Diálogo: auxiliares do governo visitam escolas da rede estadual em Bequimão

Danilo-BequimãoO subsecretário Danilo Moreira (Educação) e o secretário adjunto Robson Paz (Comunicação) visitaram as escolas da rede estadual Manoel Beckman e Aniceto Cantanhede, no município de Bequimão, nesta quinta-feira, 19.

Acompanhado dos gestores Francisco Ferreira e Marcelo, professores, vereadores Fredson (PCdoB) e Raquel (PSDB) e lideranças, como César Cantanhede, Bernal, Elanderson e Júnior, os auxiliares do governo Flávio Dino dialogaram com os estudantes e profissionais da educação.Visita Estudantes Bequimão

Alunos, professores e gestores mostraram a realidade das unidades de ensino e solicitaram melhorias, na estrutura dos prédios. Entre as principais reivindicações estão novas carteiras, recuperação da quadra esportiva e climatização das salas de aulas. “O governo Flávio Dino realiza hoje o maior investimento na educação do Maranhão, por meio do Escola Digna, com melhoria das condições estruturais e valorização de professores em todo o Estado. Vamos fazer o máximo que pudermos para atender os justos pedidos da comunidade escolar de Bequimão com ações de curto, médio e longo prazo”, afirmou Danilo Moreira.

O subsecretário de Educação mencionou os investimentos feito pelo governo Flávio Dino na educação em Bequimão com a implantação do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA) Unidade Vocacional, a construção de duas escolas dignas, nos povoados de Marajatiua e Santa Rita, a distribuição gratuita de uniforme para todos os alunos da rede estadual e o programa Bolsa Escola.

TEMPO INTEGRAL

O vereador Fredson entregou indicação apresentada na Câmara de Vereadores solicitando a implantação de escola de tempo integral na cidade, por meio do programa Educa Mais, do governo do Estado.

O secretário adjunto afirmou que a Seduc enviará equipe técnica para fazer estudo das condições estruturais para avaliar a possibilidade de implantar o ensino em tempo integral no município, no próximo ano letivo.

Robson Paz Estudantes

MAIS IDEB

O secretário adjunto Robson Paz parabenizou os alunos de Bequimão pelo resultado no Mais Ideb, realizado pela Secretaria de Estado da Educação. A escola Manoel Beckman ficou entre os oito melhores desempenhos entre os estabelecimentos de ensino da rede estadual da Baixada Maranhense. “Estão de parabéns gestores, professores e especialmente os estudantes pelo ótimo desempenho. Tenho certeza que teremos resultados ainda melhores, nos próximos anos”, disse.


Educação técnica e integral avança com unidade do IEMA no Itaqui-Bacanga

WhatsApp Image 2018-03-09 at 17.58.59Uma das áreas mais populosas de São Luís, o Itaqui-Bacanga recebeu uma unidade plena do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) na quarta-feira (7). Com a ação, o Governo do Estado avança na implantação de escolas técnicas em tempo integral no Maranhão, ampliando a oferta de vagas aos estudantes que desejam obter uma formação técnica e ao mesmo tempo cursar o ensino médio. Essa é a nona unidade plena do IEMA entregue à população maranhense.

De acordo com o governador Flávio Dino, os investimentos em educação são prioritários. “Temos orgulho em pagar o maior piso salarial do país para os professores e, também, investir em infraestrutura escolar. A prova disso é a inauguração de mais uma unidade do IEMA, desta vez em parceria com a Vale”.

O governador reiterou que o Instituto é um projeto exitoso criado em sua gestão. “É uma ação muito bem-sucedida. Estamos mostrando que esse é o caminho e agora o Maranhão está trilhando na direção correta com educação pública, gratuita e de qualidade”, acrescentou.

Segundo o reitor do IEMA, Jhonatan Almada, a unidade plena do Itaqui-Bacanga apresenta cursos inéditos. “Iniciamos a sequência de inaugurações por Santa Inês e, agora, chegamos ao Itaqui-Bacanga, que vai oferecer quatro cursos no diurno, sendo eletrotécnica, eletromecânica, informática para internet e portos, que funcionarão em tempo integral. No noturno, ofertaremos os cursos de segurança do trabalho e vulcanização, o primeiro do Brasil, que acontece em parceria com a Vale. Isso propicia que esses estudantes tenham muito mais chance de inserção no mercado de trabalho, logo após a conclusão dos cursos”, anuncia o reitor.

Para o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, o vetor principal de desenvolvimento são os investimentos em educação. “Essa revolução é perceptível quando acompanhamos inaugurações e o pleno funcionamento da educação profissional, agregada ao ensino médio técnico de tempo integral. Esta é uma experiência que será cada vez mais um grande sucesso”, relatou.

O diretor de operações da Vale no Maranhão e no Pará, Antônio Padovezi, destacou o sucesso da parceria do Governo do Estado com a empresa. “É uma grata satisfação termos contribuído com um projeto grandioso como o IEMA. Nesta unidade, que estamos inaugurando em sua plenitude, vários jovens irão dispor de cursos profissionalizantes completamente voltados para o setor industrial. Esse espaço será um lugar de ensino e aprendizado para a comunidade, tenho certeza que cumprirá o objetivo que é a formação de jovens para o mercado de trabalho”, reiterou.Flávio Dino - Iema

O estudante Franklin Luiz, que vai fazer o curso de eletromecânica, falou de suas expectativas para o início das atividades. “Para mim será muito importante, pois sempre estudei em escola pública e não tinha uma estrutura adequada para uma melhor compreensão dos conteúdos. É uma oportunidade maravilhosa, nunca imaginei que um dia teria a chance de estudar em uma escola como o IEMA, parece uma escola particular”.

Participaram da solenidade de entrega do IEMA Itaqui-Bacanga, o vice-prefeito de São Luís, Júlio Pinheiro; o secretário de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos (Secap), Márcio Jerry; o secretário-adjunto da Secap, Robson Paz; a secretária de Estado da Juventude, Tatiana Pereira; o presidente da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), Pedro Lucas Fernandes; a presidente da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), Elisângela Cardoso; e os deputados estaduais, Bira do Pindaré e Marco Aurélio.

Estrutura

Ao todo, 160 vagas foram oferecidas à comunidade no IEMA Itaqui-Bacanga. O prédio da unidade é dotado de salas de aula amplas e climatizadas, auditório e banheiros adaptados para receber alunos com deficiência.

Resultado de parceria firmada entre o Governo do Maranhão e a Vale, por meio do IEMA e Secretaria Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o prédio recebeu adequação no refeitório, urbanização da área e instalação de laboratórios para os cursos de eletrotécnica, eletromecânica, informática para internet e portos.

Investimentos

As obras foram iniciadas em novembro de 2017. O valor da reforma e ampliação está na casa de um milhão de reais. Já os laboratórios de física, química, biologia, matemática e informática tiveram o investimento de R$ 270 mil reais.

“Hoje, o IEMA é referência nacional e agora a área Itaqui-Bacanga terá essa oportunidade. A unidade se consolida enquanto instituição inovadora criada pelo Governo do Estado como a primeira rede de educação profissionalizante em tempo integral da história Maranhão. Este é o caráter singular do IEMA, a relevância e a importância que ele tem ao ofertar e democratizar a educação profissionalizante para a população do nosso Estado”, afirmou o reitor do IEMA, Jhonatan Almada.

A rede IEMA é formada por nove unidades plenas, localizadas nos municípios de São Luís, Axixá, Bacabeira, Pindaré-Mirim, Coroatá, Timon, São José de Ribamar, Santa Inês e São Luís (Itaqui-Bacanga). Serão inauguradas ainda este mês as unidades localizadas nos municípios de Matões, Brejo, Cururupu e Presidente Dutra.


IEMA UV – Bequimão divulga relação de classificados para curso de Corte e costura

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA) Unidade Vocacional de Bequimão divulgou a relação dos classificados para primeira turma do curso de Corte e costura, no município.

As aulas iniciarão na próxima segunda-feira (5), às 13h. Confira a lista dos alunos classificados:

WhatsApp Image 2017-06-02 at 10.33.15


Alunos do IemaUV Bequimão recebem certificados de conclusão de cursos

WhatsApp Image 2017-05-12 at 13.07.41O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (Iema) Unidade Vocacional de Bequimão realizou solenidade de certificação dos alunos do segundo ciclo dos cursos ofertados pelo Instituto. A cerimônia foi presidida pelo secretário adjunto de Ciência e Tecnologia, André Belo.

Foram certificados alunos dos cursos de Agricultura Orgânica, Inglês Básico e Intermediário e Pedreiro de alvenaria. “São pessoas qualificadas e capacitadas que possuem um diferencial na disputa por uma vaga no concorridíssimo mercado de trabalho”, afirmou o gestor do IemaUV Bequimão, Emerson Pereira.WhatsApp Image 2017-05-12 at 13.08.02

WhatsApp Image 2017-05-12 at 13.07.54Ele agradeceu o governador Flávio Dino e destacou a importância da educação profissional. “Agradeço e parabenizo muito especialmente o Governador Flávio Dino por realizar este importantíssimo resgate do ensino técnico e profissionalizante no nosso Estado por meio da implantação dos IEMAs plenos e vocacionais em vários municípios do Maranhão. Parabéns! Pois a transformação do nosso Estado sem dúvida alguma passa por uma política educacional de qualidade, séria, e profissional como a que está sendo executado atualmente”, afirmou.

Emerson ressaltou o trabalho da Secretaria de Ciência e Tecnologia, colaboradores do Iema e os alunos. “Parabenizo todos os alunos concluintes pela determinação, entusiasmo e arrojo que tiveram durante o período de realização do curso. Agradeço a todos membros dos Secretaria se Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo Flávio Dino: Secretários Jonathan Almada e André Belo, Pró Reitor Emanoel, Josélia, Graziela, Vanderluce, Anderson. Enfim, todos que nos dão todo o apoio necessário para desenvolvermos nosso trabalho“, disse.


Quase 6 mil jovens e adultos recebem formação profissional nas Unidades Vocacionais do Iema

Iema-Criadas pelo governador Flávio Dino para garantir a articulação entre as necessidades dos setores produtivos locais e a formação técnico-profissionalizante de jovens e adultos, as Unidades Vocacionais do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) já atendem 5.851 pessoas que buscam inserção no mercado de trabalho, em 23 municípios maranhenses.

As Unidades Vocacionais do Iema focam na oferta de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), além de oferecer oficinas para quem deseja entrar no mercado de trabalho e aprimorar os conhecimentos profissionais. Trata-se de ofertar mão de obra capacitada para os setores produtivos, garantindo alta taxa de empregabilidade, uma vez que as necessidades são atendidas de acordo com as vocações regionais e o desenvolvimento das cadeias produtivas locais.

“Ampliamos a oferta de cursos no Iema pensando nos jovens e nas pessoas que já estão no mercado de trabalho e buscam um aperfeiçoamento, alguma qualificação ou então algum curso que possibilite a geração de renda autônoma”, diz o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Jhonatan Almada.

Já foram investidos R$ 1.205.430 para abertura de 196 turmas, sempre levando em consideração as potencialidades das cidades e regiões.

É o caso da Unidade Vocacional do Iema no município de Ribeirãozinho. A cidade ganhou uma unidade do Iema voltada exclusivamente para a cadeia produtiva da carne e do couro. Pólo produtor do artefato, Ribeirãozinho é parte de um Programa de Investimentos do Governo do Estado que está aplicando R$ 15 milhões para construção de cinco matadouros mistos no estado.

Com a ampliação dos investimentos, o setor terá aumento na demanda por mão de obra. A presença do Iema na cidade suprirá essa demanda, garantindo emprego para os moradores da região.

A Unidade Vocacional do Iema de Ribeirãozinho oferece turmas com 30 vagas para formação de Confeccionadores em Artefatos de Couro em Produção Industrial, além de turmas de inglês.

Já em São Luís, as três unidades vocacionais priorizam tecnologias sociais, educação e cultura imaterial. Na Unidade do Estaleiro Escola, há cursos para Marceneiro especialista em Produção Industrial. Já na unidade da Praia Grande, o foco é Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Resgate do Patrimônio Imaterial.

Além de valorização das cadeias produtivas locais, a instalação das Unidades Plenas leva em consideração a opinião da sociedade civil por meio de audiências públicas, fortalecendo o processo democrático da educação de qualidade.

