Símbolos da mudança

untitledROBSON PAZ

Nos últimos dias o depoimento da professora Narcisa, da comunidade Bacuri I, no município de Peritoró, viralizou nas redes sociais.

“Olha que mudança! Esta é a escola onde vou trabalhar. Estou muito feliz por isso. Por receber essa escola para trabalhar com mais dignidade”. Testemunho que emociona e mostra a dimensão do atraso, em que estava mergulhado o nosso Estado.

Realidade ainda mais impactante se pensarmos que as crianças estudavam em condições subumanas, tendo entre outras privações fazer suas necessidades fisiológicas no mato ou num quadrado cercado de palha. Carteiras quebradas, escolas sem bebedouros. Desumano!

Cenário que está mudando com a entrega de 200 escolas dignas pelo governador Flávio Dino, este ano, e mais 100, no ano que vem. Outras 600 escolas, que ameaçavam desabar sobre as cabeças dos estudantes devido ao abandono de décadas, foram reconstruídas ou reformadas.

Mudança que vai muito além da construção e melhoria estrutural das escolas. A concepção do modelo educacional do estado passa por profunda transformação. O Maranhão que jamais teve escola de tempo integral agora tem 18. Destas, sete são Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMAs). Nelas, estudantes aprendem uma profissão, com direito a três refeições diárias. Professores são valorizados e capacitados. Há democracia nas escolas com a participação de alunos, profissionais e pais na escolha dos gestores.

Tudo isto ganha mais relevo no Brasil atual com mais de 14 milhões de desempregados e aguda crise econômica e política. Nunca antes no país, a população menos favorecida precisou tanto da atenção do Estado. Nacionalmente, ocorre o oposto.

A lógica inversa no Maranhão alcança a garantia de direitos, cidadania, dignidade e serviços públicos para os desvalidos. Gente que agora tem acesso a almoço e jantar com valores simbólicos. Restaurantes populares e cozinhas comunitárias em todas as regiões; parte dos produtos adquiridos dos agricultores familiares.

A oferta de serviços de saúde avança com cinco novos hospitais regionais (Pinheiro, Caxias, Santa Inês, Imperatriz e Bacabal), a Força Estadual de Saúde, que atende a população dos municípios mais pobres e mais de 100 ambulâncias entregues pelo governo em apoio aos municípios.

O Maranhão que tinha a menor média policial por habitante no país conta hoje com mais de 12 mil policiais. Maior contingente da história do estado. Mais de 500 novas viaturas, armamentos e laboratórios reforçam o combate ao crime.

O programa Mais Asfalto melhora a qualidade de vida e mobilidade em mais de 150 cidades. A infraestrutura rodoviária é parte das mais de 800 obras em curso no estado, para melhorar entre outros o escoamento da produção, que tem recebido atenção do governo com apoio e assistência técnica aos pequenos produtores.

Jovens oriundos de escolas públicas fazem intercâmbio em outros países, pessoas com deficiência com acesso a transporte gratuito. A casa de veraneio do governo vai abrigar famílias de crianças em tratamento de microcefalia. Antes, local para poucos privilegiados se refestelarem com dinheiro público. Agora, símbolo de um Maranhão, onde reina o povo.

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM


Sarney Filho admite incompetência e diz que ‘Só Deus’ pode garantir redução do desmatamento na Amazônia

Do Blog do Gilberto Lima

Na Noruega, o ministro do Meio Ambiente Sarney Filho expôs a incompetência do governo Temer para frear o desmatamento na Amazônia. Em entrevista, ele disse que o governo brasileiro não pode garantir a redução do desmatamento no País. Deixou claro que está à espera de um milagre divino.

“Só Deus pode garantir isso [redução do desmatamento], mas eu posso garantir que todas as medidas para diminuir o desmatamento foram tomadas e nossa expectativa e esperança é que esse desmatamento diminua”, disse o ministro.

Após tendência de queda nos últimos anos, o desmatamento registrou um aumento de 58% em 2016, segundo estudo da Fundação SOS Mata Atlântica e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Ao lado de Sarney Filho, o ministro norueguês de Meio Ambiente, Vidar Helgesen, anunciou que o país vai cortar 50% os repasses ao Fundo Amazônia devido aos resultados. Ele destacou que a medida pode ser revista se houver mudança nos indicadores ambientais brasileiros.

De 2009 e 2016, a Noruega aportou cerca de R$ 2,8 bilhões no Fundo Amazônia. O governo norueguês é o maior financiador externo para o combate ao desmatamento no Brasil.

Sarney Filho disse que o aumento do desmatamento deve-se a cortes no orçamento de proteção ambiental na administração anterior e que serão feitos novos aportes para o Ibama.

