Piada Pronta: prefeito aliado de Roseana inaugura museu em casa de taipa

Casa de Taipa - ze martins

Do Blog do Jeisael

O prefeito de Bequimão, aliado de Roseana Sarney e filiado ao partido da ex-governadora, o MDB, não teve um pingo de vergonha de inaugurar um museu sediado numa casa de taipa, no povoado quilombola Juraraitá.

Tudo bem que trata-se do Museu da Roça, e, certamente uma casa de taipa poderia estar reapresentada nesse museu. Representada, como algo histórico, de um passado que o Maranhão tenta superar, e não como sede do Museu.

As casas de taipa, ainda muito presentes no interior do Maranhão, são uma vergonhosa herança deixada pelos padrinhos do prefeito Zé Martins, desde que Sarney foi governador do Estado em 1964.

Em meio século de domínio sarneyzista, essas casas viraram um verdadeiro monumento à pobreza, que deveria entristecer qualquer político comprometido com o bem estar da população.

As casas de taipa são uma espécie de submoradia, algo quase desumano até, que deveriam figurar apenas como lembrança em museus. Mas, parece que o prefeito Zé Martins prefere que esse tipo de habitação se perpetue, como moradia e como sede da coisa pública. Toma vergonha na cara, prefeito!

Ou o senhor aprendeu com seu aliado João Alberto? Carcará, descaradamente, disse certa vez que as pessoas no Maranhão gostavam de morar em casa de taipa por uma questão cultural. Criem vergonha. Respeitem o povo do Maranhão.

Depois essa gente quer falar mal de programas do governo do Maranhão como o Escola Digna, que tá trocando escolas de taipa por escolas de alvenaria. Ou o Minha Casa Meu Maranhão, onde famílias podem ter acesso a moradias de qualidade.

Valha-me Deus. Eles querem mesmo é que o povo continue na miséria., pobre lascado, enquanto eles se esbaldam em lagosta e camarão, regado a uísque importado às custas da pobreza do Maranhão.

Como é que pode?

zeroseana


Coincidência? Dois dias depois das eleições, prefeitura atrasa pagamento de salários

aqui-1-768x374Bastaram dois dias após a eleição para que a Prefeitura de Bequimão anunciasse atraso no pagamento de salário dos servidores municipais.

Em nota, o prefeito Zé Martins (PMDB) responsabiliza a empresa Forth Informática pelo atraso. Nos bastidores, há comentários de que o prefeito recorreu a todos os artifícios possíveis para garantir a reeleição, no último domingo, 2.

“A empresa Forth Informática, responsável pelo processamento da folha de pagamento dos funcionários do município, enfrentou o mesmo problema que ocorreu no mês passado com sua base de dados”, afirma a nota da prefeitura.

Certo mesmo é que apenas parte dos servidores recebeu os salários na última quarta-feira, 5. A maior parte dos funcionários não recebeu seus vencimentos. Na mesma nota, a prefeitura também atribui a dificuldade no pagamento à greve dos bancos e promete pagamento dos demais servidores até o próximo dia 11.

Pelo menos, se isto deixar de acontecer não será por greve nos bancos, que foi encerrada, ontem.

Passada a euforia pela reeleição, os trabalhadores de Bequimão agora parafraseiam a música de Gal Costa e perguntam ‘onde está o dinheiro?’ Há quem diga que o ‘gato’ comeu…

Leia a íntegra da nota divulgada pelo prefeito Zé Martins:

A Prefeitura Municipal de Bequimão informa que a empresa Forth Informática, responsável pelo processamento da folha de pagamento dos funcionários do município, enfrentou o mesmo problema que ocorreu no mês passado com sua base de dados. Desse modo, nesta quarta-feira (05), será efetuado o pagamento para a maior parte dos funcionários municipais, mas alguns ainda não receberão.

A Prefeitura buscou resolver de imediato a situação, mas encontrou dificuldades em razão da greve dos bancos. A empresa Forth Informática já está tomando as devidas providências para regularizar a base de dados e liberar o pagamento dos demais funcionários do município até terça-feira, dia 11 de outubro.

A Prefeitura Municipal de Bequimão lamenta pelo transtorno e reforça seu compromisso em resolver o problema o mais rápido possível.Agradeço pela compreensão de todas e todos!

Zé Martins

Prefeito Municipal de Bequimão


MP determina que prefeito Zé Martins conclua obra do mercado em 60 dias

foto 1 (1)O Ministério Público do Estado (MPE), por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Bequimão, determinou que o prefeito Zé Martins (PMDB) providencie em caráter de urgência a conclusão da obra do Mercado Público Municipal. A construção paralisada, há mais de quatro anos, deve ser concluída em 60 dias.