Além de Ribeirãozinho e São Luís, são contempladas com Unidades Vocacionais os municípios de Açailândia, Amarante do Maranhão, Balsas, Barreirinhas, Bequimão, Caxias, Codó, Carolina, Carutapera, Esperantinópolis, Imperatriz, Pinheiro, Presidente Vargas, Matões, Pedreiras, Lima Campos, Santa Luzia do Paruá, Turiçu, Timon e Vargem Grande.

Unidades Plenas

Fruto do maior programa de investimentos em educação integral e profissionalizante do estado, o Governo investe R$ 2,9 milhões ao ano para manter uma Unidade Plena. Voltadas para formar jovens no ensino médio, com formação técnica. Somadas as sete unidades plenas em funcionamento significaram investimentos de R$ 20,3 milhões em 2016.

Os Iemas contam com projeto pedagógico voltado para que o aluno seja protagonista do processo educativo. Para isso, as unidades contam com laboratórios, bibliotecas, rede de internet e quadras poliesportivas, garantindo acesso à educação em tempo integral com infraestrutura adequada.


Maranhão Melhor para Todos

Por Flávio Dino

safe_imageÉ com muita alegria que vejo a cada dia o Maranhão amanhecer dando um novo passo em direção a um futuro melhor para todos. Essa caminhada ainda será longa. Temos de andar muito para deixar para trás um triste passado de abandono que ainda hoje nos cobra um preço alto. Mas finalmente estamos no rumo certo, como mostram os importantes avanços que tivemos nesta semana.

Estamos dando início a mais uma etapa de entregas de construções de alvenaria que substituem as degradantes escolas precárias – um dos símbolos máximos do atraso a que nosso estado foi relegado pela ganância de uma pequena elite egoísta. Amanhã estarei em Turilândia, entregando uma escola aguardada por muitos anos.

Chegaremos, até junho, a 574 escolas reconstruídas ou reformadas, além de dezenas de prédios novos. Com isso, fecharemos um saldo de uma escola digna a cada dois dias de governo. São escolas novas, reformadas, reconstruídas que entregaremos para a população, permitindo melhores condições para o aprendizado.

Na próxima quarta-feira, irei inaugurar em Timon mais um IEMA (Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão). Com ele, já chegamos a 7 em funcionamento. São os primeiros centros de ensino profissionalizante, em tempo integral, na história da educação estadual. Aos IEMAs se somam 11 escolas de ensino médio tradicional, completando 18 unidades de tempo integral já em funcionamento.

Destaco também a assinatura, na semana passada, de convênios com 31 municípios para ajudar as suas redes de ensino fundamental na correção da defasagem idade/série, importante passo para melhoria dos indicadores educacionais. Essa é mais uma ajuda que prestamos às prefeituras, a exemplo de parcerias em várias áreas, como a entrega de ambulâncias e tratores – que também fizemos na semana que passou.

Igualmente temos avanços importantes na parte da Segurança, outro tema sensível à população, em que enfrentamos um momento difícil no país devido à crise econômica mais grave desde 1929. Na sexta-feira, nosso governo entregou mais 100 motos para a PM. Com isso, chegamos a 523 novos veículos incorporados à Segurança Pública, garantindo maior presença das forças do Estado nas ruas. Forças que também estão sendo incrementadas com a nomeação de 1.290 novos policiais, ainda em março. Com isso, entregamos 1 viatura a cada dia e meio de governo e 4 novos policiais a cada dia de trabalho. Os resultados já começam a aparecer e vão melhorar cada vez mais.

Não fazemos milagres ou mágicas. Enfrentamos grave escassez de recursos. Mas não desanimamos nunca. E os exemplos citados acima mostram que estamos aplicando com eficiência e seriedade o dinheiro público. Por isso mesmo, em qualquer política pública que for escolhida temos resultados melhores do que os do tenebroso passado coronelista. Que não voltará.

Advogado, 48 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.

 


Alunos do Iema uv Bequimão são certificados. Aulas para novas turmas começam nesta segunda

Iema formaturaO Iema (Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia) Unidade Vocacional de Bequimão realizou solenidade de certificação dos alunos dos cursos de inglês básico, agricultura orgânica e armador de ferragens e aula inaugural das novas turmas, na última sexta-feira, 3. O evento teve a participação de profissionais da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Secti).

As aulas para os alunos das próximas turmas começarão nesta segunda-feira (06). Presente ao evento, o ex-vereador e presidente do PCdoB de Bequimão, Elanderson Pereira, parabenizou os jovens estudantes.Iema certificação

“Parabéns a todos os alunos que se qualificaram concluindo os cursos e, também, parabenizo os novos alunos. Ainda todos os colaboradores do IEMA Bequimão, supervisor Emerson Pereira Pereira, professores pelo sucesso e bom resultado já alcançado pelo IEMA uv Bequimao. Agradeço, ainda, toda a equipe da Secti, secretário Jhonatan Almada, André Belo, Josélia, Grazi, Vanderluce, Anderson em fim todos, também o Secretário Robson Paz.”, afirmou.

Ele agradeceu por fim o governador Flávio Dino “por executar esta ação importantíssima no seu governo que vem transformando a vida de vários maranhenses”.


Educação profissional

untitledROBSON PAZ

Até pouco tempo atrás, fazer ensino médio e aprender uma profissão era um sonho distante para a maioria dos estudantes maranhenses. Isto porque a rede de ensino estadual não possuía nenhuma escola de ensino médio técnico profissionalizante.

A partir deste ano, foram criados os primeiros Iemas (Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão) plenos em São Luís, Bacabeira e Pindaré-Mirim. Os institutos são espaços de educação profissional em tempo integral. No próximo ano, serão inauguradas mais quatro unidades nos municípios de Axixá, Coroatá, São José de Ribamar e Timon.

Os Institutos dos municípios de Coroatá, Carutapera, Matões, Santa Helena e São Domingos já foram licitados e começaram a ser construídos. Nos municípios de Matões e Balsas, o governo já recebeu os terrenos, onde serão construídos os centros educacionais.

A meta estabelecida pelo governador Flávio Dino é implantar os Iemas em 23 municípios até 2018, com infraestrutura, equipamentos e pessoal para o desenvolvimento de cursos técnicos integrados ao ensino médio.

Outra inovação dos Iemas é a participação da sociedade civil no processo de definição dos cursos oferecidos. O trabalho tem também o apoio dos institutos de Corresponsabilidade pela Educação (ICE) e Sonho Grande, parceiros do governo no projeto de instalação do instituto.

Além das unidades plena, estão sendo implantadas Unidades Vocacionais, que ofertam cursos técnicos de curta duração.

Na última sexta-feira, 18, tive a oportunidade de participar ao lado do secretário Jhonatan Almada (Ciência e Tecnologia) da entrega da unidade vocacional do Iema, na cidade de Bequimão. Pude constatar a grandiosidade do trabalho em favor da educação profissional de jovens e adolescentes, nos últimos 22 meses.

Também vi a felicidade dos alunos com a iniciativa e os primeiros resultados das turmas de inglês básico agricultura orgânica. “A juventude agora tem mais oportunidade. Podemos agora aprender outra língua, sabemos que aprendendo inglês teremos mais oportunidade de emprego. É uma iniciativa muito boa do Governo do Estado para nós estudantes, pois em nosso município não existiam cursos gratuitos”, afirmou Claudiney Ribeiro, estudante de Inglês Básico.

Na unidade do município da Baixada são ministrados os cursos de agricultura orgânica, armador de ferragens e inglês básico. A rede dos Iemas plenos e vocacionais oferece mais de 20 cursos técnicos.

Também estão em pleno funcionamento as unidades vocacionais de Imperatriz, Codó e Caxias, além de duas na Praia Grande em São Luís, com capacitação em turismo e cinema; e outra no Estaleiro Escola, no bairro Anjo da Guarda, oferecendo formação em logística portuária. Em Ribeirãozinho, o foco é na produção de artefatos de couro. Assim, além de garantir mais oportunidade para a juventude, o governo explora as potencialidades econômicas de cada região.

É este um programa educacional e social de grande alcance para promover desenvolvimento e inclusão no Estado. Ao investir em conhecimento o governo pavimenta o caminho para reduzir desigualdades e promover justiça social.

Radialista, jornalista. Subsecretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos