Pesquisa aponta 63,7% de aprovação do governo Flávio Dino em Bequimão

Com informações do Jornal Itapetininga 

DSC_0391A maioria absoluta da população de Bequimão aprova o governo Flávio Dino. Segundo pesquisa do Instituto DataM, 63,7% dos bequimãoenses aprovam o governo do Estado. Apenas 31% reprovam a gestão estadual, enquanto 5,3% disseram que não sabem ou não responderam.

O levantamento foi realizado nos dias 18, 19 e 20 de junho e ouviu 300 pessoas, na sede e nos povoados. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais e três pontos percentuais para menos com intervalo de confiança de 95%.Pesquisa DataM-Bequimao

BOM E ÓTIMO

Para 42,3% dos bequimãoenses o governo de Flávio Dino é bom ou ótimo, enquanto 32% consideram o governo regular. Somente 22% dos entrevistados consideram o governo ruim ou péssimo. 3% não sabem ou não responderam.

A aprovação do governo Flávio Dino é mais de 11 pontos percentuais superior à votação obtida por ele, nas eleições de 2014. À época, Flávio Dino venceu Edinho Lobão, no município de Bequimão, com 52,15% dos votos contra 47,10%.

FD-BeqTEMER REPROVADO

Enquanto Flávio Dino é aprovado, o governo do presidente interino Michel Temer (PMDB) é reprovado. Exatos 55,7% da população reprovam a administração peemedebista, enquanto apenas 29,3% aprovam o governo. 15% não sabem ou não responderam.


Governo Flávio Dino é aprovado por 74,4% da população

Do Jornal Pequeno

O governo Flávio Dino chega ao final do quinto mês mantendo altos índices de aprovação. De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto DataM, a gestão é aprovada por 74,4% da população maranhense. Foram ouvidas 3.000 pessoas em 33 municípios de todas as regiões do Estado, entre os dias 8 e 15 de junho. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

JP2106

Esta é a primeira pesquisa realizada pelo Instituto DataM, que confirma a alta popularidade do governador Flávio Dino atestada em outras pesquisas já realizadas pelo Instituto Exata.

Em relação ao último levantamento feito pelo Instituto Exata, em abril deste ano, a aprovação do governo Flávio Dino variou positivamente de 72% para 74%. Os índices de não aprovação praticamente se mantiveram nos mesmos patamares de 23%. O saldo da diferença entre os que acham ótimo/bom e ruim/péssimo manteve-se praticamente inalterado, variando de 27 para 26 pontos.

A diferença entre aprovação-desaprovação permaneceu em 51 pontos percentuais. “Os dados mostram que há uma aprovação muito estável do governo Flávio Dino”, aponta o relatório analítico do Instituto. O relatório destaca que a aprovação se dá em todas as regiões pesquisadas, sendo mais elevada no sul do estado, em que chega a 82%.

O relatório da pesquisa destaca que os patamares de aprovação de Flávio Dino são em média 10% superiores aos votos obtidos em outubro do ano passado e os índices de reprovação bem inferiores ao somatório do que foi alcançado pelos demais candidatos. “Considerando que o governo ainda não realizou nenhuma campanha publicitária e sofre forte oposição de um aparato midiático poderoso, o índice de aprovação, passados cinco meses, mostra que a população tem muita confiança na figura do governador Flávio Dino”, salienta.


Flávio Dino chega a 58% de intenções de voto

Na primeira pesquisa realizada após o escândalo na Petrobras envolvendo Roseana e Lobão, o candidato de oposição voltou a subir

PesquisaJPO candidato Flávio Dino voltou a subir no primeiro levantamento de intenções de voto realizado após a reportagem da revista Veja que mostrou esquema de corrupção na Petrobras envolvendo políticos maranhenses. A governadora Roseana Sarney e o ministro Edison Lobão estão entre os citados. O Instituto DataM foi a campo entre os dias 5 e 8 de setembro e colheu as intenções de voto de 1.500 maranhenses. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para cima ou para baixo. A pesquisa foi registrada sob o número 0044/2014.

Na pesquisa, o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão, Flávio Dino, obtém 58,2% das intenções de voto contra 24,6%, de Edinho Lobão. Zéluis Lago, do PPL, obteve 0,5% das intenções de voto e os candidatos Prof. Josivaldo, Saulo Arcangeli e Pedrosa têm 0,3% das intenções de voto cada um. Cerca de 6,2% dos eleitores pretendem votar branco ou nulo e 9,5% não sabem.

datam

A rejeição de Edinho Lobão – aliado de Roseana Sarney e Edison Lobão – continua sendo a maior e subiu a 45%. Independentemente de quem o eleitor deseja votar, mais de 60% do eleitorado acredita que o oposicionista Flávio Dino irá ganhar a eleição deste ano.

Senado

Na disputa pelo Senado, o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão segue na frente, com 30,1% das intenções de votos contra 24,3% de Gastão Vieira. Haroldo Saboia tem 2,7% das intenções de votos e Marcos Silva, 2,2%. Evan de Andrade tem 1,1% e Gersão tem 0,6%. E 27,7% estão indecisos.

Em relação à eleição presidencial, a presidenta Dilma conta com 47,9% das intenções de voto no Maranhão, contra 34,4% de Marina Silva. Aécio Neves tem 8,3% das intenções de voto e os outros pontuam todos menos de 1 ponto percentual.


Data-M: Flávio Dino tem 57,8% contra 23,1% de Edinho Lobão

Flávio Dino amplia diferença sobre Edinho após início do horário eleitoral

PesquisaDataMRelease

Após o início do horário eleitoral nas emissoras de rádio e televisão, o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão, Flávio Dino, abriu 35 pontos de diferença sobre o segundo colocado. Flávio possui 57,8% das intenções de voto, contra 23,1% do candidato da família Sarney, Edinho Lobão. Dos demais candidatos, Zéluis Lago (PPL) pontuou 1%; Josivaldo (PCB) teve 0,9%; Pedrosa (PSOL), 0,4%; e Saulo Arcangeli (PSTU), 0,3%. Cerca de 10% pretendem votar em branco e nulo. Somente 6,4% dos eleitores estão indecisos.

A pesquisa Data-M foi divulgada pelo jornal Atos e Fatos e ouviu 1.500 pessoas, entre os dias 21 a 24 de agosto. A pesquisa foi registrada no TRE sob a inscrição 037/2014. A margem de erro do questionário é de 3 pontos para mais ou menos.

Na pesquisa espontânea – quando o eleitor é perguntado em quem vai votar, mas não é apresentado a ele o nome dos candidatos –, Flávio Dino pontua 42%. No mesmo sistema, Edinho Lobão tem 15%. Quando perguntado sobre quem o eleitor acha que vai ganhar, 59% dos eleitores responde que será Flávio.

Já quando perguntado sobre em quem não votaria de forma alguma, 44% dos eleitores dizem rejeitar Edinho Lobão. Já 13% não votariam em Flávio Dino e 8% em Pedrosa.

Roberto Rocha lidera no Senado
Na pesquisa de intenção de votos para o Senado, o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão também lidera. Roberto Rocha tem 29% das intenções de votos contra 20% de Gastão Vieira. Haroldo Sabóia, do PSOL, tem 5,6%; Marcos Silva (PSTU) tem 4%. Branco e nulo somam 24%.

Na campanha para o Senado, o campeão de rejeição também é o candidato da família Sarney, Gastão Vieira, com 17%. Ele é seguido por Saboia, com 11% e Rocha, com 9%.


Pesquisa DataM/TV Cidade: Flávio Dino lidera com 55% da preferência do eleitorado

Instituto DataM confirma manutenção do pré-candidato Flávio Dino na liderança das intenções de votos.

Do Maranhão da Gente

Pesquisa11Divulgada na noite desta segunda-feira (03), a pesquisa do Instituto DataM realizada entre os dias 28 e 31 de janeiro mostra que o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) continua na liderança das intenções de voto.

Na pesquisa espontânea o Instituto aponta o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) com 29,1% das intenções de votos, Luís Fernando (PMDB) aparece com 5,1%, Roseana Sarney (PMDB) com 2% e Eliziane Gama (PPS) 1,3%.

Nos cenários estimulados a Pesquisa DataM revela um quadro ainda mais favorável para o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) com uma diferença de 40,8% em relação ao segundo colocado.

Neste cenário Flávio Dino (PCdoB) surge com 55,3% das intenções de votos, enquanto Luís Fernando (PMDB) aparece com 13,7%, Eliziane Gama (PPS) com 6,9%. Os eleitores que não optaram por nenhum dos pré-candidatos representam 7,7% dos entrevistados e os que não sabem responder 16,4%.

A pesquisa foi realizada em 58 cidades de todas as regiões do Maranhão entre os dias 28 e 31 de janeiro. Foram ouvidas 1.500 pessoas e a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.