Morre ex-governador do Maranhão Epitácio Cafeteira

Do Página 2

cafeteiraO ex-governador do Maranhão Epitácio Cafeteira, 93, morreu na tarde deste domingo (13), em Brasília, onde estava internado em UTI residencial.

A morte do ex-senador foi confirmada em nota pelo deputado estadual Rogério Cafeteira (DEM). “É um momento de bastante tristeza para toda a família. A perda, para mim que o considerava um segundo pai, está sendo muito difícil, mas com a certeza que agora ele descansa nos braços do nosso Deus todo poderoso!”, afirmou.

O governador Flávio Dino lamentou o falecimento do ex-governador Cafeteira. “Minha homenagem ao ex-governador do Maranhão Epitácio Cafeteira. Foi também deputado federal, senador e prefeito de São Luís. Que Deus o acolha.”, escreveu nas redes sociais.

Dino se solidarizou com a família de Cafeteira e decretou luto oficial por três dias no Estado. “Meu abraço solidário para toda a família, especialmente ao líder do nosso governo na Assembleia, deputado Rogério Cafeteira”, disse.

NOTA DE FALECIMENTO

É com imenso pesar e tristeza profunda que comunico a todos o falecimento do meu tio, ex-governador e ex-senador, Epitácio Cafeteira.

Ele encontrava-se enfermo e inspirava cuidados, em UTI residencial, decorridos de seu delicado estado de saúde.

Natural da Paraíba, Cafeteira veio ainda pequeno para o Maranhão, onde construiu uma admirável história política, dedicando a maior parte de sua vida a este estado, onde constituiu sua família.

Atualmente ele residia em Brasília e estava com 93 anos, deixando viúva a minha tia Isabel, de filha a minha prima Isabel e netos.

É um momento de bastante tristeza para toda a família. A perda, para mim que o considerava um segundo pai, está sendo muito difícil, mas com a certeza que agora ele descansa nos braços do nosso Deus todo poderoso!

Em nome de nossa família, agradeço as mensagens de solidariedade que temos recebido.

São Luís, 13 de maio de 2018
Rogério Cafeteira
Deputado Estadual

BIOGRAFIA

Bancário e contabilista, Cafeteira iniciou sua carreira política no Maranhão ao eleger-se suplente de deputado federal pelo PR em 1962 chegando a exercer o mandato mediante convocação. Em 1965 foi eleito prefeito de São Luís ingressando no MDB. Sua relação com o José Sarney oscilou ao longo dos anos entre a situação de aliado e a de adversário sendo que a primeira ruptura entre eles ocorreu a partir dos anos 1970, quando Cafeteira foi eleito deputado federal pelo MDB em 1974 e 1978 chegando a presidir o diretório regional do partido no Maranhão. Ao longo da década seguinte esteve integrado ao PMDB sendo reeleito deputado federal em 1982 e tão logo seu então adversário José Sarney assumiu a presidência da República (19851990), se reconciliam e Cafeteira foi eleito governador do Maranhão em 1986 com um percentual superior a 80% dos votos válidos.

Sua gestão frente ao executivo maranhense findou com a sua renúncia em 1990 quando já havia deixado o PMDB e se filiado ao PDC sendo eleito senador.

Extinto o PDC em 1993, Epitácio Cafeteira ingressou no PPR e foi derrotado por Roseana Sarney na disputa pelo governo do Maranhão no segundo turno das eleições de 1994 sendo novamente derrotado pela mesma adversária na disputa pelo Palácio dos Leões no primeiro turno das eleições de 1998 quando já estava filiado ao PPB, disputou a eleição para senador em 2002 pelo PDT, ficando em terceiro lugar. Abandonando sua postura de adversário da família Sarney foi eleito senador após fazer uma aliança com a mesma sendo filiado ao PTB em 2006.


LUTO

Do Blog do Itevaldo

Pelo assassinato covarde do companheiro DÉCIO SÁ. Os seis tiros disparados à queima-roupa que assassinaram o jornalista em um restaurante na Avenida Litorânea são uma afronta não apenas à liberdade de expresão, mas a outras muitas liberdades.

O assassinato covarde de Décio Sá tem forte relação com a sua atividade profissional. Governadora Roseana Sarney é inaceitável que ainda tenhamos crimes de pistolagem e de encomenda em nosso Estado. A polícia tem a obrigação moral de desvendar o assassinato brutal e covarde do colega Décio Sá.


Luto: Força, Flávio Dino

Um dos filhos do ex-deputado federal e presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), morreu nesta terça-feira em Brasília.   Marcelo Dino Fonseca de Castro e Costa, 13 anos, morreu às 6h da manhã desta terça-feira (14), no Hospital Santa Lúcia, em Brasília.

o menino foi internado na segunda-feira (13) com sintomas de crise asmática.

O blog Bequimão Agora presta solidariedade à família e deseja que Deus a conforte neste momento de tristeza e dor.