Carretas com material para a ponte sobre o Rio Pericumã marcam aniversário de Bequimão

O aniversário de 83 anos da cidade de Bequimão, comemorado nesta terça-feira (19), foi marcado pela presença das carretas com o material para a construção da ponte sobre o Rio Pericumã. Os caminhões chegaram nesta semana com toneladas de estruturas para fazer a interligação Central-Bequimão.

“Mais uma ‘lenda’ que estamos enfrentando: a Ponte Central-Bequimão. As estruturas estão chegando ao Maranhão, em dezenas de carretas”, afirmou o governador Flávio Dino.

Estrutura Ponte Central Bequimão

A construção da complexa ponte de quase 600 metros está prestes a se tornar a mais nova ação do Governo do Maranhão no município de 21 mil habitantes.

A ponte vai interligar 10 municípios da Baixada Maranhense e diminuir a distância de deslocamento aos moradores da região em 125 quilômetros.

Desde 2015, o Estado tem feito entregas em diversas áreas na cidade. É o caso do Escola Digna, que já reformou um colégio e está construindo outro. Os estudantes da rede estadual do município já receberam mais de 2,2 mil uniformes no ano passado. E em 2018 o número está se repetindo.

Ainda na Educação, o Governo do Maranhão está presente com uma unidade vocacional do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), com alunos beneficiados pelo Cartão Transporte Universitário e com o Bolsa Escola, que garante a compra de materiais para crianças e adolescentes.


Apoio permanente

Na Saúde, o Governo envia verba para a manutenção de serviços do Hospital Municipal de 20 leitos. Também estão entre as medidas a Carreta da Mulher Maranhense, o Ônibus Lilás, o Mutirão do Glaucoma e atendimentos do Ninar.

O Mais Asfalto já passou pela cidade e vem executando pavimentação de ruas e avenidas. Além disso, foram entregues cinco Sistemas de Abastecimento de Água na cidade, beneficiando centenas de famílias.

A agricultura de Bequimão ganhou reforço com a entrega de toneladas de sementes e a compra de alimentos. Foram construídos dois Diques da Produção para garantir produção o ano inteiro para os agricultores e pescadores, impedindo que a água salgada invada a água doce.


Abertura do Festejo de Santo Antônio reúne centenas de pessoas em Bequimão

Começou nesta sexta-feira, 1, o Festejo de Santo Antônio, padroeiro do município de Bequimão. O tradicional festejo, que faz parte do calendário da Paróquia Santo Antônio e Almas, reuniu centenas de cristão-fiéis e comunidade no primeiro dia da festa realizada em homenagem ao Santo padroeiro.

O início das festividades foi marcado com a realização de uma grande carreata que partiu do ramal de Bequimão, MA-106, percorreu os bairros São Luisinho, Bairro de Fátima, Cidade Nova e Centro, e finalizou na Praça Santo Antônio, onde está localizada a igreja matriz da Paróquia.

Festejo santo antônio

Em seguida, a comunidade cristã realizou o levantamento do mastro, que simboliza o início das celebrações, sob a execução de uma alvorada de fogos e bênçãos dadas pelo pároco Padre Domingos a comunidade presente.

A celebração da missa, realizada logo após o levantamento do mastro, foi conduzido pelo pároco da Paróquia de São Bento, Padre Paulo, e teve participação de centenas de católicos de várias comunidades bequimãoenses e também de outras paróquias que vieram prestigiar as festividades de Santo Antônio na cidade.

WhatsApp Image 2018-06-02 at 11.29.23

O primeiro dia do festejo de Santo Antônio foi encerrado com apresentação cultural do grupo de dança country do povoado Ariquipá, Heróis da Vaquejada.

As festividades de Santo Antônio serão realizadas todos os dias na igreja matriz de Bequimão até o dia 13, dia de Santo Antônio, quando acontecerá a festa de encerramento.


Na mira dos Sarney, blogueiros e ativistas digitais defendem a Rádio Timbira

Do Barão de Itararé

FELIPE BIANCHI

timbira_1Patrimônio do povo maranhense e símbolo dos esforços por uma comunicação mais democrática no estado, a Rádio Timbira recebeu a solidariedade de comunicadores e ativistas digitais de 17 estados do país, reunidos no 6º Encontro de Blogueir@s e Ativistas Digitais. Durante o evento,que ocorreu nos dias 25 e 26 de maio, em São Paulo, foi aprovada uma moção de repúdio aos ataques que a emissora vem recebendo por parte da oligarquia Sarney.

Nós (…) repudiamos as recentes ameaças contra a liberdade de expressão e pluralidade de vozes que representaram os recentes anúncios de ações judiciais contra a emissora pública do Maranhão, a Rádio Timbira, e contra blogues independentes no estado.

De caráter público, a Rádio Timbira AM foi recuperada durante o governo de Flávio Dino (PCdoB-MA) e encontra-se na mira de fogo da família Sarney, acostumada a dominar e monopolizar a mídia maranhense e responsável pelo sucateamento da emissora. Através do deputado Eduardo Braide (PMN-MA), o clã e seu grupo político representaram contra a Rádio Timbira na Procuradoria Regional Eleitoral.

Diretor-Geral da emissora, Robson Paz criticou duramente a tentativa de censura. Em publicação no seu perfil no Facebook, Paz relembra que a censura é uma prática do sarneysmo que vem desde a época da ditadura, assim como o uso de seu império midiático para manter o povo alienado. Leia na íntegra:

Dono de um império midiático, Sarney ameaça em seu jornal retirar a Rádio Timbira do ar apenas por esta ousar informar a população maranhense. Não admite ver a emissora, extinta por Roseana Sarney, reestruturada e fazendo comunicação plural, ética, democrática e cidadã.

A censura é prática do sarneysmo desde a época da ditadura. Não satisfeitos em sucatear e extinguir a Rádio Timbira, governo Roseana Sarney proibiu a participação de ouvintes, em 2014. Por isso, usam laranjas para tentar calar a voz do povo do Maranhão. Absurdo!

Incômodo de Sarney e áulicos é porque a Rádio Timbira leva ao conhecimento da população informações de interesse público, que o império midiático de Sarney censura diariamente para tentar manter o povo alienado.

Exonerado ilegalmente da direção da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) por Michel Temer, o jornalista Ricardo Melo também falou sobre o caso. Atualmente na Rádio Trianon, de São Paulo, Melo afirmou, no ar, que a Rádio Timbira está sendo ameaçada de ser fechada pela oligarquia Sarney em dobradinha com a Rede Globo, no Maranhão. “A Rádio Timbira está para o Maranhão como a Rádio Cultura está para São Paulo. É ligada ao governo do estado, mas presta imenso serviço à população não apenas na questão de entretenimento e serviços públicos, mas também no que diz respeito ao jornalismo. Não é à toa que foi sucateada durante o governo de Roseana Sarney”.

Assista na íntegra:

Carta de São Paulo

Além de aprovar moção em defesa da Rádio Timbira, o 6º Encontro de Blogueir@s e Ativistas Digitais reafirmou, no documento final do evento, a exigência pela liberdade de Lula, o esclarecimento do assassinato de Marielle Franco, a demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras e a realização de eleição livre e democrática em outubro de 2018.

O evento reuniu mais de 175 comunicadores, promovendo debates e rodas de conversa sobre a luta pela democratização da comunicação e a resistência ao golpe em curso no país, amplamente sustentado pelos grandes meios de comunicação.

Leia a íntegra da carta aqui.


Jornalista Ricardo Melo da Rádio Trianon critica tentativa do grupo Sarney de retirar Timbira do ar

O ex-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) jornalista Ricardo Melo manifestou solidariedade à Rádio Timbira AM e criticou a tentativa do grupo Sarney, por meio do PMN, de retirar a emissora pública do ar por até seis meses.

Veja o comentário: