Povo festeja vitória de Flávio Dino com mais de 2 mil votos de diferença em Bequimão

O povo foi às ruas e fez a festa para comemorar a reeleição do governador Flávio Dino, na noite de domingo, 7, em Bequimão. A caminhada liderada por Robson Paz, César Cantanhede, os vereadores Fredson e Raquel, o ex-prefeito Bernal, o ex-vereador Elanderson e o suplente de vereador Antônio Taxista percorreu ruas e avenidas da cidade embalados pelo passinho do 65.

Flávio Dino teve 6.655 votos contra 4.407 de Roseana Sarney em Bequimão. A diferença totalizou 2.248 votos. Maura Jorge teve 205 votos, Roberto Rocha 75 votos e Ramon Zapata 22.

Os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama também venceram os candidatos da oligarquia Sarney em Bequimão. Weverton teve 6.143 votos. Eliziane foi a segunda colocada com 5.083 votos. Sarney Filho com 4.172 ficou na terceira posição seguido por Lobão com 3.494 e Zé Reinaldo com 826 votos.

“Foi a vitória da política com seriedade e justiça social. É a vitória do povo do Maranhão e do povo de Bequimão”, comemorou Robson Paz.


“Vou ajudar Flávio Dino a fazer mais pelo Maranhão e a fazer mais por Bequimão”, diz Márcio Jerry. Assista

Em mensagem à população de Bequimão, o ex-secretário de Comunicação e Assuntos Políticos e candidato a deputado federal Márcio Jerry afirmou que na Câmara Federal vai ajudar Flávio Dino a continuar o trabalho, que o fez ser considerado o melhor governador do Brasil, no Maranhão e em Bequimão.

“O governador tem muitas ações importantes em todo o Maranhão e em Bequimão. Serei deputado federal, com fé em Deus e com seu apoio, para ajudar Flávio Dino a fazer mais pelo Maranhão e ajudar Flávio Dino a fazer mais por Bequimão. Para fazer com que Bequimão e o Maranhão possam andar no rumo certo do progresso e do desenvolvimento”, disse.

Márcio Jerry destacou as ações do governo Flávio Dino em Bequimão e afirmou que sua candidatura a deputado federal é resultado da luta da vida inteira como militante dos movimentos sociais e como ex-secretário do governo Flávio Dino, quando o ajudou a fazer tantas e importantes mudanças no Maranhão.

Jerry ressaltou o apoio recebido em Bequimão. “Abraçando este grande companheiro, este dileto companheiro Robson Paz, que é secretário de estado do governo Flávio Dino, que está levantando a nossa bandeira, deixo um abraço a Bequimão abraçando este grande filho de Bequimão”, afirmou.

No vídeo, o governador Flávio Dino afirma que é muito importante para o Maranhão que Márcio Jerry conquiste uma das 18 vagas de deputado federal pelo Maranhão.

A campanha de Márcio Jerry em Bequimão, coordenada por Robson Paz, conta com apoios importantes do vereador Fredson, do ex-prefeito Bernal, do suplente de vereador Antônio Taxista, do ex-vereador Elanderson e várias lideranças políticas e comunitárias do município.


Robson Paz destaca trabalho e reafirma apoio para Márcio Jerry e Neto Evangelista

O secretário adjunto de Comunicação, Robson Paz, gravou vídeo em que destaca as obras do governo Flávio Dino, no município de Bequimão e reafirma apoio aos candidatos a deputado federal Márcio Jerry  e a deputado estadual Neto Evangelista.

“Para o trabalho continuar e lutarmos por Mais Asfalto, educação e segurança, precisamos eleger candidatos comprometidos com o nosso município. Por isso peço seu voto para Márcio Jerry deputado federal, Neto Evangelista deputado estadual, Flávio Dino governador e Haddad presidente”, afirma Robson Paz.

Entre as obras realizadas pelo governador Flávio Dino em Bequimão, Paz cita a ponte do Balandro, Iema, Escola Digna, Água para Todos e canais da Produção, além da construção da ponte Central-Bequimão, cujos serviços estão em andamento.


