Assembleia Legislativa homenageia Nova 1290 Timbira pelos 76 anos

homenagem_a_timbiraEm celebração aos 76 anos de fundação da rádio Nova 1290 Timbira, completados no mês de agosto, a Assembleia Legislativa do Maranhão prestou homenagem, nesta quinta-feira (28), à emissora do Governo do Estado. A honraria foi proposta pelo deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB) e aprovada por unanimidade pelos demais parlamentares da casa.

A solenidade contou com a participação do secretário de Estado da Comunicação Social, Márcio Jerry, do diretor geral da rádio, Robson Paz, do coordenador de Jornalismo, Ribamar Praseres, além de produtores, locutores e repórteres que integram a equipe de jornalismo da rádio mais antiga do Maranhão.

De acordo com Márcio Jerry, a rádio Nova 1290 Timbira tem uma forte presença na cena da radiodifusão maranhense e é considerada um patrimônio do povo do estado. “Patrimônio resgatado pelo governador Flávio Dino que tem investido muito para que a rádio possa cumprir esse papel tão importante que ela cumpre hoje, de oferecer informação com qualidade, de ser um espaço de diálogo, de participação da comunidade e ser, portanto, uma rádio cidadã”, ressaltou o secretário.

Para ele, muitos avanços foram conquistados nos últimos dois anos e nove meses, pois a Nova 1290 Timbira já aumentou seu raio de alcance em parceria com outras emissoras do estado, em determinados momentos do dia funciona como cabeça de rede dessas emissoras e também está em uma plataforma digital que faz com que ela possa ser alcançada através da internet, permanentemente, 24 horas por dia. “Além de ser uma rádio muito eficiente, plural, diversificada, é também uma rádio extremamente moderna”, reiterou Márcio Jerry.

Autor do requerimento que propôs a homenagem à Rádio Timbira, o deputado Marco Aurélio abriu a sessão solene enfatizando a justa homenagem que a Assembleia aprovou por unanimidade. “São 76 anos de uma comunicação social que por tempos chegou a, de forma proposital, ser tirada de uma pauta onde dava oportunidade para o povo participar. E no Governo Flávio Dino ela tem essa cara do resgate, de democratizar o espaço da comunicação social, onde a comunicação não se faz apenas com a informação de uma via, mas, acima de tudo, com a interação”, afirmou o parlamentar.

Para Marco Aurélio, um dos pontos fundamentais que norteiam tanto a comemoração dos 76 anos da Rádio Timbira quanto a homenagem prestada a emissora é a participação popular, pois o Governo se mostra disposto a ouvir as vozes e atender as reivindicações. “A gente fica extremamente feliz nessa homenagem aos 76 anos de história da Rádio Timbira, homenageando também todos que fazem essa comunicação em sua rotina”, completou o deputado.

História e resgate

Rádio mais antiga do Maranhão, que teve como primeiro nome Rádio Difusora, a Timbira reflete, em grande medida, a história da comunicação no estado do Maranhão, segundo o diretor geral da rádio, Robson Paz. “Ela foi a pioneira do estado, fundada em 1941, e tem uma história de muitas glórias na comunicação do estado, grandes nomes, consagrados apresentadores, expressões da cultura e da comunicação maranhense”, realçou.

Durante o seu discurso, Robson Paz lembrou que a Timbira também teve momentos de muitas dificuldades, de resistência, e agora está passando por um momento de completa reestruturação. “Desde que o governador Flávio Dino assumiu, ele prioriza a comunicação pública, fazendo a complementaridade da comunicação dos sistemas comerciais, estatais e a comunicação pública. A rádio tem tido um investimento muito significativo, com resultados concretos, com a participação dos ouvintes, com a melhoria da infraestrutura da rádio, e que culmina, também, em oferecer um conteúdo com absoluta qualidade para nossa população”, frisou Robson Paz.

A solenidade na Assembleia Legislativa contou com a participação de expoentes da história do rádio maranhense e de profissionais da radiodifusão de todo o estado. A rádio Nova 1290 Timbira opera no dial AM, na frequência 1290 kHz.


Câmara Municipal de São Luís presta homenagem aos 76 anos da rádio Nova 1290 Timbira

Timbira-RobsonPazEm celebração aos 76 anos de fundação da rádio Nova 1290 Timbira, completados no mês de agosto, a Câmara Municipal de São Luís prestou homenagem, nesta segunda-feira (18), à emissora do Governo do Maranhão. A homenagem foi proposta pelo vereador Raimundo Penha (PDT) e aprovada por unanimidade pelos demais vereadores da casa.

Além da emissora, foram homenageados o diretor geral da rádio, Robson Paz; o coordenador de jornalismo, Ribamar Praseres; assim como os produtores, locutores e repórteres que integram a equipe de jornalismo da rádio mais antiga do Maranhão, que teve como primeiro nome Rádio Difusora.

Autor do requerimento que propôs a homenagem à Rádio Timbira, o vereador Raimundo Penha abriu a sessão destacando a importância da troca de informação entre o agente público e a população por meio do veículo radiofônico. “Estou muito feliz por ter tido a oportunidade de ir à Rádio Timbira e conhecer as instalações”, disse.

“As redes sociais e a Rádio Timbira têm se empenhado para que as pessoas tenham voz e vez. Essa é a forma que o cidadão tem de falar do hospital, da escola do filho, do bairro, levando sugestões aos gestores. Não há nada mais justo do que esta homenagem a quem garante ao cidadão o direito de expressão”, acrescentou Raimundo Penha.

Novo momento

Ao receber a placa de homenagem, o diretor geral da Rádio Timbira, Robson Paz, relatou o novo momento da emissora, atribuindo o desenvolvimento na comunicação aos investimentos realizados pelo governador Flávio Dino.

“É um momento de muita alegria para todos nós que fazemos parte da [Nova 1290] Timbira. A rádio já teve momentos mágicos, esplendorosos, e que hoje vêm sendo resgatado pela nossa gestão. É o momento da radiofonia maranhense, com a contratação de grandes profissionais e com investimentos importantes realizados durante o Governo Flávio Dino”, disse Robson Paz.

Ele frisou o caráter democrático da emissora que preza pela participação dos ouvintes. “Hoje existe um espaço de absoluta democracia, onde os ouvintes participam de forma livre, garantindo assim um direito importante e fundamental do ser humano, que é o direito de liberdade de expressão, dando o acesso às informações”, completou.

O diretor geral adiantou os próximos passos da Nova 1290 Timbira. “O próximo passo será o aproveitamento da convergência das mídias. Outro ponto é a implantação da TV Web, como também a soma das diversas plataformas das redes sociais, onde temos a presença muito forte e muita intensa da população”, informou.

Robson Paz também contou que a rádio vai entrar na frequência FM. “A ideia é cada vez mais levar informação, fazendo com que o Maranhão fale com o Maranhão”, disse.

Democratização

O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Douglas Cunha, destacou a importância do jornalismo levado ao ar pela emissora. “Hoje a Rádio [Nova 1290] Timbira resgata a força da comunicação, levando a cada dia mais informação para o povo nos 217 municípios. Ela foi ameaçada, mas ressurgiu. Hoje a Rádio Timbira vive uma nova história e a gente fica muito feliz por essa recuperação e sua valorização”.

Para o presidente do Sindicato dos Radialistas do Maranhão, José dos Santos Freitas, conhecido como J. Kerly, os passos dados pela Timbira nos últimos três anos representam um grande avanço. “Essa luta de democratização dos meios de comunicação no Brasil é antiga, da qual o Maranhão faz parte, e isso é importante”, frisou.

Sobre a emissora

A rádio Nova 1290 Timbira opera no dial AM, na frequência 1290 kHz. A emissora foi fundada em 1941, sendo a primeira emissora de rádio do Maranhão.


