Mil dias de esperança e combate à desigualdade

Robson PazROBSON PAZ

1º de janeiro de 2015. O Maranhão unido pelo sentimento de esperança. Saudado por milhares de maranhenses, o governador Flávio Dino anunciava em seu primeiro discurso medidas concretas para combater a corrupção, os privilégios e a desigualdade.

Mil dias após aquela festiva quinta-feira, a constatação de que nosso Estado passa por profunda transformação. Propagandas enganosas substituída por gestão com seriedade, honesta e políticas públicas, que concorrem para a justiça social.

Indicadores educacionais vergonhosos combatidos com o “Escola Digna”. Programa que vai muito além de substituir escolas de taipa, barro e palha por prédios confortáveis de alvenaria. Pelo menos, metade da rede estadual de ensino reconstruída ou reformada. Profissionais de educação valorizados e qualificados.

A melhoria da educação passa ainda por mais envolvimento de pais e alunos no cotidiano escolar a partir das inéditas eleições diretas para gestores escolares. Inovações que garantiram ao Maranhão melhor desempenho no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Noutra dimensão, o governador criou pela primeira vez na história uma rede de educação técnica em tempo integral. Já são sete IEMAs em pleno funcionamento e serão 23 até o fim de 2018, além de 11 escolas em tempo integral.

As crianças, a juventude e tantos outros invisíveis aos olhos do Estado voltaram a ter esperança e oportunidade com programas, como o Bolsa Escola, Cidadão do Mundo, Mais Estágio, CNH Jovem, Travessia.

Mudança visível também na ampliação da rede de atendimento hospitalar. Nunca antes na história, a população maranhense pôde contar com uma rede de hospitais de grande porte em praticamente todas as regiões. São seis unidades (Pinheiro, Caxias, Imperatriz, Santa Inês, Bacabal e Balsas), que retiram da procissão de ambulâncias mais da metade da população.

Famílias dos municípios mais pobres do estado recebem atenção básica à saúde. Médicos, enfermeiros, terapeutas, fonoaudiólogos integram a Força Estadual de Saúde.

O pânico que aterrorizava os lares maranhenses com falta de segurança e caos nos presídios, passo a passo, está sendo revertido. Centenas, milhares de vidas salvas com o Pacto Pela Paz. Ampliação do contingente policial. Temos hoje a maior tropa da história da Polícia Militar. A inédita marca de 730 viaturas para reforçar a segurança. Mais armamentos e laboratórios para combater a criminalidade. Os resultados são a redução nas mortes violentas, assaltos a bancos, mais apreensão de drogas e armas. As cabeças antes decapitadas no sistema penitenciário agora são usadas para desenvolver atividades laborais e educacionais.

O Maranhão fomenta o desenvolvimento com inclusão social com a construção de estradas e pavimentação de vias urbanas. É mais qualidade de vida e melhores condições para o escoamento da produção.

Ainda há muito por fazer, mas dentre todas as ações uma simboliza estes mil dias de governo Flávio Dino: a transformação da casa de veraneio do governo, antes utilizada para luxuosas farras, em espaço para acolher crianças pobres. É a síntese aguda da mudança. No passado, de poucos. Agora, de todos.

Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.