Caravana Lula Livre realiza ato político em Bequimão, nesta sexta (21)

Lula Livre-BequimãoA Caravana Lula Livre estará no município de Bequimão, nesta sexta-feira (21).

A agenda é organizada pela Coordenação Executiva da campanha do candidato a presidente Fernando Haddad (PT) no Maranhão.

Os atos que começam com carreata às 16h, na cidade de Bequimão, terão a participação do coordenador e ex-secretário de Esportes, Márcio Jardim, do secretário adjunto de Comunicação, Robson Paz, e dirigentes locais do PT, PCdoB, lideranças de partidos aliados e movimentos sociais.

Após a carreata, a caravana seguirá para o povoado de Pontal, onde será realizada panfletagem e ato político, às 18h.


Lançamento da candidatura de Neto Evangelista reúne centenas de pessoas em Bequimão

Neto Evangelista em Bequimão
Centenas de pessoas participaram do lançamento da candidatura à reeleição do deputado estadual Neto Evangelista, no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bequimão (Sismubeq), na noite de sábado, 8, na cidade de Bequimão.
O encontro reuniu várias autoridades políticas da região. Estavam presentes o secretário adjunto de Comunicação do governo do Estado, Robson Paz; o vereador Fredson Pereira (PCdoB), o ex-vereador Elanderson Pereira, o presidente municipal do PSB, Antônio Taxista; a presidente municipal do PCdoB, Amércia Suzane; o professor Francisco Ferreira; os ex-prefeitos Luís Bernal e Leonardo Cantanhede e o ex vice-prefeito César Cantanhede.
Robson Paz destacou três pontos que considera fundamentais: trabalho, gratidão e esperança. “O nosso candidato Neto Evangelista nos representa porque já tem serviço prestado no município. Foi ele que, como secretário do governador Flávio Dino, tornou realidade o CRAS e os programas Diques da Produção e Bolsa Escola em Bequimão. Somos gratos por tudo que ele e seu pai já fizeram pela nossa cidade. Estamos juntos pela sua reeleição e por mais trabalho pelo nosso município”, afirmou.
Os apoiadores do deputado Neto Evangelista em Bequimão destacaram seu desempenho como deputado estadual e ex-secretário de Desenvolvimento Social do governo Flávio Dino e apresentaram propostas a serem defendidas pelo deputado nas áreas de educação, agricultura, infraestrutura e sistemas de abastecimento d’água para beneficiar a população do município.
Neto Evangelista ressaltou que sempre pôde voltar de cabeça erguida em todos os lugares por onde passou desde sua primeira eleição, em 2010. “Sou um homem de compromisso. Aprendi com meu pai que falar a verdade por mais que doa é o caminho certo a ser seguido. Por isso colho a lealdade, o respeito e a gratidão dos meus eleitores. Que continuemos assim, rumo a mais uma vitória!”.
Durante o ato político foram destacadas outras obras importantes realizadas pelo governador Flávio Dino em Bequimão, como a ponte do Balandro, Escola Digna no Marajatiua, cinco sistemas de abastecimento d’água, Academia da Saúde, Casa de Farinha, Iema Vocacional, reforma da escola Manoel Beckman e a construção da ponte Central Bequimão.

Neto Evangelista lança candidatura à reeleição em Bequimão, neste sábado (8)

Neto Bequimão
O deputado estadual Neto Evangelista lança em Bequimão a candidatura à reeleição, neste sábado (8), às 18h30, no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Bequimão (Sismubeq).

O ato vai contar com a participação do vereador Fredson (PCdoB), ex-prefeito Bernal,  secretário adjunto de Comunicação e diretor-geral da Rádio Timbira, Robson Paz, a presidente do PCdoB de Bequimão, Amércia Susane, ex-vereador Elanderson, além de dirigentes partidários e lideranças comunitárias.

Ex-secretário de Desenvolvimento Social do governo Flávio Dino, Neto Evangelista conduziu programas, como o Bolsa Escola, Diques da Produção, Mais Renda, Restaurantes Populares e construção dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

 


Com segurança, medo vai ficando no passado

Robson PazROBSON PAZ

O 12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), constatou bons resultados da acertada política de segurança pública posta em prática no Estado pelo governador Flávio Dino.

Estudo, divulgado este mês, mostra que o Maranhão foi o segundo estado do Nordeste com a maior redução dos crimes de homicídios em 2017. A curva descendente dos indicadores de violência desde 2015 é um alento para a população, que, na primeira metade desta década, viveu sob a égide do medo.

Temor que teve o ápice em 2014, quando rebeliões, degolas, ônibus incendiados, toques de recolher fizeram muitas pessoas perderem a vida nas chamas da insensatez de criminosos e da negligência de poderosos encastelados em palácios cercados por grades. Cenário pavoroso, de triste memória para os maranhenses.

Passados três anos e meio, a taxa de homicídios caiu pela metade no comparativo com o ano de 2014. Cerca de mil vidas salvas. São famílias que deixaram de chorar perda dos entes. Filhos que podem abraçar seus pais e pais que convivem com os filhos cotidianamente. São Luís deixou o ranking das 50 cidades mais violentas do mundo, segundo levantamento da organização da sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz.

Tudo isto é fruto de muito trabalho e investimento sério em políticas públicas.

As polícias foram valorizadas e estruturadas. O Maranhão tem atualmente o maior contingente da história do Estado com 15 mil policiais. Viaturas, armamentos, laboratórios científicos e inteligência, que aperfeiçoam as investigações e operações realizadas pelo sistema de segurança. Delegacias foram construídas e reformadas.

Criação de programas como o Pacto pela Paz, que envolve poder público e sociedade civil. Reconhecimento aos policiais, com o maior número de promoções da história.

O Corpo de Bombeiros foi ampliado com novos quartéis no interior do Estado, além de centenas de unidades aparelhadas e estruturadas tecnologicamente.

Com mais treinamento, profissionais e setores especializados, a apreensão de drogas foi 70 vezes maior que em 2014. A queda no roubo a bancos alcançou 73% comparado com o último ano do governo passado.

A mudança que humaniza o sistema penitenciário do Estado é notável. A construção de novos presídios, reforma e ampliação de dezenas de unidades reduziu o caos antes existente no sistema penitenciário. Com disciplina, presos passaram a aprender profissão. Milhares de apenados desenvolvem atividades, como a fabricação de blocos de concreto utilizados no Mutirão da Rua Digna.

A fiscalização no trânsito salvou muitas vidas e retirou de circulação criminosos, que praticavam assaltos, sobretudo, utilizando motos roubadas.

Com a descentralização do Centro Tático Aéreo (CTA), o Maranhão passou a combater com mais rapidez a criminalidade. Além de São Luís, o CTA passou a ter bases nos municípios de Imperatriz e Presidente Dutra.

Com profissionais capacitados, valorizados e estimulados, o combate à criminalidade é ainda mais eficaz. A segurança melhora e a população vai, passo a passo, deixando para trás o medo, que por muito tempo assombrou os maranhenses.

Radialista, jornalista, Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.


A saúde eficaz do Maranhão

ROBSON PAZ

Robson PazA crise econômica nacional levou mais de 60 mil usuários a deixarem os planos de saúde, entre junho de 2017 e junho de 2018. Os dados são do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). Outro estudo divulgado pelo Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) do Ministério da Saúde mostra que mais de 34 mil leitos de internação foram fechados no país, nos últimos oito anos, na rede pública de saúde.

Vários estados e municípios fecharam hospitais, UPAs, atrasam salários dos profissionais de saúde. Situação que revela a gravidade da saúde pública no país. Como consequência, brasileiros, sobretudo os mais pobres, sofrem nas intermináveis filas para atendimento e nos corredores dos hospitais.

A despeito deste cenário caótico, o Maranhão mostra eficácia e ousadia na gestão da saúde pública. Criou inédita rede de atendimento hospitalar regional. Em três anos e meio, o governador Flávio Dino concluiu e entregou oito hospitais regionais, que atendem milhões de pessoas em todas as regiões. Hospitais de média e alta complexidade em Pinheiro, Imperatriz, Caxias, Balsas, Santa Inês, Bacabal, Chapadinha e HTO (Hospital de Traumatologia e Ortopedia) em São Luís. Com as novas unidades de saúde, o governo do Estado aumentou em 50% o número de leitos na rede pública. Feito extraordinário!

Aliado a este importante investimento, a consecução de programas como o Ninar, que oferta atendimento para crianças com problemas de neurodesenvolvimento, demonstra a dimensão humana e correta aplicação dos recursos públicos. E o mais emblemático: o acolhimento das crianças e familiares ocorre na antiga casa de festas do governo. Adaptada e reestruturada, a casa abriga aqueles que mais precisam.

Enquanto o país constata o recrudescimento dos índices de mortalidade infantil e materna, o Maranhão inova com a Força Estadual de Saúde, que leva esperança para população das 30 cidades mais pobres do Estado. Atenção básica que mitiga a ocorrência de doenças crônicas como hipertensão e diabetes, além da mortalidade infantil e materna. Atendimento realizado em povoados remotos, onde muitos jamais foram visitados por médicos.

Pacientes com câncer agora tem rede de tratamento estadual, a partir do Hospital do Câncer em São Luís, antigo Hospital Geral, e a descentralização dos serviços oferecidos também em Imperatriz e Caxias.

O projeto Sorrir garante às famílias de baixa renda tratamento odontológico gratuito. A maioria dos municípios foi contemplada com ambulâncias. Concursos públicos para profissionais de saúde foram realizados, depois de décadas.

Tudo isto resulta da prioridade e esforço fiscal do governo Flávio Dino para complementar o subfinanciamento do sistema de saúde público estadual – são apenas R$ 25 milhões do SUS (Sistema Único de Saúde) por mês. O governo investe R$ 115 milhões mensais em recursos próprios.

A saúde é direito de todos. Contudo, por muito tempo este foi negligenciado. Agora, enquanto o Brasil regride com a PEC do Teto, que congela por 20 anos investimentos na área, o Maranhão colhe frutos da semente da mudança. O impacto só não é ainda maior em face do êxodo da saúde privada para o sistema público de saúde.

Radialista, jornalista, Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.


Sonho realizado! Governo Flávio Dino entrega Escola Digna em Marajatiua Bequimão

WhatsApp Image 2018-08-15 at 22.48.19 (2)“Vai melhorar porque não tinha banheiro. Agora tem água na pia. Antes, não tinha. Estou achando muito bonito o colégio”, a inocente definição da pequena Priscila sobre a Escola Digna inaugurada no povoado de Marajatiua sintetiza a grandiosidade do programa do governo Flávio Dino, que substitui escolas de taipa por alvenaria e leva dignidade para alunos e professores.

Na comunidade, distante cerca de 25 Km da cidade de Bequimão, a escola era precária. A nova estrutura empolgou também os pais dos alunos de Ensino Fundamental. “Antes não existia e hoje já tem, graças a Deus e ao governador Flávio Dino. Essa escola maravilhosa. O governo faz muito para todos. Não faz só pra rico, mas pros pobres que mais precisam”, comemorou José Damasceno, pai de aluna.WhatsApp Image 2018-08-15 at 22.48.19 (1)

A gestora da escola, Solange, agradeceu as novas instalações. “Era difícil ver governantes olhando para nós, que moramos em povoados distantes.”, disse.

O secretário Felipe Camarão (Educação) afirmou que o programa Escola Digna foi idealizado pelo governador Flávio Dino para melhorar a educação do Estado e garantir que alunos e professores tenham as melhores condições para desenvolver suas atividades, além de apoiar os municípios. “Estivemos em Bequimão, para entregar aos moradores do povoado Marajatiua, a segunda Escola Digna da semana. O novo prédio da Unidade Integrada Sumaúma agora traz conforto e melhores condições de ensino aprendizagem para todas as crianças da comunidade”.Escola Digna-Robson Paz

O secretário adjunto de Comunicação e diretor da Rádio Timbira, Robson Paz, falou sobre a gratidão dos bequimãoenses ao governador Flávio Dino. “Nunca um governo fez tanto e em tão pouco tempo por Bequimão”. Citou o IEMA Vocacional, Bolsa Escola, CRAS, Sistemas de Abastecimento d’Água, ponte do Balandro, Canais da Produção, Academia da Saúde e a ponte Central Bequimão. “Só um governo que trabalha com amor à população é capaz de fazer obras como essa que leva dignidade e conhecimento para gerações”, discursou.WhatsApp Image 2018-08-15 at 22.48.19 (3)

Participaram do evento o prefeito Zé Martins (PMDB), o vice-prefeito Magal (PT), o ex-prefeito Leonardo Cantanhede (PSDB), ex-vice-prefeito César Cantanhede (PSDB), os vereadores Fredson (PCdoB), Raquel (PSDB), Valmir e Jorge Filho (PP), Vetinho (MDB), ex-vereadores Elanderson, Barbosa e Filuca; o gerente regional de Educação, Ribinha, além de secretários municipais, lideranças políticas e comunitárias.


Sucessão presidencial imprevisível

Robson PazROBSON PAZ

Concluído o prazo das convenções, 13 candidatos foram oficializados para disputar a Presidência da República. É o maior número de concorrentes desde as eleições de 1989. À época, 22 nomes concorreram ao pleito presidencial.

Salvo o imponderável, o próximo presidente do Brasil será eleito em segundo turno, como ocorre desde 2002. Imprevisível, contudo, a esta altura cravar quem estará na disputa, no dia 28 de outubro. As recentes pesquisas apontam Lula (PT) contra Bolsonaro (PSL/PRTB). Dificilmente a candidatura do ex-presidente resistirá à apreciação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em face da Lei da Ficha Limpa, sem entrar no mérito da decisão.

Exatamente por isso, Lula e o PT confirmaram o plano B: a candidatura do ex-prefeito de São Paulo e coordenador do programa de governo petista, Fernando Haddad, como candidato a vice e virtual candidato a presidente, a se confirmar o impedimento de Lula. A aliança tem ainda PCdoB, PROS e PCO. Manuela D’Ávila será a vice de Haddad.

Sem Lula na disputa, o jogo zera. Pelo menos, teoricamente. As pesquisas mostram Bolsonaro e Marina Silva (Rede) na liderança dos levantamentos momentaneamente.

Mas é a partir do dia 16, quando começa a campanha eleitoral, e do dia 31 com a propaganda eleitoral no rádio e TV, que a batalha começa pra valer. E não há favoritismo.

Até onde a vista alcança não há ambiente de unidade nos principais pólos políticos, que protagonizam as eleições para presidente, desde 1994. Tanto no campo conservador quanto no progressista há divisões.

A despeito da aliança entre PSDB, PTB, DEM, PSD, PP, PR, SD, PRB e PPS, a direita representada na candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) não está coesa.

As candidaturas de Álvaro Dias (Podemos/PSC/PTC/PRP) e Henrique Meireles (MDB/PHS) demonstram que há dissensos. Cenário que fica ainda mais latente com a festejada candidatura da extrema direita, que reúne PSL e PSDC, sob liderança de Bolsonaro.

No centro, a candidatura de Marina Silva (Rede/PV) é uma espécie de zebra sempre pronta para acontecer.

No campo popular e democrático, as candidaturas de Fernando Haddad, Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (PSol/PCB). Tal qual a direita, a pulverização de candidaturas é um dos pontos fracos para as forças progressistas. A extrema esquerda marca posição com Vera Lúcia (PSTU).

A despeito das adversidades com a prisão política de Lula, o PT foi o partido que melhor articulou para assegurar presença no segundo turno. Concorrerá para isso a força eleitoral de Lula e as alianças costuradas. Além do apoio de PROS e PCdoB, a garantia de palanques regionais fortes para Haddad, sobretudo, no Nordeste e Sudeste, aumentam as chances de estar no segundo turno.

Tarefa que parece tanto mais complexa para o candidato do establishment. Por uma razão simples. Ele terá de conter a sangria eleitoral pró-Bolsonaro, superar Marina Silva, não perder terreno para Álvaro Dias e se desvencilhar da herança maldita do governo Temer e do fantasma da Lava Jato.

Ainda assim, PT e PSDB têm reais chances de protagonizar uma vez mais a disputa pela Presidência da República.

Radialista, jornalista, Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.