Autoridades norueguesas haviam alertado o Brasil antes da viagem. Em carta enviada ao ministro do Meio Ambiente da Noruega, Sarney Filho disse que não há perspectiva de retrocesso na Lei Geral de Licenciament e garantiu que o país mantém o compromisso com a sustentabilidade.


Sucesso do São João de Todos

untitledROBSON PAZ

A paixão do povo maranhense pelo São João aumenta a cada temporada junina. Arraiais lotados, turistas, segurança, organização e muita alegria têm marcado os primeiros dias do São João de Todos, em São Luís.

Os variados sotaques de bumba-meu-boi, a beleza das danças folclóricas regionais, o tambor de crioula, o talento dos artistas maranhenses têm encantado a todos que prestigiam os arraiais do Ipem, Maria Aragão, Vila Palmeira, Nauro Machado e vários arraiais espalhados pela cidade e mais de 100 cidades, que contam com o apoio do governo do Estado.

Foram apenas cinco dos 19 dias da temporada do São João de Todos, mas com pleno sucesso. Um dos grandes momentos foi o show épico da cantora maranhense Flávia Bittencourt e convidados, como o consagrado poeta e compositor César Teixeira. Eles compartilharam o palco com ícones da música brasileira Geraldo Azevedo e Elba Ramalho, na noite do último domingo, 18.

Um passeio pelo que há de melhor na sonoridade musical nordestina com repertório bem familiar ao período junino. A resposta do público que lotou a praça foi à altura. Intensa e entusiasmada participação e muitos aplausos.

O apoio do governo, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, uma vez mais coloca São Luís no circuito dos grandes eventos nacionais e integra um componente importante da política de estímulo à cultura e ao turismo, no Estado.

Iniciativa exitosa, realizada com louvor também no Carnaval, com a inserção de artistas maranhenses de projeção nacional protagonizando a cena cultural com a participação de estrelas da MPB.

Para além da ótima programação, elaborada pela Secretaria de Estado da Cultura e Turismo, a segurança tem sido outro item importante para garantir a presença das famílias no São João de Todos. Mais de 1.200 policiais militares, civis e bombeiros participam da operação especial, organizada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública. O policiamento preventivo tem percorrido todos os arraiais e principais pontos turísticos da capital do Maranhão.

Aparato que tem ainda reforço da Companhia de Polícia Militar Rodoviária Independente (CPRV Ind), da Guarda Municipal e agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). Ação conjunta do governo do Estado e Prefeitura de São Luís, que tem assegurado a tranquilidade necessária à população.

A festança junina contempla múltiplas dimensões entre as quais a economia da cultura e do turismo. Muitos empregos temporários gerados e renda consequentemente para centenas, milhares de famílias.

Nesse contexto, cabe enfatizar a feliz iniciativa do governo Flávio Dino em proporcionar a comercialização de peças artesanais de vários municípios maranhenses, que integram o Plano Mais IDH – programa voltado para melhorar os indicadores sociais dos 30 municípios mais pobres do Estado. Isto garante a inclusão daqueles que mais precisam.

A festa mais esperada e de maior tradição do Maranhão guarnece com muita alegria, paz e oportunidade para todos. Viva o São João do Maranhão!

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM


Governador Flávio Dino realiza vistoria técnica em obras da ponte Central/Bequimão

01740_inspecao_a_ponte_central_bequimao_2_1030727819682977429Para acompanhar o andamento das obras de construção da ponte sobre o Rio Pericumã, que ligará Bequimão à Central do Maranhão, o governador Flávio Dino realizou, na manhã desta sexta-feira (9), vistoria técnica ao local. Uma obra de enorme complexidade – considerando a dificuldade do terreno e a influência da água -, já está na finalização do estudo dos solos, para serem  colocadas as estacas de sustentação da ponte.

O governador sobrevoou a região, inspecionou a obra, cujo o canteiro está instalado próximo ao rio do lado de Bequimão, conversou com o engenheiro responsável e a equipe da Secretaria de Estado de Infraestrutura, que executa o projeto. A intenção foi verificar de perto cada detalhe e conferir o cumprimento do cronograma, para assegurar que a ponte, que é um sonho antigo da região da Baixada e do Litoral maranhense, possa finalmente ser levantada.

“Uma obra de enorme importância para toda a região, são pelo menos 10 municípios diretamente beneficiados. As obras estão na fase de sondagem, de preparação do início da colocação das estacas e em mais três meses já teremos as estacas sendo colocadas aqui. O cronograma está mantido, a empresa está aqui presente, a ponte terá o total e 589 metros e envolverá estacas quem podem ter a profundidade de 20 até 40 metros, dependendo do ponto do rio. De modo que é uma obra de enorme importância econômica e social, e também de complexidade, mas nós estamos aqui muito otimistas e animados de que depois de décadas e décadas de promessas e discurso que foram feitos, efetivamente, desta vez, a obra começou e essa é a minha palavra para garantir a todos os moradores dessa região que precisam dessa obra para melhorar suas vidas”, pontuou Flávio Dino durante a visita, que pôde observar que, mesmo diante rígido período de chuva enfrentado, muito já se avançou.