Concurso para a polícia sai ainda neste ano, diz Flávio Dino

O Maranhão vai ter concurso público para novos policiais ainda neste ano. O anúncio foi feito nesta terça-feira (18) pelo governador Flávio Dino, durante entrevista à Rádio Timbira, transmitida para quase 40 emissoras de todo o estado.

“Temos feito um esforço bastante grande de qualificação e recomposição do contingente da polícia. Temos hoje um número recorde de policiais, de mais de 12 mil, após muitas contratações e nomeações”, disse.

Flávio afirmou que, se contar policiais militares, civis e bombeiros, são quase 3 mil nomeações desde 2015.

“Agora é hora de novo concurso. Já autorizei a Polícia Civil, a Militar e os Bombeiros para que façam o edital e que as provas saiam neste ano, para que no próximo tenhamos mais policiais nomeados.”

Ele também lembrou a distribuição de 577 viaturas aos municípios maranhenses nestes pouco mais de dois anos. Flávio ainda disse que em 2017 serão entregues mais 130 novos carros e 100 novas motociclistas.

“Vamos entregar 230 novas viaturas neste ano para os policiais novos que chegarem encontrem os veículos novos, além dos equipamentos que temos comprado”, afirmou.


Resgate da Timbira. Direito humano à comunicação

untitledROBSON PAZ

O Maranhão deu mais um passo importante e simbólico na luta pela democratização dos meios de comunicação. Após 22 anos de abandono e sucateamento, a Rádio Timbira AM passa por profunda reestruturação. A emissora pública, pioneira do Estado, chegou a ser extinta em 1994. De lá pra cá, enfrentou processo de desmonte sem precedentes. Só interrompido em dois anos de governo Jackson Lago com a aquisição de novo transmissor e outros equipamentos.

Desde o ano passado, a rádio pública passa por processo de completa reestruturação, que vai da regularização junto ao Ministério das Comunicações à nova estrutura física dos estúdios e transmissores, que apresentava condições precárias. Tão grave que os profissionais trabalhavam em ambiente insalubre. Um caos!

A Timbira recebeu nova estrutura em prédio adequado. Um estudo técnico acerca da viabilidade para readequação do parque de transmissores constatou o pior sinal entre as rádios AM de São Luís. Não por acaso, ex-governantes detentores de impérios de comunicação relegaram a única rádio pública ao ostracismo. Difícil, portanto, acreditar em mera coincidência.

A comunicação é um direito humano previsto no artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem (1948), que estabelece: “… todo indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios, independentemente de fronteiras”.

Pois bem, mesmo tendo alcance quase insignificante, no governo passado foi praticado um dos mais simbólicos atos de atentado ao direito humano à comunicação: proibiram a participação dos ouvintes na programação. Isto é, tolheu-se o direito à liberdade de expressão.

A censura explícita em pleno século 21 foi abolida imediatamente após a posse do governador Flávio Dino. Em apenas dois anos de gestão, a rádio concluiu o processo de reestruturação do novo parque de transmissores. Voltou a ter um dos melhores sinais de áudio do Estado na freqüência 1290 KHz AM e passou a transmitir também via satélite.

Na última quarta-feira, 14, a rádio pública do Maranhão viveu um grande momento. Oportunizou à população de todas as regiões entrevista com o governador Flávio Dino, com pluralidade na participação de entrevistadores e ouvintes.

Jornalistas e radialistas de Imperatriz, Chapadinha, Timon, Caxias, Pinheiro, Balsas, Viana, Estreito, além de São Luís. Mais de 35 emissoras retransmitiram a prestação de contas do governador Flávio Dino via satélite ou pela internet.

Um feito que demonstra a importância da complementaridade da comunicação pública e comercial como ocorre em vários países. Momento que só foi possível pela crença na comunicação como importante instrumento para promover inclusão no processo de construção de um Maranhão mais justo, por meio do diálogo e da transparência. Este ano a emissora completou 77 anos. Estão de parabéns todos que contribuíram para o resgate da Rádio Timbira e garantiram mais este direito aos maranhenses!

Radialista, jornalista. Subsecretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos