investimentos representam uma proteção aos orçamentos das famílias maranhenses. “São 700 mil camisas de uniforme escolar, um estímulo, também, aos alunos, e proteção à renda das famílias, uma vez que os vestuários se depreciam muito rapidamente. Nós estamos também ajudando as famílias nesse momento de crise econômica e recessão de emprego e esse conjunto de fatores faz com que estejamos felizes com mais um passo nessa implementação de uma política educacional completa”.

Os uniformes foram apresentados pelo secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão. Ao todo, serão 708.150 unidades de uniformes destinados a todos os alunos de escolas estaduais, em todas as modalidades e níveis de ensino. Cada aluno receberá do Estado dois blusões, com exceção das escolas militares, cujos fardamentos são exclusivos. Felipe lembrou que, além da confecção dos uniformes, as empresas contratadas pelo Governo do Estado realizarão a distribuição em todas as escolas.

“Mais uma ação inédita do governador Flávio Dino na área da educação. Pela primeira vez serão distribuídos uniformes escolares para os estudantes do ensino médio, pelas empresas maranhenses que ganharam a licitação, que irão fornecer esse material. De modo que servirá não apenas para garantir o fardamento para esses estudantes, melhorando a autoestima com uniformes personalizados para cada escola, mas também vai contribuir para o incremento da economia nesse segmento”, defendeu Felipe Camarão.

O investimento do Governo do Estado é na ordem de R$ 5.604.232,29. Recurso que vai aquecer o mercado de malharias e de confecção de uniformes no estado, e terá impacto em outros setores, conforme o secretário de Estado de Industria e Comércio destacou: “Este é um segmento hoje muito organizado que, inclusive, é sindicalizado, que vai a partir desse movimento importante impactar em mais de 600 pequenos negócios, porque essas empresas que ganharam as licitações vão fomentar nas demais empresas uma importante corrente, um importante arranjo produtivo, que vai, nos próximos anos, ser muito importante para a capital e para todo o Maranhão”.


Aplicativo do Bolsa Escola contribui com beneficiários e empresários no ato das compras

unnamed“O aplicativo auxiliou ainda mais a vida dos beneficiários do programa e a nossa também, como empresários, porque facilita o acesso para identificar o saldo do cliente. Além do aplicativo, eu disponibilizo um computador conectado na internet e uma linha telefônica para ligarmos para o 0800 do Bolsa Escola. Esses recursos deram mais um gás para as vendas”, comentou Eliene Portela da Rocha, proprietária da Papelaria Videira, localizada na Rua Sol Nascente, no bairro do Sol e Mar.

Assim como Eliene, mais 1.412 proprietários de estabelecimentos estão habilitados no Maranhão para atender a demanda dos 1,2 milhão de alunos beneficiados pelo programa, com faixa etária entre 4 a 17 anos. Esse número de beneficiários em 2017 é 11% maior do que registrado em 2016, ano do primeiro ciclo do programa. A estimativa é de que R$ 59,2 milhões circule nos comércios do Maranhão, contribuindo com o crescimento e fortalecimento do empresariado local. O valor estimado é o total de recursos investidos pelo Governo do Maranhão para a realização do programa social este ano.

Tornando ainda mais simples e fácil o acesso às informações sobre o Programa Bolsa Escola aos beneficiários da ação, além das linhas telefônicas do 0800 098 16 56 e do sitehttp://www.bolsaescola.sedes.ma.gov.br/site/, o Governo do Maranhão passou a disponibilizar o aplicativo para o celular.

“A finalidade das plataformas criadas para agilizar o acesso às informações e tirar dúvidas sobre o Bolsa Escola é proporcionar respostas mais rápidas às dúvidas dos beneficiários e dar soluções o mais breve possível aos problemas que, porventura, venham a ser observados pelos usuários do benefício. Além do mais, são ferramentas que propiciam mais transparência à execução do programa e proporcionam também mais interatividade entre o Governo do Maranhão e a população beneficiária da ação”, explica o secretário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), Neto Evangelista.

O aplicativo do Bolsa Escola pode ser baixado no sistema operacional Android pela Play Store, e para quem possui iphone é só fazer o download no App Store. Os beneficiários podem ter acesso a informações e serviços como desbloqueio de cartões do Bolsa Escola, apenas fornecendo o número do CPF, a data de nascimento e o próprio número do cartão.

Também pelo aplicativo é possível desbloquear o cartão, fazer consultas para saber o valor do benefício a receber, os nomes das crianças e adolescentes contemplados, ter acesso à listagem com endereços dos estabelecimentos comerciais credenciados para venda dos materiais escolares, por município. Nessa opção, basta apenas selecionar o município no qual deseja realizar a compra de seus produtos.

Outra ferramenta criada para estreitar o relacionamento entre o Governo do Maranhão e os beneficiários do programa é a Ouvidoria, por meio da qual os usuários também podem tirar dúvidas, fazer reclamações, denúncias e ter acesso às mesmas informações e serviços disponibilizados tanto pelo aplicativo de celular como pelo site do programa. A Ouvidoria funciona de segunda asexta-feira, das 8h às 20h; e no sábado, das 8h às 14h.

Bolsa Escola

O Programa Bolsa Escola, iniciativa do Governo do Maranhão, consiste na transferência direta de recursos para aquisição de material escolar às famílias beneficiadas pela ação, que tenham em sua composição crianças e adolescentes com idade entre 4 e 17 anos, regularmente matriculados em escolas da rede pública de ensino. O valor do repasse é de R$ 51,00 por filho.

A ação, além de proporcionar mais dignidade aos alunos de escolas públicas que passam a obter produtos escolares que não teriam condições de adquirir, contribui ainda para redução da evasão escolar e a melhoraria das condições de aprendizagem dos alunos de escolas públicas que estejam em situação de extrema pobreza.


