Operação Batismo combate venda de combustíveis adulterados. Postos de Bequimão estão regulares

batismoA Operação Batismo do Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor (Procon/MA) fiscalizou, na sexta-feira (31), 15 postos de combustíveis em Pinheiro, Palmeirândia, Peri-Mirim e Bequimão. A ação, que teve quase 20 horas de duração, é fruto de uma parceria com a Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Polícia Militar, e tem como principal objetivo combater a prática de preços abusivos, a revenda de combustíveis adulterados e a formação de cartel. Na ocasião, foram afixados informativos em todos os postos orientando os canais de denúncia do órgão de defesa do consumidor.

A Operação começou no dia 15 de março em São Luís e seguiu para São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Miranda do Norte. Agora na Baixada Maranhense, foram fiscalizados 1 posto em Palmeirândia, 2 postos em Peri-Mirim, 2 postos em Bequimão, e 10 em Pinheiro.

O posto Pericumã, localizado no bairro de Santa Luzia, apresentou inconformidade quanto ao resultado do teste e o combustível foi levado para uma segunda análise em laboratório. O posto também foi notificado pela falta de documentação. No mesmo bairro, o posto Auto Posto Diniz foi fiscalizado e não apresentou irregularidades quanto à qualidade e volumetria.

No posto São José, localizado no Matadouro, foram fiscalizadas duas bombas e quatro bicos, sem irregularidades quanto à qualidade dos combustíveis. No bairro do Centro, o posto JR foi notificado por documentação vencida. Já o Auto Posto Pinheiro, teve fiscalização em três das suas bombas, e um dos bicos foi lacrado por apresentar quantidade inferior à comprada, relacionada ao etanol, infringindo o disposto no artigo 21, inciso VI, da Resolução n° 41/2013 da ANP.

Ainda no bairro do Centro, o Auto Posto Ferreira apresentou inconformidade quanto ao resultado da gasolina aditivada, as amostras também foram levadas para uma melhor análise em laboratório. Os postos Girafa, Pedro do Rosário, Auto Diniz e Pericumã II, estes dois últimos localizados na Enseada, não apresentaram irregularidades.

No município de Palmeirândia, o posto São Francisco, localizado no Centro não apresentou nenhuma irregularidade. Também estavam em conformidade com as normas os combustíveis e a documentação do Nosso Posto (Peri-Mirim) e dos postos Bequimão e Mylane (Bequimão). O posto São Sebastião (Peri-Mirim) foi notificado para regularizar sua documentação, mas apresentou combustíveis dentro dos padrões de qualidade e quantidade da ANP.

Todos os postos foram notificados a fim de respeitarem o reajuste máximo de 1% referente à nova alíquota de ICMS, não podendo aumentar injustificadamente os preços.

Segundo o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior, a Operação irá fiscalizar todos os postos do estado para coibir a abusividade e a adulteração. “O Direito do Consumidor deve ser respeitado em qualquer lugar. Estamos trabalhando para que nenhum reajuste injustificado possa prejudicar os consumidores. As fiscalizações ajudam a combater não só a abusividade dos preços, mas também coíbe a venda de combustíveis adulterados e a formação de cartel”, explicou.

Os postos notificados por documentação terão 48 horas (alvará de funcionamento) e 30 dias (licença ambiental e certificado do Corpo de Bombeiros) para correção, já o posto que teve o bico lacrado e foi autuado terá que regularizar o equipamento e apresentar à ANP documentos que comprovem a solução das irregularidades, além de apresentar defesa administrativa. As fiscalizações vão ocorrer em todos os postos do Maranhão até o final do ano. Caso o consumidor suspeite de qualquer desrespeito aos seus direitos, pode formalizar denúncia por meio do aplicativo, site ou em qualquer unidade física do Procon.

RESULTADO DA FISCALIZAÇÃO

PINHEIRO

– Auto Posto Diniz (Santa Luzia) – sem irregularidades quanto a volumetria e qualidade;

– Posto Pericumã (Santa Luzia) – inconformidade com resultado – amostra em análise. Notificado pela falta de documentação;

– Posto São José (Matadouro) – sem irregularidades quanto a volumetria e qualidade;

– Posto JR (Centro) – notificado por documentação vencida;

– Auto Posto Pinheiro (Centro) – três bombas fiscalizadas, tendo um dos bicos lacrados por irregularidade na volumetria do etanol;

– Auto Posto Ferreira – apresentou inconformidade quanto ao resultado da gasolina aditivada;

– Posto Girafa – não apresentou irregularidades;

– Posto Pedro do Rosário – não apresentou irregularidades;

– Posto Pericumã II – não apresentou irregularidades;

– Posto Auto Diniz – não apresentou irregularidades

PALMEIRÂNDIA

– Posto São Francisco – não apresentou nenhuma irregularidade.