Na decisão, o MP afirma que a feira livre a céu aberto, na Avenida Antônio Dino, é irregular e apresenta diversos problemas que colocam em risco a saúde pública, como “falta de estrutura física adequada, precárias condições de higiene e descumprimento deliberado de direitos do consumidor”.

O documento do Ministério Público relata reclamações colhidas a respeito de manuseio inadequado de alimentos e contaminação tornando-os impróprios para o consumo, além da presença constante de animais e aves devido à falta de destinação adequada do lixo.

Além da conclusão do prédio do mercado municipal, o promotor de justiça José Renato Madeira Reis determina também a adaptação do prédio e apresentação, no mesmo prazo, de relatório circunstanciado inclusive com laudos técnicos no âmbito estrutural e sanitário das medidas adotadas.

Enquanto a população de Bequimão está sob risco de ser contaminada pelos alimentos, o prédio do Mercado Municipal está abandonado e sofre com a ação do tempo. As dependências já estão com parte da estrutura comprometida. O mato já tomou conta do prédio quase todo.

Segundo relato dos moradores do entorno, o espaço abandonado serve de abrigo para desocupados durante a noite.

Além de cumprir com a determinação imposta pelo Ministério Público em concluir a obra do Mercado Municipal, no prazo estabelecido, o prefeito Zé Martins foi obrigado a fixar cópias das recomendações em logradouros públicos onde tenha grande circulação de pessoas, como o mercado velho, para que todos tomem conhecimento do ato. Ainda segundo a recomendação, Zé Martins também deve enviar o documento para o presidente da Câmara de Vereadores, para distribuição de cópia da recomendação para os demais parlamentares.


Governo do Estado e Prefeitura de Bequimão celebram convênio de R$ 309 mil

Blog do Elanderson

Convêncio São João 2014O dito São João da “Alegria” realizado pela prefeitura de Bequimão em parceira com o governo estadual custou aos cofres públicos a bagatela de R$ 309.000,00 (trezentos e nove mil reais). A informação foi obtida no Diário Oficial do Estado do Maranhão, conforme resenha convênio n° 169/2014-SECMA.

No entanto, o que mais chamou a atenção dos bequimãoenses no São João da “Alegria” foi a desorganização e a falta de estrutura da localidade onde foi realizado o festejo junino, tanto para o público, quanto para os brincantes dos poucos grupos de folclóricos que se apresentaram.

O público não tinha o mínimo conforto para assistir as apresentações oferecidas. As pessoas tinham que ficar em pé ao redor de um espaço quadrado delimitado por cordas. Só as três primeiras fileiras conseguiam ver algumas coisa. As crianças e as pessoas de estatura mas baixa eram os que mais sofriam. Já os componentes das brincadeiras, assim como no ano de 2013, tiveram que se contentar com uma localidade para realizar as apresentações de piso irregular coberto por cimentos varrido. Nem palco foi fornecido para os instrumentistas e cantores de bumba-boi. E, para completar a desorganização do São João da “Alegria”, o “sistema de som” oferecido para a apresentação dos grupos era de péssima qualidade e o som da Radiola do Barracão era mais alto do que o som das apresentações.

Com esse dinheiro bem que a o prefeito Zé Martins (PMDB) poderia ter realizado uma festa junina mais decente e mais digna para a população de Bequimão, que não ficou muito contente e nem satisfeita com os festejos juninos deste ano. ´

E vem o questionamento: Onde foi gasto esse dinheiro (R$ 309 MIL REAIS) recebido do Governo Estadual?

É, realmente, o São João foi de Alegria só para o Prefeito e sua equipe. E põe alegria nisso aí moço!!!


Vereador responde nota do prefeito Zé Martins

Quem é que está faltando com a verdade? Tirem suas conclusões.

Do Blog do Elanderson

Vereador Elanderson repõe verdade sobre nota do prefeito Zé Martins

Vereador Elanderson repõe verdade sobre nota do prefeito Zé Martins

Meus amigos, dias atrás, publiquei um post neste blog onde o tema abordado foi a falta de merenda nas escolas do nosso município de Bequimão/MA. Esse post teve uma boa repercussão na imprensa maranhense e, também, na Assembleia Legislativa do Maranhão por intermédio do pronunciamento do Deputado Estadual Othelino Neto (PPS).

Pois bem, até a presente data, o ofício enviado por mim ao Secretário de Educação do Município, questionando a falta de merenda, não foi respondido. No entanto, observando alguns blogs de notícias da nossa cidade, encontrei uma nota de “esclarecimento” enviada pelo Prefeito Zé Martins e sua Assessoria. Nessa nota o Prefeito disse que faltei com a verdade quando escrevi e publiquei o post, por ma fé ou por desconhecimento do funcionamento da administração pública.