Flávio Dino entrega escola em Turilândia e anuncia pacote de ações de R$ 40 milhões para Baixada

fdPela primeira vez em sua história, a cidade de Turilândia terá um prédio próprio para o Ensino Médio. Na manhã desta segunda-feira (13), o Governo do Maranhão entregou o Centro de Ensino Newton Belo – Anexo I, que estava com suas obras abandonadas desde 2008. Além disso, o governador Flávio Dino anunciou um pacote de ações com mais de R$ 40 milhões para investimento nas áreas de educação, saúde e assistência social nos municípios da Baixada Maranhense.

Compromisso assumido pelo governador Flávio Dino na última visita a Turilândia, em setembro de 2015, a construção da escola Newton Bello é um sonho antigo da comunidade acadêmica. O prédio, que estava com sua estrutura abandonada desde o ano de 2008, recebeu investimento de cerca de R$ 1 milhão e possui oito salas de aula, sala de informática e de grêmio, biblioteca, além de auditório e espaços destinados para os professores, diretoria e secretaria. A nova estrutura, que terá parceria da Prefeitura com o Governo do Maranhão, vai atender quase 700 alunos, entre Ensino Fundamental e Médio.

Para o governador Flávio Dino, a escola é uma obra física de enorme significado, pois celebra a esperança em dias melhores, sobretudo em tempos de crise. “Crise se combate com palavras e ações. E nós estamos mostrando que é possível, apesar da dificuldade econômica que o Brasil atravessa, conquistar direitos, realizar coisas boas com o dinheiro público”, destacou.

O governador lembrou que a construção da escola Newton Bello foi um compromisso assumido a partir de uma demanda de professores e estudantes de Turilândia, que não possuíam prédio próprio e assistiam a suas aulas em um prédio cedido pela Prefeitura. “Posso afirmar que poucas escolas no Maranhão e no Brasil têm a qualidade dessa escola. Tudo foi feito para durar. Durar porque nós estamos falando da área mais importante de um Governo que é a educação. Não é só o prédio, durar para que os professores se motivem, os alunos e demais gerações passem por aqui como já passaram”, reiterou.

Além da entrega da escola, o governador Flávio Dino atendeu a outro pedido da comunidade escolar: a autonomia da escola. Hoje, a Newton Belo de Turilândia é um anexo da unidade da vizinha Santa Helena. “E é claro que o nome, a comunidade escolar, junto com a Prefeitura, vai escolher. Vamos assinar nesta semana esse ato e a escola vai passar a ser independente. Isso significa qualidade porque implica uma série de vantagens”, enfatizou Flávio Dino.

O aluno Maycon Campos disse que o novo prédio do Centro de Ensino Newton Bello – Anexo I vai ajudar na formação das pessoas que irão trabalhar em Turilândia, e explicou que o município é muito carente de qualificação. “Estou muito feliz com a nova escola porque o prédio que nós estávamos era alugado e nós não nos sentíamos muito a vontade para fazer as nossas atividades. E hoje nós temos prédio próprio para fazer as atividades que nós precisamos, fazer os nossos festivais que fazemos todos os anos. E é muito gratificante estar em um prédio que a gente pode chamar de nosso”, frisou o estudante.

Mais benefícios para a Baixada Maranhense

Durante a solenidade em Turilândia, o Governo do Maranhão anunciou que a Baixada Maranhense será beneficiada com Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) nos municípios de São João Batista, Cajapió e São Vicente Ferrer.

Saúde

Na área da saúde, o governador Flávio Dino assinou ordens de serviço para a construção de um hospital de 50 leitos na cidade de Viana, com um investimento de cerca de R$ 9 milhões, além da portaria que estabelece a transferência de recursos financeiros no valor de R$ 300 mil ao Fundo Municipal de Olinda Nova do Maranhão, destinados ao custeio de ações da assistência à saúde.

Educação

Além da entrega da escola em Turilândia, o Governo do Maranhão anunciou mais benefícios para a educação na Baixada Maranhense. Na ocasião, foi assinada ordem de serviço para a construção de um Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (Iema) em São Vicente Férrer. Será investido mais de R$ 10 milhões na obra.

O governador Flávio Dino e o reitor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) assinaram ordem de serviço de R$ 11 milhões para início das obras de reforma e ampliação do Campus de São Bento.


Alunos do Iema uv Bequimão são certificados. Aulas para novas turmas começam nesta segunda

Iema formaturaO Iema (Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia) Unidade Vocacional de Bequimão realizou solenidade de certificação dos alunos dos cursos de inglês básico, agricultura orgânica e armador de ferragens e aula inaugural das novas turmas, na última sexta-feira, 3. O evento teve a participação de profissionais da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Secti).

As aulas para os alunos das próximas turmas começarão nesta segunda-feira (06). Presente ao evento, o ex-vereador e presidente do PCdoB de Bequimão, Elanderson Pereira, parabenizou os jovens estudantes.Iema certificação

“Parabéns a todos os alunos que se qualificaram concluindo os cursos e, também, parabenizo os novos alunos. Ainda todos os colaboradores do IEMA Bequimão, supervisor Emerson Pereira Pereira, professores pelo sucesso e bom resultado já alcançado pelo IEMA uv Bequimao. Agradeço, ainda, toda a equipe da Secti, secretário Jhonatan Almada, André Belo, Josélia, Grazi, Vanderluce, Anderson em fim todos, também o Secretário Robson Paz.”, afirmou.

Ele agradeceu por fim o governador Flávio Dino “por executar esta ação importantíssima no seu governo que vem transformando a vida de vários maranhenses”.