01740_inspecao_a_ponte_central_bequimao_3_5214246770011325167

Com 589 metros de extensão, a ponte tem um projeto de engenharia de grande complexidade técnica, chegado a ter 26 metros de espessura de solo mole, e influência do rio e da maré. O engenheiro que coordena a obra, Madson Siqueira, relata que há pontos que a profundidade da estaca chegará a 40 metros, isto representaria, numa comparação, um prédio de 20 andares, tamanha a complexidade do investimento.

“Estamos na parte de estudo de solo, para ver qual vai ser a profundidade e a fundação mais apropriada, ou seja quais os tipos de estacas que nós vamos cravar. Ainda esta semana a gente termina este estudo na parte de Bequimão, para partir para o lado de Central. Posteriormente vamos para o leito do rio, que é a parte do meio. Além disso, já está sendo fabricado o aço, em São Paulo, para que a gente comece a confeccionar as camisas metálicas (tubos de aço com diâmetro de 1,2m e 1,6m que servem de sustentação da ponte) que vão ser cravadas”, explicou o engenheiro.

O investimento chega a R$ 68 mi. A Sinfra deve licitar em breve a pavimentação dos trechos de acesso à ponte. Serão seis quilômetros de asfalto tanto no município de Bequimão quanto no município de Central do Maranhão.

Os impactos da ponte, para todos os municípios das duas regiões, são os mais diversos, indo desde o escoamento mais rápido da pesca e produção agrícola, e diminuição de distância percorrida entre Bequimão e Central em aproximadamente 150 km, até o fortalecimento do turismo, ao tornar mais conhecidas as belezas do litoral ocidental do Maranhão, pela facilidade no acesso. Mas um benefício já sentido é a geração de emprego.

Morador de Bequimão, Basílio Neto, 36 anos, estava há algum tempo desempregado e agora está trabalhando como pedreiro nas obras de construção da ponte. “É muito bom para a população de Bequimão porque já está melhorando o emprego e vai melhorar a situação do povo da cidade, já que vai aproximar até para comprar comida e vai ter mais desenvolvimento”, contou Neto, que, pelas próprias mãos, está fazendo um sonho antigo de transformar em realidade.

Localizada na MA-211, a ponte dará melhor acesso para as cidades de Apicum-Açu, Bacuri, Serrano do Maranhão, Cururupu, Porto Rico, Cedral, Guimarães e Mirinzal, reduzindo o percurso e solucionando os entraves de mobilidade urbana para os moradores da região e ainda melhorando o acesso até o Pará.


Nova 1290 Timbira é lançada com programação inovadora e plataforma 0800

A Rádio Timbira foi totalmente repaginada e apresentada oficialmente na manhã desta quarta-feira (17), em solenidade no Palácio dos Leões. O governador Flávio Dino apresentou a Nova 1290 Timbira aos maranhenses e a linha telefônica 0800, que garantirá maior acesso aos ouvintes em todo o estado. Também foi lançado o novo portal e um moderno layout para redes sociais com o objetivo de democratizar o acesso à informação.

A Nova 1290 Timbira facilita o acesso ao conteúdo da rádio. Ela estreia a programação inovadora e moderna que fica disponível no site de forma quase simultânea. Ao todo, são 26 programas produzidos semanalmente. A grande novidade da 1290 AM é a plataforma ‘A voz do povo’, que disponibilizará, por meio do telefone 0800 098 1686, acesso gratuito de interação da população durante os programas.

Em seu discurso, o governador Flávio Dino ressaltou que o lançamento da Nova 1290 Timbira se insere em uma lógica de Governo de que é preciso consolidar experiências realizadas de modo duradouro, para que elas não sejam sujeitas às naturais flutuações da política. “E inserimos a comunicação pública neste rol de iniciativas que deve se perenizar por sobre divergências partidárias e as contingências naturais do processo democrático eleitoral”, pontuou.

De acordo com o governador, a Timbira cumpre múltiplos papeis. Um deles, é o de alargar o diálogo com a população. “Nesse sentido da ampliação do diálogo eu queria sublinhar uma das inovações deste evento que é o telefone 0800, disponível para todos os ouvintes. Há um debate clássico, sobre os direitos fundamentais, e um deles trata da remoção dos obstáculos econômicos ao exercício de direitos. É o que nós estamos fazendo”, explicou Flávio Dino, que destacou a necessidade de dar voz à população.

