“Este Palácio é de todos porque o poder é de todos”, diz Flávio Dino

FlávioDino-faixaApós tomar posse do segundo mandato de governador na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (1º), o governador Flávio Dino foi reconduzido ao cargo em cerimônia em frente ao Palácio do Leões, no Centro Histórico de São Luís.

Sete representantes de segmentos da sociedade maranhense fizeram a transmissão de faixa para o governador, que foi reeleito. Cada uma dessas pessoas recebeu a faixa e transmitiu para a outra pessoa, até que chegasse a Flávio.

“Nada poderia me alegrar e me emocionar mais do que receber a faixa de governador do Maranhão de quem legitimamente ela vem: do povo simples, anônimo e humilde de nosso Estado”, afirmou Flávio.

Segundo ele, a cerimônia foi uma “celebração de amor, acima de tudo. Amor ao que fazemos, à política, à democracia, ao serviço público”.

De todos

“Há quatro anos, quando assumi, me dirigi aos Leões [do Palácio dos Leões] e disse a eles ‘queridos Leões, bem-vindos à democracia e à República’. O mais belo é que, corridos os quatro anos, posso novamente me dirigir aos Leões e dizer ‘queridos Leões, vejam como a democracia e República fizeram bem a esse Palácio’”.

O governador lembrou que “esse Palácio é de todos” e nunca foi tão visitado em sua história. “Este Palácio é de todos porque o poder é de todos”.

De acordo com o governador, um de seus compromissos é continuar qualificando o serviço público. “Só é possível haver desenvolvimento com serviço público e gratuito para todos, respeitando e valorizando o setor privado”.

Lado a lado

Flávio Dino ressaltou o papel do povo em sua gestão: “Quero agradecer a todos e todas a dizer que eu jamais me sinto sozinho dirigindo o Maranhão porque sei que vocês estão comigo, sempre lutam comigo e governam comigo todos os dias”.

“Acredito na democracia e por isso quero dizer que este Estado nunca se calou, este Estado do Maranhão nunca se omitiu”, acrescentou.

“Sou defensor da democracia, não acredito em guerra, em ódio ou em armas.”

Combate às desigualdades

Flávio lembrou que tem o “compromisso de combater a maior das corrupções, que é a desigualdade social”.

“Espero que todas e todos vocês vejam as minhas palavras e as sintam como palavras de verdade. É a minha festa com todos vocês. Mãos estendidas, coração pulsando, brilho no olhar e muita disposição de luta. Viva o Maranhão! Viva o Brasil!”

Transmissão da faixa

A primeira das pessoas a conduzir a faixa antes de chegar a Flávio Dino foi a cacique Libiana Pompeu Tavares, da Aldeia Mainumy, de Barra do Corda, representando a população indígena do Estado.

Em seguida, os docentes foram representados pelo professor Jermany Gomes Soeiro, da Escola Militar Tiradentes I, que teve o melhor desempenho estadual no mais recente Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Pricila Nogueira Araújo Selares, coordenadora do Fórum Maranhense das Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologias, foi a terceira e representou as políticas públicas para a inclusão.

A agricultora de Turiaçu e produtora de abacaxi Dionízia de Maria Costa Ribeiro representou as centenas de maranhenses contemplados com investimentos na agricultura nos últimos quatro anos.

Nelci Almeida Pinto, do Bumba Meu Boi de Soledade, representou a diversidade cultural. Virna Patrícia Pereira da Cunha, aluna do Iema, representou os milhares de estudantes beneficiados com as escolas de tempo integral implantadas no atual governo.

Amanda da Conceição Fontelle, estudante de Santa Luzia, representou os alunos das Escolas Dignas do Maranhão e levou a faixa até o governador.


Cheque Cesta Básica é exemplo de ousadia e criatividade, diz secretário Márcio Jerry

Márcio JerryLogo após ser regulamentado, o Cheque Cesta Básica vai se tornar uma ferramenta de distribuição de renda e ajuda direta para quem mais precisa. O programa foi criado dentro do pacote anticrise aprovado neste mês para reduzir os impactos negativos da forte recessão nacional sobre o Maranhão.

“O programa vai reverter o valor de ICMS dos produtos da cesta básica para as famílias de baixa renda”, explicou ou secretário de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), Márcio Jerry, durante entrevista à TV Difusora nesta segunda-feira (17).

“Em tempos de crise nacional, é preciso ter criatividade e ousadia para criar caminhos novos. E desse 2015, o governador Flávio Dino vem fazendo isso”, acrescentou. O Cheque Cesta Básica está sendo regulamentado pelo governo – ou seja, estão sendo definidas as regras e a maneira como o programa vai funcionar.

Rumo certo
O pacote anticrise também isentou o IPVA para motos de até 110 cilindradas. Além disso, micro e pequenas empresas que faturam até R$ 120 mil por ano não vão mais pagar ICMS. Como compensação, foi feito o ajuste do ICMS para combustíveis e bebidas.

Jerry explicou que o pacote foi feito para manter o Maranhão funcionando normalmente, além de dar continuidade aos investimentos e ampliação dos serviços públicos. “Não há prenúncio de que o cenário será melhor em 2019, razão pela qual um governo responsável deve se preparar para enfrentar essa etapa.”

“Apesar de toda a crise, o Maranhão vai continuar no rumo certo, com a participação de toda a sociedade, com uma política capaz de potencializar tudo aquilo de bom que o Maranhão tem.”

Educação

Na entrevista, Márcio Jerry também fez um rápido balanço de algumas ações do governo Flávio Dino, como o Escola Digna, que já construiu, reconstruiu ou reformou mais de 800 colégios públicos em todo o Maranhão.

“O governador olhou a educação em toda a sua escala, desde a educação infantil ao ensino superior. A cadeia educacional nunca teve na história do Maranhão tantos investimentos em qualidade e quantidade”, acrescentou.


Bequimão: Valmir é eleito presidente e Fredson vice-presidente da Câmara

Mesa CâmaraA maioria dos vereadores do município de Bequimão elegeu nesta sexta-feira (14) a Mesa Diretora da Câmara Municipal para o biênio 2019/2020.

Com 6 votos foram eleitos para presidente o vereador Valmir (PP). O vice-presidente será o vereador Fredson (PCdoB). O primeiro secretário será Zeca (PV) e segundo secretário Amarildo (PSD).


Escola, Liberdade e República

Por Flávio Dino

governador-eleito-flavio-dino-1-e1416615703474101535Comemoramos neste 15 de novembro que passou quase 130 anos de nossa República. Regime que se propagou pelo mundo baseado nas ideias do Iluminismo. No antigo regime, valia a vontade de uma só pessoa, e não havia alternância no poder, na medida em que a sucessão era definida em âmbito familiar. Na República, o poder não se cristaliza na mão da mesma família e até a maioria deve respeitar e conviver com os desejos de outros grupos, num ambiente de pluralidade de ideias.
Aqui no Maranhão, vivemos um nascimento tardio desta República, pois o coronelismo de traços coloniais muito se alongou, adentrando no século 21. Infelizmente, contudo, superamos um desafio e já estamos às voltas com outras ameaças, notadamente esse assustador ressurgimento do fascismo, em vários quadrantes do mundo.
Essa ameaça é muito bem identificada pela ex-chanceler norte-americana Madeleine Albright no recém lançado livro “Fascismo, um alerta”. Albright aponta a proliferação no mundo de um novo tipo de líder que “diz falar por uma nação ou grupo, não se preocupa com os direitos dos outros e está sempre disposto a usar de violência ou qualquer outros meios necessários para atingir seus objetivos”.
A prevalecer esse tipo de liderança, teremos sistemas políticos apenas formalmente republicanos, mas na prática esvaziados de sentido material. Vemos isso por meio de ameaças à liberdade de opinião, por exemplo com discursos de ódio e medo contra jornalistas ou professores.
Propostas como “Escola Sem Partido” são visceralmente anti-republicanas, na medida em que tolhem a ideia de “governos moderados”. Com efeito, se não há possibilidade de opinião, inexiste pensamento crítico e prevalece a vontade unilateral das instâncias de mando.
Consentâneo com o primado republicano, o artigo 206 da Constituição Federal determina a “liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;” além de garantir o “pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas” no país. Foi com essa base teórica e normativa que, na semana dedicada à República no Brasil, editei Decreto orientando a rede estadual de ensino a respeitar a livre manifestação de pensamento e opinião, essencial para que a sociedade não seja atropelada por propósitos despóticos.
Como muitas vezes costuma acontecer, uma bandeira se levanta justamente para se encobrir uma batalha por seu revés. Pois o que pregam os arautos da Escola Sem Partido que não determinar politicamente o que devem falar alunos e professores?
Começam tempos em que é preciso estar atentos a riscos colocados à República. Que tenhamos força e coragem, como recomendam as Sagradas Escrituras (Josué, 1).

Márcio Jerry recebe vereador Fredson e Robson Paz agradece votação em Bequimão

Márcio Jerry-Fredson-RobsonPazO deputado federal eleito e secretário Márcio Jerry (Comunicação e Assuntos Políticos) recebeu o vereador Fredson (PCdoB), acompanhado do secretário adjunto de Comunicação e diretor geral da Rádio Timbira, Robson Paz, no Palácio dos Leões.

“Com nosso deputado federal Márcio Jerry conversamos sobre o nosso município de Bequimão”, afirmou Fredson nas redes sociais.

Na oportunidade, Márcio Jerry reiterou agradecimento aos bequimãoenses pela quinta melhor votação no município com 667 votos. “Bequimão pode contar com um deputado federal atuante e pronto a contribuir com o desenvolvimento do município e sua população”, disse.

Robson Paz considerou produtiva a conversa com o deputado federal eleito. “Foi a oportunidade de reafirmarmos compromissos para que o governo do Estado continue desenvolvendo obras e ações que visam melhorar cada vez mais a vida das pessoas em nosso município”.