Assim sendo, resolvi fazer algumas considerações sobre o que foi dito na nota. Vou transcrever partes do texto da nota e logo em seguida farei os comentários.

Nota: “O Prefeito Municipal de Bequimão, Zé Martins, informa que a situação da merenda escolar já foi regularizada”.

O Prefeito Zé Martins e sua assessoria iniciam o texto da nota, publicada nos blogs 29 e 31/05/2013, com a frase acima que afirma a resolução da falta da merenda. No entanto, apenas no dia 03/06/2013, é que os alunos pertencentes às escolas do pólo Jacioca começaram efetivamente a ter acesso à merenda escolar. Quem é que está faltando com a verdade?

Nota: “Esclarece, ainda, que o fornecimento da alimentação aos estudantes da Rede Municipal de Ensino, assim como outras ações no município, foi prejudicado pela falta de documentação dos programas existentes em Bequimão, pois o ex-prefeito Antônio Diniz recusou-se a fazer a transição administrativa apesar de liminar concedida pela justiça”.

Ora! Ora! Mas não era a falta de prestação de contas do ex-prefeito que estava impedindo o repasse dos recursos do Governo Federal referente à merenda escolar? Quem é que está faltando com a verdade?

Nota: “Quando assumiu em 1° de janeiro de 2013, o prefeito tomou conhecimento da situação da merenda e, de imediato, a Secretaria Municipal de Educação iniciou todo o processo para regularização cadastral junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Para isso convocou representantes de pais , alunos e sociedade civil, visando a formação do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), que teve seus conselheiros informados ao Ministério da Educação (MEC), no dia 28 de fevereiro de 2013, portanto dentro do prazo”.

Nunca afirmei em nenhum momento que a atual gestão formou o CAE com atraso. Disse, sim, que houve uma demora por parte do FNDE na homologação do CAE e que isso sim acabou atrasando o repasse da verba do governo federal.
Já que desde o dia 1° de Janeiro tem conhecimento da situação da merenda, porque deixou todo esse tempo os alunos da rede municipal de ensino sem merenda. Já que conforme a Constituição Federal e Lei Orgânica de Bequimão a prefeitura tem que investir 25% (vinte e cinco) do total de suas receitas tributárias na Educação. Por que não dispôs desses recursos para fornecer a merenda desde o primeiro dia de aula? Quem é que está faltando com a verdade?

Nota: “Nos Dias 27 e 30 de abril, o repasse foi feito ao município, mas, como é sabido, toda compra pública carece ser feita por meio de licitação. O Processo licitatório foi feito com agilidade e, no dia 27 de maio, já foi possível entregar a merenda nas escolas”.

Não foi exatamente isso que disse no meu post em relação aos dias em que foram repassados os recursos da merenda? Detalhe o repasse da merenda é feito mensal e não anual como fora propagado nas reuniões dos diretores das escolas. É verdade, toda compra deve ser precedida de licitação e esse processo deve ser dado maior grau de transparência possível, pois qualquer cidadão tem o direito de acompanhar e até impugnar um processo licitatório. Que tal a sugestão: na próxima vez que a prefeitura realizar um processo licitatório bem que a comissão de licitação deveria fixar os avisos da mesma no mural da Prefeitura, do Fórum, da Câmara, Divulgar em carro de som, em jornais de grande circulação, diário oficial e informar os vereadores com certa antecedência. É, foi mesmo muito rápida essa licitação. Quem é que está faltando com a verdade e desconhece o processo de administração pública?

Nota: “A respeito das declarações feitas pelo vereador Elanderson e reproduzidas pelo Deputado Estadual Othelino Neto, consideramos que, ao fornecer essas informações, o vereador falta com a verdade, ou por má fé ou por desconhecer como se dá o processo de administração pública”.

Realmente não sou especialista em administração pública, mas não foi eu (Vereador Elanderson) que fiz um folder dos 120 dias de governo e elenquei várias reformas de escolas e obras que não existiram concretamente. Quem é que está faltando com a verdade?

Nota: “Outrossim, o Prefeito Zé Martins ratifica seu compromisso com a população de Bequimão, conduzindo a administração municipal com transparência e responsabilidade”.

Será que existe a disposição do cidadão bequimãoense para consulta em tempo real na prefeitura informações sobre os gastos e arrecadações efetuados pela prefeitura? Se é tão transparente, por que a Prefeitura de Bequimão não criou o seu portal da transparência conforme determina a Lei Complementar n° 131/2009, cujo prazo expirou no dia 27 de maio deste ano. Quem é que está faltando com a verdade?