PERI-MIRIM

– Posto São Sebastião – notificado por documentação vencida;

– Nosso Posto – não apresentou irregularidades

BEQUIMÃO

– Posto Bequimão – não apresentou irregularidades

– Posto Mylane – não apresentou irregularidades.


Unidade do Procon/MA em Pinheiro tem nova coordenação e recebe melhorias

O Instituto de Promoção e Defesa ao Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA) no município de Pinheiro, na Região da Baixada Maranhense, recebeu um novo veículo para a realização de suas atividades. A entrega do equipamento foi realizada, nesta sexta-feira (31), pelo presidente do Instituto, Duarte Júnior, durante a apresentação do novo coordenador da unidade, o advogado Ítalo Sodré.

Duarte Júnior ressaltou que a nova coordenação dará continuidade ao trabalho efetivo que está sendo realizado desde o início da gestão, em 2015. “Nosso objetivo é expandir os serviços, com a mesma qualidade da sede, para todas as regiões do Maranhão. Assim, seguindo a diretriz do governador Flávio Dino, é possível realizar ações mais efetivas e dar respostas mais rápidas às demandas trazidas pelos consumidores do estado”.

O Procon de Pinheiro está sendo melhor estruturado com o objetivo de aprimorar o trabalho oferecido aos consumidores e o automóvel fortalecerá o trabalho de fiscalização. A ação segue o projeto de ampliação e reestruturação que está sendo colocada em prática pelo órgão em todo o estado, a exemplo da mudança do Procon/MA para dentro da unidade do VIVA, o que reduziu custos e garantiu atendimento mais acessível ao cidadão, proporcionando mais conforto, qualidade e segurança nos serviços.

Ítalo Sodré destacou as mudanças positivas e as metas para melhoria das relações de consumo no município. “Seguindo as diretrizes do presidente Duarte Júnior, vamos trazer melhorias para Pinheiro e atuar com o mesmo perfil de gestão. À frente do Procon/MA em um município de grande importância no estado, buscamos que os consumidores reconheçam que o órgão existe para garantir direitos e equilibrar as relações de consumo. Nossa meta é aproximar os consumidores e ter qualidade no atendimento”, afirmou.

Este ano, o Procon/MA em Pinheiro continuará as fiscalizações nas instituições bancárias, realizando, semanalmente, averiguação de itens como demora na fila de espera, falta de distribuição de senhas, redução do número de caixas para atendimento, entre outros problemas comuns nas agências.  Serão intensificadas as fiscalizações em outros estabelecimentos de acordo com a demanda dos consumidores, buscando garantir a vida, saúde e segurança do consumidor.


Baixada Maranhense é uma das maiores riquezas naturais do Nordeste

Área representa o maior conjunto de bacias lacustres da região. Baixada pode ser considerada o ‘Pantanal Maranhense’.

Do G1 MA

vlcsnap-2017-01-10-17h13m19s463_1A Baixada Maranhense tem quase 18 mil km². É uma imensa planície inundada no norte do estado, onde o vai e vem das águas muda a paisagem dia após dia e a natureza brota entre rios e lagos. A região representa o maior conjunto de bacias lacustres do Nordeste.

Por toda essa riqueza natural, a região é fonte de vida para os moradores ribeirinhos. A Baixada pode ser considerada o ‘Pantanal Maranhense’. É uma região importante também por abranger 21 municípios no Maranhão: Anajatuba, Arari, Bela Vista do Maranhão, Cajari, Conceição do Lago-Açu, Igarapé do Meio, Matinha, Monção, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, Peri Mirim, Pinheiro, Presidente Sarney, Santa Helena, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer, Viana e Vitória do Mearim.


8 de março

13613216_586955971465180_8716888776873318645_oPor Flávio Dino

Nesta semana, teremos uma das datas simbólicas mais importantes do ano: o Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março. Data de histórias de lutas, “sem perder a ternura jamais”, como Che Guevara dizia. Nas minhas andanças pelo Maranhão, para vistoriar e inaugurar obras importantes para nosso estado, encontro em todos os cantos o olhar firme e o cumprimento fraterno da mulher que vive no Maranhão. E esses olhares e mãos trazem a marca de um Estado que hoje luta para superar o atraso de décadas de descaso. É uma alegria poder trabalhar diariamente para garantir condições dignas de vida a essas maranhenses que nunca deixam o desânimo as abater.

É inspirado nelas que, nesta semana do Dia Internacional da Mulher, irei assinar parceria do “Governo de Todos Nós” com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) em que investiremos mais de R$ 1,3 milhão na ampliação do atendimento no Maranhão. Um dos focos do trabalho é a redução da mortalidade materna. Já estamos travando essa batalha há dois anos, buscando superar os tristes índices desse tipo de morte em nosso estado. Com o apoio da Opas, iremos reestruturar e reforçar nossa rede de saúde materna, com a capacitação das profissionais dessa área, qualificando o atendimento e fortalecendo nossa capacidade de atendimento de emergência obstétrica.

Por meio dessa parceria, também ampliaremos uma iniciativa pioneira internacionalmente, que é a Rede Sentinela. A primeira unidade dessa rede na América Latina foi implantada pela Opas, em parceria com nosso governo e com a prefeitura, em Balsas. A Rede Sentinela trabalha o planejamento reprodutivo, com orientações quanto a métodos contraceptivos e atendimento a vítimas de violência sexual. A nova unidade da Rede Sentinela será instalada na capital, na Maternidade Benedito Leite, ampliando um serviço que já vem funcionando.

Outra triste problemática a ser superada é a do feminicídio. No Brasil, uma mulher é morta a cada duas horas. De 84 países do mundo, o nosso é o quinto onde mais se matam mulheres, à frente de países em guerra, como a Síria. E metade desses assassinatos é cometido por parceiro ou parente. Por isso, criarei esta semana o Departamento de Feminicídio da Polícia Civil, chefiado por uma delegada, com o objetivo de dar atendimento específico ao problema. Já temos experiências exitosas neste campo, como o Grupo de Trabalho Interinstitucional que criamos envolvendo Ministério Público, Defensoria Pública e diferentes órgãos de governo, com o objetivo de combater o feminicídio. O grupo criou novos procedimentos-padrão de combate ao crime, que vêm surtindo efeitos. Em 2014, foram 49 assassinatos de mulheres na Grande Ilha. Número que caiu para 33 em 2016.

Essas medidas vêm somar-se a diversas outras que temos tomado nesses dois anos para valorização da mulher. Por exemplo, a Casa da Mulher Brasileira, em parceria com o governo federal, que está pronta para ser inaugurada. Com foco em saúde, a Carreta da Mulher e o Mamógrafo Móvel já vêm realizando um trabalho de prevenção e diagnóstico, chegando a cidades em que não há esses serviços.

Finalmente, menciono o grande papel que as mulheres têm na minha equipe de governo, coordenando políticas públicas de enorme importância em todas as áreas. Sem essas gestoras e sem as milhares de servidoras públicas estaduais não teríamos um governo com tantas realizações positivas.

Assim, com esforço diário e destinando os recursos públicos para quem mais precisa, vamos construindo um Maranhão melhor para todos e todas. Especialmente às mulheres que tanto batalham pelo futuro melhor para suas famílias e seus filhos. Que assim seja.

Advogado, 48 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.


Estado impede aumento das passagens de ferryboat

ferryEm atendimento a demanda do Estado do Maranhão, formulado pela Procuradoria Geral do Estado, o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) suspendeu, na noite de terça-feira (28), uma decisão que autorizava as empresas de ferryboat a aumentar o valor das passagens em até 5%. Os novos reajustes seriam praticados a partir da Quarta-Feira de Cinzas (1º).

As empresas Internacional Marítima e Serv Porto ajuizaram mandado de segurança na 1ª Vara da Fazenda Pública de São Luís contra ato do presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana, Arthur Cabral Marques, que negou o pedido de aumento feito administrativamente pelas empresas. Elas alegaram que teriam o direito líquido e certo a repassar de imediato aos usuários do serviço o aumento em seus custos operacionais decorrente da perda de benefícios fiscais.

Embora a liminar tenha sido inicialmente negada, o juiz deferiu, no mérito, o mandado de segurança impetrado pelas empresas, concedendo tutela antecipada em sentença para autorizar o aumento imediato nas tarifas cobradas dos usuários do sistema.

Contra a decisão, a PGE ajuizou uma suspensão de execução da sentença, na qual alega a ausência de documentos que comprovem a necessidade de aumento do valor das passagens no percentual requerido pelas empresas. “Citamos, também, o grave risco à economia e à ordem públicas que poderiam decorrer do aumento imediato sobre as tarifas de transporte do ferry, sem a devida publicidade e antecedência”, disse o procurador Geral do Estado, Rodrigo Maia.

Acolhendo os argumentos do Estado, o desembargador Raimundo Mello, plantonista no carnaval, deferiu o pedido de suspensão, ficando impedido o aumento pelas empresas até o trânsito em julgado do processo no Tribunal de Justiça.


Operação Carnaval nos terminais de ferryboat

ferryPara o período de Carnaval, quando os terminais de ferryboat têm pico de movimentação, a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) coordena uma força-tarefa em conjunto com a Capitania dos Portos, Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), com apoio das agências operadoras.

O planejamento inclui reforço policial e organização de tráfego, além de ambulância, blitz de educação no trânsito, instalação de banheiros químicos (Cujupe) e serviço de van para usuários preferenciais (idosos, grávidas e pessoas com mobilidade reduzida). A Emap cuida da readequação do fluxo de passageiros e veículos nos terminais, enquanto a MOB realiza a fiscalização do serviço de transporte aquaviário intermunicipal de passageiros, cargas e veículos e a Capitania dos Portos atua na fiscalização e segurança marítima.

Durante a Operação Carnaval, a Polícia Militar aumentará o quantitativo de policiais para dar mais agilidade à fiscalização de documentação de passageiros e veículos na entrada do terminal enquanto o Corpo de Bombeiros destinará uma ambulância para atendimento de primeiros-socorros. A SMTT trabalhará em parceria com a Polícia Militar, mobilizando viaturas e agentes.

Em 2016 houve um aumento de 6% no número de passageiros e de 16,5% na quantidade de veículos que passaram pelos terminais da Ponta da Espera e do Cujupe entre os dias 12 e 22 de fevereiro (período contabilizado como fluxo de carnaval) em relação ao ano anterior. Para este ano estão sendo esperadas mais de 100 mil pessoas nos 11 dias do período em que o fluxo aumenta, de quinta-feira (23/2) a domingo (5/3).

A Emap orienta que todas as pessoas tenham atenção com a documentação de identidade de adultos e crianças, o correto acondicionamento de animais, a chegada com antecedência mínima de uma hora antes do horário marcado no bilhete de passagem, além de seguir as orientações dos funcionários nos terminais.

“Comprar passagens com antecedência é a melhor maneira de viajar tranquilo, sem o incômodo das filas. Só ficam submetidos a longas esperas os usuários que vão ao terminal sem passagem”, explicou o gerente de Terminais Externos da Emap, Glauco Vaz.


Obras no Terminal do Cujupe priorizam mão-de-obra local

Foto 3_Divulgação_Emap_17022017 - EMBARGADA - Obra do Cujupe prioriza mão-de-obra localCom grande parte da mão-de-obra formada por trabalhadores da região, começa nos próximos dias a obra de reconstrução do novo Terminal do Cujupe, em Alcântara, que marca a segunda etapa do projeto de melhorias do Governo do Maranhão no local. A primeira etapa, de instalação de 365 metros de passarelas cobertas, foi entregue no final de 2016, antecipando-se ao período de chuvas. Agora, logo depois do carnaval, começa a construção de uma nova estrutura para embarque multimodal de passageiros, beneficiando tanto o transporte aquaviário quanto o rodoviário, que movimenta, a cada ano, 1,7 milhão de pessoas e cerca de 300 mil veículos.

“Essa obra representa um novo momento para a população da Baixada Maranhense, gerando mais negócios, mais investimentos e mais desenvolvimento para essa região tão importante”, disse o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago.

O novo terminal, orçado em R$ 12,6 milhões, além da concepção multimodal, contará com um sistema de reaproveitamento de águas de chuvas, reformulação de pátio de espera e estacionamento, reforma estrutural da área do entorno, reorganização do comércio ambulante e pavimentação de toda a área do terminal.cujup

Segundo o representante da construtora responsável pela obra, Francisco Alves Junior, contratar mão-de-obra local é vantajoso para todos. Para a empresa, significa redução de custo (alojamento e transporte, por exemplo) e tempo. “De fora da região vamos trazer somente o corpo administrativo. A maioria dos trabalhadores vai ser daqui mesmo do Cujupe e da região. Fizemos uma pré-seleção no terminal e conseguimos, com apoio do Sine – Sistema Nacional de Emprego -, direcionar, de acordo com as nossas necessidades, oficial de obra, carpinteiro, pedreiro e também vigia, almoxarife, assistente de RH. Todo esse pessoal a gente conseguiu aqui na comunidade”, disse.

Força-tarefa

O governador Flávio Dino determinou atenção especial à comunidade do Cujupe durante todo o processo de implantação do novo terminal e desde o início da gestão, em 2015, um trabalho multidisciplinar vem sendo desenvolvido, sob a coordenação da área de Responsabilidade Social da Emap, com apoio de diversos órgãos estaduais. O objetivo é preparar os membros da Associação dos Vendedores Ambulantes do Terminal do Cujupe para atuar na nova estrutura.

Na noite da última sexta, 16, o Governo do Maranhão apresentou o projeto do Novo Terminal do Cujupe à Associação. O encontro, dentro do terminal, contou com a presença da equipe técnica da Emap e representantes das secretarias de Emprego Trabalho e Economia Solidária (Setres), Agricultura Familiar (SAF), do Sebrae e da empresa responsável pela obra. A gerente de Responsabilidade Social da Emap, Deborah Baesse, representando a presidência da Emap, convocou os comerciantes a enfrentar o período de obras com tranquilidade e foco nos resultados que virão para todos. Importante destacar que a obra será realizada em duas etapas, com o cuidado de manter as operações.

“Os empreendedores que tiram seu sustento da atividade no terminal serão capacitados para trabalhar em boxes dentro do novo Cujupe. Para isso a Emap contratou o Sebrae-MA, que inicia nesta segunda-feira um trabalho que prevê análise de viabilidade econômica e das necessidades de adaptação, melhoria dos micro e pequenos empreendimentos instalados no local”, afirma Deborah Baesse.


Crise, desemprego e esperança

untitledROBSON PAZ

O desemprego é hoje um dos maiores problemas do país. Dados do IBGE, divulgados na última semana, mostram que a taxa de desemprego atingiu preocupantes 12%, no trimestre encerrado em dezembro. Recorde desde 2012.

Atualmente, o Brasil tem 12,3 milhões de desocupados. No trimestre anterior, eram 12,1 milhões de trabalhadores sem emprego. Ou seja, mais de 200 mil desempregados entre um trimestre e outro. Comparado ao final de 2015 são 36% a mais de trabalhadores fora do mercado. O índice é 91% maior em relação ao final de 2014, quando tínhamos 6,4 milhões de desempregados.

A crise, portanto, é bem mais aguda do que muitos acreditavam. Muito se ouviu de especialistas políticos e economistas, que bastava trocar a presidente da República para que o mercado acalmasse e o Brasil retomasse o ciclo de crescimento.

Erro monumental de avaliação. Por razões as mais diversas. Uma delas é que o investidor não costuma aplicar suas reservas onde há risco e insegurança. Menos ainda num país em que regras constitucionais possam ser desrespeitadas.

Para piorar o ambiente, grande parte dos estados tem suas finanças em colapso. Ano passado, apenas sete das 27 unidades da federação conseguiram pagar em dia os servidores públicos. Vários estados atrasaram ou parcelaram salários e o 13º.

O Maranhão felizmente está entre os estados com melhores desempenhos no pagamento de servidores e fornecedores, resultado da política de investimentos com responsabilidade fiscal. Tal regularidade e aporte de meio bilhão de reais em reajustes salariais aos mais de 110 mil servidores do Estado, na primeira metade da gestão, asseguraram minimamente a atividade econômica, principalmente no setor de serviços.

A política de investimentos públicos adotada pelo governador Flávio Dino em rodovias, escolas, hospitais, saneamento e segurança somam cerca de R$ 1,2 bilhão. Isto contribui para arrefecer as consequências da crise.

Contudo, nosso estado não é uma ilha incólume às oscilações da economia nacional e internacional. Evidentemente, que os níveis de desemprego alarmante no país têm reflexos em menor escala, é verdade, também no Maranhão. Os setores mais penalizados nacionalmente são a indústria e a construção civil. Esta em grande medida em face da paralisação e/ou redução de investimentos em programas como “Minha Casa, Minha Vida”. Outro componente importante é a escassez de grandes obras de infraestrutura executadas pelo governo federal.

Isto tem conseqüências no plano estadual. Por outro lado, o setor da administração pública apresentou desempenho positivo no Estado. Resultado da política anticíclica de novas contratações, concursos públicos e melhoria da remuneração.

Com a economia estagnada, as projeções mais otimistas apontam para melhoria do quadro no país apenas em 2018. Até lá, o esforço é para que não piore.

No Maranhão, as esperanças seguem voltadas para os investimentos públicos e privados. Na semana passada, tivemos anúncio alvissareiro de investimento de R$ 200 milhões pela Raízen, que construirá base de distribuição de combustíveis, no Porto do Itaqui. Iniciativas que contribuem para a geração de emprego e renda.

Radialista, jornalista. Subsecretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos


Trânsito na regional de Pinheiro tem segurança reforçada

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), por meio da Coordenação de Educação para o Trânsito, realizou de 11 a 14 deste mês, ações do Projeto ‘Férias em Trânsito: Se vale a diversão, vale mais a segurança’, na região da 8ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Pinheiro, na Baixada Maranhense. As atividades educativas buscaram conscientizar condutores de veículos e população sobre a importância para um trânsito mais seguro nas ruas e estradas.

Durante quatro dias, a equipe do Detran, em parceria com a Companhia de Polícia Militar Rodoviária Independente (CPRV Ind) e educadores da 8ª Ciretran montaram blitzen educativas e fiscalizatórias nos pontos mais movimentados das cidades de Pinheiro, Santa Helena, Mirinzal e Cururupu. A equipe de educadores distribuiu materiais informativos com dicas de segurança para condutores, passageiros e pedestres.

Em Pinheiro, na sexta-feira (13), em diversos bares da cidade foram realizadas atividades do projeto ‘Direção Certa: Mais que um papo de bar’, que tem como objetivo conscientizar as pessoas para o perigo de dirigir após o consumo de bebidas alcoólicas. Dezenas de pessoas foram convidadas para fazer o teste do etilômetro, demonstrando, na prática, se já haviam ultrapassado o limite de tolerância determinado pela Lei Seca. Após o teste, todos tiravam suas dúvidas com os educadores e recebiam a recomendação sobre não beber quando for dirigir.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

A enfermeira Maria Antonia Vieira disse ter ficado impressionada com o resultado do teste do bafômetro. “Achei muito importante todos os esclarecimentos. Agora entendo como funciona o teste e como a infração é aplicada”, disse.

Segundo o capitão da CPRV Ind, Alejandro Jaldin, coordenador da operação, as abordagens nos bares servem para esclarecer dúvidas sobre a Lei Seca, além de orientar o condutor a se proteger da grave infração. “Sensibilizamos as pessoas para uma mudança de atitude, explicando que um copo de bebida alcoólica pode ser suficiente para alterar sua capacidade motora e influenciá-los em acidentes no trânsito”, ressaltou.

O chefe da 8ª Ciretran, Gabriel Soares, afirmou que a campanha do Detran foi muito positiva para conscientizar os condutores de veículos sobre a necessidade de uma conduta responsável no trânsito.

Lei Seca

A ação do Detran nos municípios visitados, também, teve caráter fiscalizatório por meio da Companhia de Polícia Militar Rodoviária Independente (CPRV Ind.) na checagem de documentos obrigatórios de veículos e de motoristas, de equipamentos de segurança e do teste do etilômetro.

Foram realizadas blitzen nas principais avenidas de Santa Helena, Mirinzal, Cururupu e Pinheiro. Durante os quatro dias de fiscalização foram lavrados 188 autos de infração eletrônicos e realizados oito testes do etilômetro. No total, foram abordados 457 motoristas, sendo 258 de motocicletas e 74 de carros e recolhidos 12 documentos de usuários e de veículos, entre Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV). Foram removidos 99 veículos, sendo cinco carros e 94 motocicletas. Entre os veículos, 60 não estavam licenciados, 23 sem placa e 15 não registrados. A ação detectou a presença de 72 condutores não habilitados.