Um governo de todas as cidades

FD-prefeitosPor Flávio Dino

Esta semana, fui surpreendido pela notícia de que um acordo entre a bancada do Maranhão e os prefeitos, para destinação de R$ 160 milhões para a Saúde dos municípios, foi desrespeitado em face da imposição de senadores. Um recurso que iria para as Prefeituras, custear os serviços de saúde gratuita à população, foi sabotado apenas para supostamente me prejudicar. É um triste exemplo da mesquinhez política que guia o grupo político que por tantas décadas foi preponderante em nosso estado.

Fico feliz de ir na contramão desta lamentável herança que tenta se fazer presente a cada instante. Tenho feito um governo de todos os maranhenses. E que trabalha para todos os 217 municípios do Maranhão. Isso se comprova pelas ações nos municípios, independente de coloração partidária de cada prefeito. Houve um tempo em que, quando o prefeito e o governador brigavam, quem sofria era o povo. Hoje, nós distribuímos ambulâncias, viaturas, tratores e motoniveladoras aos municípios, além de obras de escolas e asfalto, sem excluir cidades por questões políticas.

Já foram 112 ambulâncias entregues este ano, unidades de atenção emergencial, com toda a capacidade de deslocar um paciente em segurança até um hospital. Sem distinção política. Pois quem usará a ambulância não é o prefeito, é o povo. E é para ele que nós políticos devemos trabalhar.

Já entreguei também 38 motoniveladoras para prefeituras, um investimento aproximado de R$ 21 milhões. É a doação de um equipamento (patrol) para prefeituras a fim de que possam trabalhar na melhoria de suas estradas rurais, melhorando o escoamento da produção agrícola, bem como o acesso dos moradores de povoados a serviços públicos.

Na segurança, já entreguei 833 viaturas este ano, entre carros e motos, superando a meta que havia colocado de 700 unidades. São veículos que permitem a presença das forças de segurança em todos os cantos do Maranhão. É graças a esse esforço e à ampliação da tropa, que chegou a seu recorde histórico de 12 mil policiais, que estamos conseguindo reduzir os números de violência em nosso estado. Só em São Luís, por exemplo, o número de homicídios caiu pela metade entre setembro deste ano e setembro de 2014 – no governo passado.

Com essas ações, estou cumprindo mais uma das promessas que fiz na campanha eleitoral de 2014, quando assegurei que seria um governador amigo de todas as cidades do Maranhão. Hoje, o Governo do Maranhão trabalha em favor dos municípios.

Num passado recente, que não queremos mais por perto, cidades ficaram décadas sem obras porque seus prefeitos eram de grupos políticos contrários à oligarquia que por tanto tempo controlou nosso estado. Até a capital passou anos sem uma parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo, prejudicando ações como a pavimentação da cidade.

Temos boa relação institucional com todos os Poderes e com os municípios, pois acredito que o diálogo sempre é o melhor método de trabalho. Claro que o diálogo exige reciprocidade e respeito mútuo, e é isso que sempre buscamos. Nosso lema é a união pelo Maranhão, daí a nossa disposição de sempre procurar ajudar aqueles que nos procuram.

É assim, fazendo o bem sem olhar a quem, sem perseguição política, e trabalhando para o povo de todas as cidades que fazemos o Governo de Todos Nós. Vamos deixando para trás o tempo de desmandos, arbitrariedades e conchavos espúrios, que tenho certeza de que não voltarão mais.

Advogado, 49 anos, Governador do Maranhão. Foi presidente da Embratur, deputado federal e juiz federal.


Parceria beneficia o cultivo de sururu na Baixada Maranhense

sururuA Universidade Federal do Maranhão (UFMA) é a mais nova parceria do Governo do Maranhão em projetos voltados para aquicultura e pesca artesanal, executados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), nas regiões da Baixada e litoral maranhenses.

A iniciativa surgiu da visita de professores e alunos do curso de Engenharia de Pesca da Ufma, campus de Pinheiro, ao projeto de cultivo de sururu, em Bequimão. Durante a visita, o grupo da universidade conheceu o sistema long line (linha longa), aplicado no cultivo do sururu e o potencial da atividade como fonte de renda para a população.

A partir desse encontro, foram discutidas as demandas desse e de outros projetos de cultivo de moluscos, como a questões ambientais e de análise de água, além da pesca artesanal, já praticada nessas regiões.

O professor Danilo Lopes, do curso de Engenharia de Pesca, é de Sergipe, e destacou o potencial do Maranhão para a atividade.

“Soubemos da existência do projeto lendo uma matéria na internet e entramos em contato com a prefeitura para agendar uma visita. É uma belíssima iniciativa que serve muito para o desenvolvimento do município e seu entorno. Estamos vendo que a tendência é crescer e queremos ser parceiros nesse trabalho, contribuindo na parte de qualidade ambiental”, destacou.

O objetivo do projeto de cultivo de sururu é já ter produção em escala comercial, como o que já acontece com o cultivo de ostras em Humberto de Campos, cujos produtos chegaram aos supermercados pela primeira vez em 2016. Esse projeto, por sua vez, será ampliado para Icatu e Primeira Cruz ainda este ano.

Francisco Amorim, pescador do povoado Mafra, às margens do rio Pericumã, também soube do projeto e quer desenvolver trabalho similar. “Viemos fortalecer o movimento, é uma coisa que está dando certo, que não tinha nessa região e queremos participar”, disse.

Municípios como Guimarães, Cedral e Alcântara também já demonstraram interesse o que, de acordo com o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, mostra a relevância dessa iniciativa para todos os envolvidos na cadeia produtiva da aquicultura, uma das 10 cadeias prioritárias do Programa Mais Produção. “Esse projeto já vem chamando a atenção de outras instituições, municípios vizinhos e pescadores, o que mostra o grande potencial do cultivo de sururu, como um importante complemento à renda de marisqueiros e pescadores do estado, abastecendo nosso mercado interno e atendendo à demanda de outros estados”, explicou.


Cesar Cantanhede: vamos buscar parcerias com o governo para Bequimão crescer

DSC_0146

Na manhã de domingo (31), em clima de festa, aconteceu o que a maioria dos bequimãoenses aguardava com ansiedade: a unidade da oposição. PCdoB, PDT, PSB, PRTB e PSDB homologaram a candidatura de César Cantanhede para disputar as eleições de outubro.

César agradeceu o apoio de todas as lideranças e disse estar otimista e preparado para vencer a eleição e fazer um grande governo. “A partir de agora vamos arregaçar as mangas para suplantar a oligarquia que está instalada aqui (em Bequimão), permeando um atraso muito grande em nosso município e através das parcerias com o Governo do Estado vamos buscar alternativas para que Bequimão possa crescer”, afirmou.

O evento contou com a participação de várias autoridades entre elas o subsecretário de Estado da Comunicação e Articulação Política, Robson Paz, que disse estar satisfeito com a união das oposições na cidade. “Um momento muito importante para a política de Bequimão, porque agora se consolida a unidade das oposições para marchar juntos com muita força, no sentido de vencer as eleições no dia 2 de outubro”.

Cesar-Elanderson-Paz

Robson Paz afirmou ainda que Bequimão deu um grande passo para ter um prefeito aliado do governador Flávio Dino, para garantir aos bequimãoenses um município com mais desenvolvimento, justiça social e oportunidade para todos.

O vereador Elanderson Pereira (PCdoB), um dos maiores responsáveis pela articulação e unidade da oposição, demonstrou otimismo com a união.

“A unidade está formada, agora esperamos vencer as eleições para que o município possa avançar e sair desse atraso. Temos um governador que trabalha por nosso estado e nosso candidato sendo eleito, será estreitada essa relação e, sem duvida, muitas ações nas áreas de saúde, infraestrutura, educação serão realizadas na cidade nessa gestão”, afirmou o vereador.

A grande surpresa da reunião foi a presença do vereador Robson Cheira (PTN), que fazia parte do grupo do prefeito Zé Martins (PMDB) e agora se juntou à oposição. Cheira foi o parlamentar mais votado na última eleição para Câmara de Vereadores, sendo ainda considerado como o maior articulador da vitoria da gestão atual.

Também participaram da convenção os ex-prefeitos Antonio Diniz (PDT) e Leonardo Cantanhede, os vereadores Raquel Paixão (PSDB) e Sassá (PDT), os coroneis Lopes e Rosivaldo.