WhatsApp Image 2017-05-17 at 15.26.22
Outro ponto abordado pelo governador como essencial para o fortalecimento da Nova 1290 Timbira diz respeito ao objetivo de “funcionar como uma referência de formação de novos profissionais”. De acordo com ele, a nova grade foi formada com “mestres em jornalismo para servir como referência para as novas gerações”. “É importante nós fazermos um jornalismo sério, decente, responsável, que ajuda com que o jovem estudante de jornalismo e radialismo tenha como referência. Porque se trata de elevar o nível de consciência cidadã, educacional ou cultural do nosso povo”, reiterou.

Para o secretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), Márcio Jerry, esse é um momento de congratular e parabenizar a equipe, e superar o desafio de fazer com que os cidadãos maranhenses possam ter contato diário com a agenda de mudanças do Maranhão. “A Nova 1290 Timbira assegura e amplia direitos à comunicação. O cidadão tem esse direito e é importante que ele seja reproduzido e irradiado pelo Maranhão de maneira plural e democrática”, frisou.

Mudanças

A Nova 1290 Timbira tem parceria com mais de 40 rádios em todas as regiões do Maranhão. A repaginada programação conta com nomes históricos da radiodifusão maranhense como os apresentadores José Raimundo Rodrigues, Silvan Alves, Ivson Lima, Gisa Franco, Gilberto Lima, Marcus Saldanha, entre outros.WhatsApp Image 2017-05-17 at 15.28.37

“Hoje já há um projeto de parcerias com dezenas de emissoras do Maranhão, há um diálogo permanente com portais, blogs, com a rede estadual de radiodifusão comunitária que é um espectro muito importante para a democratização da comunicação no nosso país”, explicou Márcio Jerry.

O secretário adjunto de Comunicação da Secap e diretor geral da Timbira, Robson Paz, contou que em 2015, quando a atual administração assumiu a rádio, o cenário era de completo estado de abandono. Equipamentos sucateados, instalações inadequadas, espaço insalubre para os profissionais que tinham que viver com ratos, baratas e cupins, “a rádio passou por um período de mais de 20 anos completamente abandonada”.

“Passado esse período nós tivemos, num primeiro momento, a transferência do parque de transmissores, depois de um estudo técnico realizado trouxemos a rádio para um parque novo. Toda a grande São Luís, parte do interior do estado e outras regiões hoje recebem o sinal direto com qualidade da Nova 1290”, disse Robson Paz, que classificou o novo momento como um investimento importante na valorização de profissionais buscando melhorar a qualidade da programação.


Nova 1290 Timbira ganha destaque na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa

Parlamentares da Assembleia Legislativa e da Câmara dos Deputados fizeram pronunciamentos nas duas Casas nesta semana para destacar a qualidade e a relevância da Nova 1290 Timbira. A emissora estreou programação, apresentadores e conteúdo novos no início deste mês.

“Quero registar a Nova 1290 Timbira AM, que foi totalmente reformulada. Neste novo governo, a ampliação do parque de transmissores, agora via satélite, e uma parceria com dezenas de emissoras, permite a interiorização da comunicação pública no Maranhão”, disse o deputado federal e coordenador da bancada maranhense no Congresso Nacional, Rubens Junior.

O parlamentar ressaltou que a Timbira é um patrimônio cultural do Maranhão, que passou por um período obscuro, mas foi resgatada pela atual gestão: “Houve uma tentativa de extingui-la com um processo de privatização que não prosseguiu. Hoje, com tudo novo, a rádio prioriza uma programação com jornalismo, esporte, prestação de serviço, além de uma nova página na internet e presença marcante nas redes sociais”.

Liberdade de expressão

Na Assembleia Legislativa do Maranhão, o líder do governo na Assembleia, deputado estadual Rogério Cafeteira, afirmou que, em pouco mais de dois anos de governo Flávio Dino, a rádio recebeu novo parque de transmissões, novo sistema de irradiação e passou a ser transmitir também via satélite. O sinal chegou a muito mais municípios.

“Nunca é demais lembrar que em pleno ano de 2014, mesmo sucateada, a emissora pública proibiu a participação de ouvintes. Absurdo corrigido imediatamente pela atual gestão, garantindo a milhares de maranhenses o direito fundamental de acesso à informação e à liberdade de expressão”, disse Cafeteira.

O deputado citou o nome de diversos profissionais de peso que fazem parte da programação da rádio: “É um time de primeiríssima qualidade. É o Maranhão falando com o Maranhão. A pluralidade de vozes tão necessária para efetiva democratização da mídia”.

Na tribuna da Assembleia, o deputado Marco Aurélio também destacou a reestruturação da emissora: “A Rádio Timbira tem uma integração em todo o estado e consegue pautar o Maranhão e dar voz à comunidade”. O deputado Bira do Pindaré parabenizou a Nova 1290 Timbira e elogiou os profissionais da emissora.